Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RYAN LOCHTE

Nadador que inventou assalto no Rio de Janeiro vai para o Big Brother dos EUA

Reprodução/NBC

O nadador Ryan Lochte durante entrevista à NBC em que admitiu ter exagerado em seu relato de assalto - Reprodução/NBC

O nadador Ryan Lochte durante entrevista à NBC em que admitiu ter exagerado em seu relato de assalto

REDAÇÃO

Publicado em 14/1/2019 - 13h57

O nadador norte-americano Ryan Lochte, infame no Brasil depois que ele e seus amigos depredaram um posto de gasolina no Rio de Janeiro e inventaram que sofreram um assalto durante os Jogos Olímpicos de 2016, vai participar da segunda temporada do Celebrity Big Brother, que estreia na TV norte-americana no dia 21.

Lochte, que tem 12 medalhas olímpicas, sendo seis de ouro, três de prata e três de bronze, foi proibido de competir durante 14 meses após ser flagrado em um exame antidoping. Ele poderá voltar a nadar profissionalmente em julho deste ano. Antes, passará um período no confinamento.

O nadador de 34 anos sempre causou controvérsia por causa do seu estilo de vida festeiro, mas sua rejeição disparou depois de ele admitir que "exagerou um pouco" em seu relato de que teria sido assaltado ao sair de um posto no Rio. Ele perdeu quatro de seus principais patrocinadores e foi suspenso por dez meses.

Sua entrevista para o matinal Today Show, da rede NBC, foi tão criticada que entrou para a lista da revista Variety dos dez piores acontecimentos da TV norte-americana em 2016. Ficou à frente até da detonada Crisis in Six Scenes, primeira investida do diretor Woody Allen em uma série de TV, para o streaming da Amazon.

O Celebrity Big Brother não será a primeira tentativa de Lochte de reconstruir sua imagem diante do público. No fim de agosto de 2016, dias depois da polêmica, ele participou do Dancing with the Stars, a Dança dos Famosos norte-americana. Ficou em sétimo lugar entre os 13 participantes da temporada.

Galã de Meninas Malvadas e mãe de Lindsay Lohan
Lochte não estará sozinho na segunda edição do Celebrity Big Brother. A lista de famosos que serão confinados com ele inclui o ator Jonathan Bennett (conhecido como o galã do filme Meninas Malvadas) e a empresária Dina Lohan, mãe da atriz e cantora Lindsay Lohan --justamente com quem Bennett fazia par no longa.

Também vão participar as cantoras Tamar Braxton (irmã de Toni Braxton) e Kandi Burruss, o comediante Tom Green, a atleta Lolo Jones, os atores Kato Kaelin e Joey Lawrence, a lutadora Eva Marie, o ex-jogador de futebol americano Ricky Williams e o político Anthony Scaramucci, ex-diretor de comunicação da Casa Branca.

A participação de Scaramucci é uma clara tentativa da rede CBS de repetir a repercussão da primeira temporada do Big Brother com famosos. Na edição do ano passado, o reality contou com a consultora política Omarosa Manigault, ex-assessora de Donald Trump, que detonou o presidente durante sua participação.

Assim como no Brasil, o Big Brother é um fenômeno nos Estados Unidos. Por lá, o reality já exibiu 20 temporadas tradicionais, uma com famosos e uma somente no streaming da CBS, o All Access. As edições com celebridades são mais curtas: duram menos de um mês, enquanto as com anônimos passam dos 90 dias.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?