Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

220 VOLTS

Globo suspende Profissão Repórter para exibir homenagem a Paulo Gustavo

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Paulo Gustavo todo vestido de preto e de boné, gesticulando em um cenário de fundo azul

Paulo Gustavo no 220 Volts Especial de Fim de Ano; programa será reexibido na Globo nesta terça (4)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 4/5/2021 - 22h38
Atualizado em 4/5/2021 - 22h52

A Globo suspendeu a edição do Profissão Repórter desta terça-feira (4) para dedicar um espaço de sua programação ao ator e diretor Paulo Gustavo, que morreu na noite de hoje, após 53 dias internado por complicações da Covid-19. Logo após a final do BBB21, será reexibido o 220 Volts Especial de Fim de Ano.

A mudança de grade foi informada por Renata Lo Prete durante a entrada do Plantão da Globo que noticiou a morte do humorista. "E hoje, logo depois da final do BBB, a Globo vai exibir esse especial 220 Volts em homenagem ao Paulo Gustavo no lugar do Profissão Repórter. E depois tem o Jornal da Globo", avisou.

Em comunicado enviado à imprensa, a emissora ainda avisou que o filme Minha Mãe É Uma Peça 3, inédito na TV aberta, será exibido amanhã (5) na sessão Cinema Especial, que irá ao ar logo após a novela Império.

"Um dos maiores humoristas brasileiros, Paulo Gustavo vai deixar muita saudade. O criador, ator, comediante e roteirista faleceu nesta terça-feira, 4 de maio, por complicações causadas pela Covid-19. Para homenageá-lo, a TV Globo exibe na noite de hoje, após a final do BBB 21, o especial 220 Volts e, amanhã, dia 5, Minha Mãe é Uma Peça 3 será a atração do Cinema Especial", diz parte da nota.

O programa, feito sob medida para a programação do fim de 2020 da Globo, foi o último trabalho do humorista. Nele, Paulo Gustavo interpretou diversos personagens de sucesso de seu repertório, como Dona Hermínia, Senhora dos Absurdos e a Mulher Feia.

Vítima da Covid-19

Depois de ter seu quadro declarado como irreversível, Paulo Gustavo morreu aos 42 anos em decorrência da Covid-19 nesta terça. O humorista estava internado desde 13 de março em um hospital no Rio de Janeiro e foi intubado no dia 21. O artista fazia parte do grupo de risco do coronavírus, já que sofria de asma, uma doença respiratória.

"Às 21h12 desta terça-feira, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da Covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento. A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", informou o último boletim médico.

O ator estava hospitalizado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e apresentou um agravamento de seu quadro clínico a partir de 2 de abril. Ele precisou mudar o tratamento ao qual era submetido, passando a fazer terapia por oxigenação por membrana extracorpórea (Ecmo) com o objetivo de permitir uma melhor recuperação da função pulmonar. O humorista também precisou receber transfusão de sangue no período em que esteve hospitalizado.

Ele chegou a apresentar melhora em abril, quando respondeu ao tratamento e passou alguns dias sem hemorragia. Os médicos também tinham retirado as fístulas bronco-pleurais detectadas.

No entanto, no final do mês, o comediante voltou a ter complicações no seu estado clínico e apresentou uma pneumonia bacteriana. Em 2 de maio, Gustavo teve complicações que ocasionaram lesões cerebrais e, segundo a equipe médica, seu estado passou a ser considerado "extremamente grave".

Durante o período que passou internado, o comediante chegou a indicar que estava melhorando em alguns momentos. Ele ainda contou com o apoio e oração de vários amigos famosos, como Tatá Werneck, Marcelo Adnet, Mônica Martelli, Paolla Oliveira e Gregorio Duvivier.

O ator tinha mais de 15 anos de carreira. Ele deixa o marido Thales Bretas, com quem havia se casado em 2015, os filhos Romeu e Gael, a irmã Ju Amaral, o pai Júlio Márcio Monteiro de Barros e a mãe Déa Lúcia Vieira Amaral, que inspirou a criação da personagem dona Hermínia.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas