Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PISCOU, PERDEU

De Melhor Agora a Fora de Hora: Cinco programas que tiveram vida curta em 2020

Reprodução/Band e Estevam Avellar/TV Globo

Montagem com a jornalista Mariana Godoy na Band e o comediante Paulo Vieira na Globo

Melhor Agora, com Mariana Godoy, e Fora de Hora, com Paulo Vieira, se deram muito mal em 2020

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 29/12/2020 - 6h50

Em um ano marcado pelo novo coronavírus e por muitas reprises na televisão, alguns programas conseguiram a "façanha" de serem cancelados mesmo que suas emissoras não tivessem algo inédito para colocar no lugar. Teve atração que saiu do ar após apenas quatro edições. Afinal, TV é um brinquedo que custa milhões, e é melhor cortar o mal pela raiz de uma vez do que tentar salvar o formato --alô, Globo, por que insistir no Se Joga em 2021?

A lista de programas "piscou, perdeu" de 2020 inclui atrações prejudicadas pela pandemia, outra que surgiu justamente por causa da crise de saúde (mas acabou muito antes da Covid-19), um talk show que já nasceu errado e um matinal feminino cuja maior ousadia era não ter quadro de culinária.

Relembre cinco atrações com vida tão curta que vão cair (ou já caíram) no esquecimento do grande público:

reprodução/tv globo

Márcio Gomes tinha até álcool gel na bancada

Combate ao Coronavírus

A pandemia ainda estava engatinhando no Brasil em 17 de março, quando a Globo estreou o Combate ao Coronavírus, no qual Márcio Gomes abordava as últimas notícias sobre a doença no mundo todo e dava dicas de prevenção --e de como fazer máscaras caseiras.

O jornalístico durou pouco mais de dois meses, e em 22 de maio a emissora decidiu acabar com o programa, na expectativa de que a Covid-19 estava caminhando para o fim. A medida se mostrou precipitada e ainda causou uma revolução na vida de Gomes, que se sentiu subaproveitado e migrou para a CNN Brasil em busca de novos desafios profissionais.

marcus godoy/record

Sabrina durou quatro semanas no Domingo Show

Domingo Show com Sabrina Sato

A passagem de Sabrina Sato pelo Domingo Show durou pouco: apenas quatro edições, para ser exato. A apresentadora estreou em 8 de março à frente do dominical, com a promessa de trazer diversão, música e muito xaveco. Mas a baixa audiência na estreia e a pandemia forçaram a Record a acabar com a atração no dia 29 do mesmo mês.

O quadro Made In Japão, que já estava todo gravado --exceto pelo anúncio do campeão, feito ao vivo--, virou um programa próprio nas noites de sábado, mas também passou longe de ser um sucesso de público.

Sabrina se deu melhor como apresentadora do Game dos Clones e com seu canal no YouTube, no qual entrevistou amigos famosos diretamente do banheiro --e que lhe rendeu o Prêmio Notícias da TV de personalidade da TV no YouTube/web.

divulgação/redetv!

Olga Bongiovanni saiu do ar em janeiro

Olga

Lançado em 15 de abril do ano passado, o matinal Olga conseguiu passar de ano apesar de nunca ter sido um fenômeno de audiência --nem a própria RedeTV! fazia muita questão de divulgá-lo. Em 2020, porém, Olga Bongiovanni recebeu a faca antes mesmo de a pandemia estourar. Seu programa, um feminino que apostava na "prestação de serviços, e não na culinária", como ela mesma definiu, saiu do ar em 27 de janeiro.

divulgação/band

Talk show não durou nem três meses na Band

Melhor Agora

O Melhor Agora é um caso de programa que já nasceu errado. Após passar quase cinco anos à frente de um talk show na RedeTV!, Mariana Godoy assinou com a Band para comandar um matinal diário idealizado por Zeca Camargo. A estreia foi adiada várias vezes, até que o projeto foi cancelado de vez --ele nem chegou a ter um nome.

Mariana, então, ganhou um prêmio de consolação: um talk show semanal noturno, bem parecido com o que comandava na antiga emissora. O Melhor Agora estreou em 21 de setembro, mas não fez nenhum furor na audiência. Toda a equipe foi demitida, e o programa saiu do ar em 7 de dezembro. Apesar da curta duração da atração, Mariana teve tempo de ser diagnosticada com Covid-19 e ficar duas semanas fora do ar. Ninguém sentiu falta...

estevam avellar/tv globo

Fora de Hora: bastidores melhores do que atração

Fora de Hora

Criado para substituir o Tá no Ar na Globo, o Fora de Hora conseguiu ser mais interessante em seus bastidores do que pelo que apresentava semanalmente na TV. O humorístico que simulava um jornal com notícias bizarras teve sua produção cancelada por causa do novo coronavírus e saiu do ar com apenas 11 episódios (dois deles de "melhores momentos").

A Globo, que já havia encomendado um segundo ano da atração, cancelou qualquer chance de ela voltar ao ar depois que vieram à tona as acusações contra Marcius Melhem, então chefe do Humor da emissora. Dani Calabresa e outras profissionais alegam que o ator as teria assediado moral e sexualmente --ele confirma que errou em alguns momentos, mas nega que tenha abusado ou sido violento.

Curiosamente, o Fora de Hora surgiu como um projeto que seria comandado por Dani Calabresa. Ela queria dividir a bancada com Bento Ribeiro e refazer o na Globo o Furo MTV, formato similar que a dupla tinha apresentado no canal musical entre 2009 e 2013. No fim, Paulo Vieira e Renata Gaspar assumiram as funções. Melhem foi dispensado da Globo em agosto.


Leia também

Web Stories

+
Dia da Luta contra a LGBTfobia: Félix, Ivan e outros personagens que marcaram a TVLançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelação

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera dos capítulos inéditos de Salve-se Quem Puder?