Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FUTURO INCERTO

O Se Joga acabou? Elenco faz 'bicos' em outros programas da Globo

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem com Fernanda Gentil no É de Casa, Marcelo Adnet no Sinta-se em Casa e Paulo Vieira no Fantástico

Fernanda Gentil no É de Casa, Marcelo Adnet no Sinta-se em Casa e Paulo Vieira no Fantástico

REDAÇÃO

Publicado em 13/6/2020 - 5h25

Fora do ar desde 17 de março, no início da pandemia do coronavírus, o Se Joga está com o futuro incerto na Globo: O status atual é "quase" extinto. Colaboradores do programa já foram dispensados, como adiantou o Notícias da TV. Sem função, o elenco do vespertino está se virando para não desaparecer totalmente da televisão. Alguns até descolaram "bicos" em outras atrações da emissora, como Fernanda Gentil, Paulo Vieira e Marcelo Adnet.

O primeiro a emplacar um novo projeto durante a quarentena foi justamente Adnet. Desde abril, o humorista comanda da sua própria residência o Sinta-se em Casa, disponibilizado no Globoplay. O programa é apresentado como um diário de crônicas curtas feito exclusivamente para a plataforma, mas que também é exibido no Encontro e no É de Casa na programação da Globo.

O comediante tem usado a esquete de humor para criticar o governo de Jair Bolsonaro. Ele também já ironizou Silvio Santos por ter trocado o jornal SBT Brasil por uma reprise do Triturando, em 23 de maio. No Se Joga, Adnet tinha o quadro de imitação The Fake Brasil.

No final de maio, Fernanda Gentil conseguiu seu "emprego temporário" no É de Casa. Desde que passou a ter quase cinco horas na programação das manhãs de sábado, a atração busca reforços para ocupar esse tempo, como o quadro criado para a campeã do BBB20, Thelma Assis. Essa ajudinha ficou ainda mais importante após demissão de Zeca Camargo.

A apresentadora do Se Joga ganhou um espaço para falar sobre formas de ajudar ao próximo diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Gravado na sala da casa da loira, a proposta é trazer assuntos diferentes a cada edição, mas com o objetivo em comum de auxiliar o público. Na estreia do quadro, Fernanda ainda tirou sarro da informação de que ela iria substituir Zeca.

Sem Se Joga, Tati Machado apresenta agora o quadro do Gshow no É de Casa e no Encontro

Fofoqueira faz bico para Fátima Bernardes

Até Tati Machado conseguiu descolar um "bico" enquanto o destino do Se Joga não é definido. Responsável pelo boletim do Gshow no vespertino, a jornalista está comentando sobre a vida dos funcionários da emissora no Encontro e no É de Casa. Antes, Tati dava as notícias das novelas e famosos na redação do portal de entretenimento. Agora, adaptou as participações e aparece da sala de casa.

Paulo Vieira foi o último a conseguir um espacinho na Globo durante a quarentena. O comediante estreou no último domingo (7) a série Como lidar? no Fantástico, na qual usa o humor para falar sobre os novos hábitos impostos pela pandemia do novo coronavírus. Está fazendo bem mais sucesso.

Criador do Isso é Muito Minha Vida, Vieira foi a primeira pessoa do elenco do Se Joga que admitiu ter sido dispensado do programa. Ele ainda disse que o vespertino não deve mesmo voltar para a grade da Globo. Na mesma entrevista, desejou conseguir encaixar seu quadro de humor em outro programa da emissora... E conseguiu.

Mas nem todos encontraram uma outra ocupação sem o Se Joga. Pelo menos por enquanto, Fabiana Karla, Érico Brás, Dani Calabresa e Jefferson Schroeder estão sem função na TV durante a quarentena.

A Comunicação da Globo foi procurada pela reportagem e questionada sobre o futuro do Se Joga, mas não respondeu até a publicação deste texto.

Criado para ser uma alternativa ao Vídeo Show, encerrado em janeiro do ano passado após 35 anos no ar, o Se Joga se revelou um fracasso de público e crítica. No Ibope, virou um saco de pancadas da Record, a ponto de a concorrente até fazer piada em campanhas publicitárias. Nas redes sociais, telespectadores pediam o fim da atração, desde sua estreia, em setembro de 2019, até a paralisação.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?