Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BISSEXUALIDADE EM XEQUE

Racismo x ignorância: Bifobias de Juliette e Lumena no BBB21 têm pesos diferentes?

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem de fotos com as participantes do BBB21 Juliette Freire (à esquerda) e Lumena Aleluia (à direita)

Juliette Freire (à esq.) e Lumena Aleluia (à dir.): participantes do BBB21 deram show de bifobia no reality

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 19/3/2021 - 17h04

Juliette Freire e Lumena Aleluia questionaram a bissexualidade de Lucas Penteado em momentos diferentes no BBB21. Enquanto a baiana declarou que o ator tinha ficado com Gilberto Nogueira por interesse, a paraibana tachou o ex-colega de "confuso, que não sabia o que queria". Dois exemplos de bifobia --preconceito contra bissexuais--, mas com pesos diferentes. Entre racismo e ignorância, por que uma é atacada e a outra defendida?

Durante a festa Holi Festival, em 7 de fevereiro, Lumena não gostou de ver Lucas e Gilberto se beijando. A psicóloga alegou que o ator de Malhação - Viva a Diferença (2017) estava se apropriando de uma pauta coletiva em prol de uma coisa egoica, como se o rapper estivesse usando o economista para "se promover", segundo ela.

"Você não é especial, tem um monte de gente LGBT aqui. Você caiu na sua própria cilada, você não pegou a visão. Não adianta agenciar pauta aqui dentro, tem outras pessoas igual você, fica agenciando pauta, pautas sérias", esbravejou Lumena. A pressão foi tanta que Penteado preferiu desistir do programa e da corrida por R$ 1,5 milhão.

Mais de um mês após a desistência de Lucas e duas semanas depois da eliminação de Lumena pelo público, Juliette desenterrou a história sobre a bissexualidade do ex-Malhação. 

Após ficar bêbada na festa do líder de Fiuk, a advogada questionou a orientação sexual do amigo e foi repreendida por João Luiz Pedrosa. Nas redes sociais, a equipe da maquiadora precisou se desculpar com o ator em nome dela.

Lucas Penteado e Gilberto Nogueira se beijam

Julgamento

"Lucas, despirocado, bissexual. Ele não decidia se queria mulher ou homem", disse Juliette. "Mas não precisa decidir", rebateu o professor de Geografia. "Confuso. Ele quis os dois. Quem tem dois, não tem nenhum", continuou a Juliette, se referindo ao fato de ele ter dado em cima de Kerline Cardoso para depois ficar com Gilberto.

"Ficou com Gil, mas ele queria Ker. E foi treta, briga, confusão, gritaria", seguiu a paraibana. "Mas tudo bem, ele só não tem que decidir nada", insistiu João Luiz. "É, não tem que decidir", concordou Carla Diaz. "Ele pode ficar com quem ele quiser", comentou Juliette.

Nas redes sociais, a fala foi interpretada como uma crítica porque tanto heterossexuais quanto homossexuais classificam o bi como uma sexualidade confusa e indecisa. "Duvidar da sexualidade alheia não é direito de ninguém, ainda mais quando esse questionamento vem de uma pessoa cisgênero e heterossexual", publicaram os administradores de Juliette no Twitter.

Pesos diferentes

Como Lumena Aleluia teve uma passagem controvesa no BBB21, com direito a muitos dedos na cara de outros participantes, além de discussões pautadas em problemáticas sociais, a psicóloga é criticada nas redes sociais até hoje. Por outro lado, Juliette é considerada a favorita para vencer a edição. Apesar do vacilo, a paraibana recebeu o apoio de muitos fãs pelos erro. 

É mais fácil atacar Lumena, taxá-la de agressiva, enquanto Juliette assume a postura de figura oprimida dentro do reality, já que a baiana é uma mulher negra, enquanto Juliette é branca. A primeira não tem o direito de errar, enquanto a paraibana merece a possibilidade de aprender só porque uma conhece o meio LGBTQ+ e a outra não? Só porque uma é militante e a outra não? 

Por conta disso, muitos internautas também levantaram o debate de como a cobrança sobre uma pessoa negra é muito maior do que em uma pessoa branca. Fica evidente que existem dois pesos diferentes graças aos fatores racismo e ignorância. 

Racismo porque a DJ é alvo de ataques, falta de acolhimento e até como se ela fosse proibida de cometer deslizes. Ignorância por parte de ambas, devido à incompreensão da bissexualidade, que é apenas a orientação em que o indivíduo se sente atraído tanto por homens quanto por mulheres, seja de forma física, emocional ou das duas maneiras e ao mesmo tempo.

A bifobia parte de pessoas heterossexuais e até do próprio movimento de lésbicas, gays e trans, que desconsideram a bissexualidade como uma orientação válida. Para muitos, só se pode ser gay, lésbica ou hétero, gostar dos dois gêneros não existe. Além disso, bissexuais são tachados de indecisos, promíscuos e confusos, com preconceito e apagamento.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?