Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

AMOR ÀS ESCURAS

Casais ficam noivos sem se conhecer em Casamento às Cegas, novo reality da Netflix

NETFLIX/DIVULGAÇÃO

Cena de reality show de relacionamento com a silhueta de uma mulher por trás de um portal branco, prestes a abrir

Cena de Casamento às Cegas, novo reality da Netflix; participantes interagem sem se ver pessoalmente

HUMBERTO ABDO

Publicado em 18/2/2020 - 5h14

Sem se verem cara a cara, casais conversam em cabines individuais separadas apenas por uma parede. Com essa premissa, o novo reality show Casamento às Cegas, da Netflix, acompanha participantes interessados em conhecer alguém disposto a ter um relacionamento sério, com noivado e lua de mel inclusos, abrindo mão de todas as distrações, inclusive telefones celulares.

Comandado por Nick e Vanessa Lachey, o programa recebe 15 casais. Os participantes têm cerca de dez dias para interagirem sem se ver pessoalmente. Caso os "encontros" sejam bem-sucedidos e ambos queiram se conhecer ao vivo, eles são apresentados pela primeira vez e levados para uma lua de mel no México.

Se sobreviverem ao encontro romântico, os casais retornam ao "mundo real", onde viverão juntos por mais quatro semanas e terão a oportunidade de conhecer seus amigos e familiares. Depois desse período, se tiverem identificado uma conexão emocional genuína, o passo final é o casamento.

"Na sociedade de hoje, temos todas essas maneiras de encontrar o amor por meio de aplicativos de namoro. Essas coisas fizeram as pessoas se sentirem descartáveis. Então pensamos: se tirássemos os dispositivos, como conseguiríamos fazer com que eles se concentrassem na conexão com outras pessoas?", ponderou o criador e produtor-executivo do reality, Chris Coelen, em entrevista à Variety.

Após se acomodarem nas salas para começar a conversar, alguns participantes chegavam a ficar lá dentro durante até cinco horas, segundo Coelen. Todos eram encorajados a fazer pausas para comer e descansar. "Mas eles queriam permanecer nas cabines o máximo de tempo possível", disse o criador.

Nenhum membro da produção dava dicas sobre como iniciar as interações e nunca interferia no "experimento" --como tem sido chamado pela própria plataforma.

"Tínhamos uma equipe de produtores dos dois lados separados [o dos homens e o das mulheres]", explicou o produtor-executivo. Eles também ficavam disponíveis para atender a pedidos que pudessem tornar a experiência a mais próxima possível de um encontro amoroso --servindo um jantar com comida italiana, por exemplo.

Como incentivo, a seleção do reality show escolheu moradores de uma mesma cidade dos Estados Unidos e considerou "pessoas que realmente desejavam um relacionamento de longo prazo", descreveu Coelen. "Existem muitos programas bons por aí onde as pessoas podem encontrar o amor, mas não é tão sério assim. Queríamos pessoas genuínas, esse foi o critério número um", explicou ele.

Com episódios novos liberados toda quinta-feira na plataforma, o programa estreou no último dia 14 e integra uma longa lista de reality shows do mesmo gênero, como o longevo The Bachelor, Blind Date (1999-2006), com proposta bem parecida; e os nacionais Are You The One? Brasil e À Primeira Vista.


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?