Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RIVALIDADE INÉDITA

Isabeli Fontana e Henri Castelli fazem história na Dança dos Famosos

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Isabeli Fontana e Henri Castelli posam para fotos compartilhadas em seus perfis no Instagram

Ex-casados, Isabeli Fontana e Henri Castelli vão se enfrentar na pista de dança do Domingão do Faustão

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 5/9/2020 - 6h55

Fausto Silva vai anunciar os seis nomes restantes da Dança dos Famosos 2020 neste domingo (6), mas a edição já é histórica antes mesmo de começar. Não apenas porque terá de desafiar a pandemia do coronavírus, mas por colocar, pela primeira vez na história da franquia, um ex-casal de celebridades para competir na pista. Henri Castelli e Isabeli Fontana quebrarão essa barreira semanalmente no Domingão do Faustão.

O ator de Flor do Caribe e a modelo foram casados entre 2005 e 2007 e têm um filho juntos, Lucas Fontana, que completa 14 anos em outubro. Na época, a separação não foi das mais amigáveis, mas os dois fizeram as pazes. Castelli já afirmou que se dá bem com as mães de seus filhos --ele também tem uma menina, Maria Eduarda, de seis anos, fruto de seu relacionamento com Juliana Despiritom.

"Quanto mais amigo você for delas, melhor. Ninguém é vencedor nesse tipo de briga de ex-casal. Você só perde tempo. Aprendi batendo cabeça, mas essa é uma competição burra, e quem perde é sempre a criança. Por que as mães deles vão brigar comigo? Sou um cara que quero ser parceiro", disse ele ao jornal O Globo.

No entanto, Castelli terá de aprender a bater de frente com Isabeli. Afinal, a Dança dos Famosos tem apenas um vencedor, e ninguém aceita o desafio já pensando em perder. E como será essa rivalidade de um ex-casal? Difícil dizer, pois ela é inédita.

reprodução/abc

Peta Murgatroyd, Nick Lachey, Vanessa Lachey e Maksim Chmerkovskiy fizeram "swing" na TV

Formato estrangeiro com premissa parecida à Dança dos Famosos, o Dancing with the Stars (que por aqui gerou o Dancing Brasil) já colocou marido e mulher para competirem na mesma temporada, mas nunca separados ou divorciados.

Nos Estados Unidos, a primeira tentativa de emplacar um casal ocorreu em 2009. Na época, a cantora Jewel e o caubói Ty Murray assinaram contrato para participar um contra o outro. Pouco antes da estreia, porém, a artista fraturou as tíbias e teve de ser substituída pela coelhinha da Playboy Holly Madison. Ty teve de competir com a mulher apenas lhe dando apoio da plateia.

A ideia de colocar marido e mulher frente a frente ficou adormecida durante seis anos, mas voltou com tudo em 2015. Naquela temporada, a atriz Alexa PenaVega e o cantor Carlos PenaVega se enfrentaram. Ele levou a melhor, durou duas semanas a mais e ficou na quarta colocação. Ela terminou em sexto e teve uma eliminação dramática, em uma espécie de "paredão" contra o próprio amado.

Dois anos depois, os produtores do Dancing with the Stars levaram a ideia a um outro nível: além dos famosos serem casados, seus professores também eram. Foi assim que o cantor Nick Lachey e a apresentadora Vanessa Lachey (do reality Casamento às Cegas) formaram pares com os dançarinos (e casal na vida real) Peta Murgatroyd e Maksim Chmerkovskiy. Ou seja, um verdadeiro swing na pista. Dessa vez, Vanessa e Maks se deram melhor e duraram uma semana a mais.

Os gêmeos Jordan e Zac Stenmark competiram em reality de dança australiano (Reprodução/Seven)

Na Austrália, onde o Dancing with the Stars fez história ao escalar uma drag queen no ano passado, os produtores do formato decidiram apostar em outro tipo de rivalidade familiar: a fraternal. Em 2013, os irmãos gêmeos Zac e Jordan Stenmark, ambos modelos, participaram da competição.

Apesar de fisicamente igual ao gêmeo, Zac se mostrou mais talentoso na dança: ele ficou em sexto, enquanto Jordan foi o primeiro eliminado entre os 12 famosos daquele ano.

A escalação de Castelli e Isabeli para a Dança dos Famosos pode influenciar os produtores do Dancing With the Stars a escalarem ex-casais para seus programas.

Afinal, o formato não costuma fugir de polêmicas: nos EUA, para atrair mais audiência, até o ex-porta-voz de Donald Trump, Sean Spicer, e o nadador Ryan Lochte, que inventou ter sido assaltado no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos, já foram chamados para bailar. Na nova temporada, a controvérsia ficará com a ativista Carole Baskin, do reality A Máfia dos Tigres, que se arriscará na pista.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas