Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Drama zumbi

Assim como Big Bang Theory, Walking Dead deve terminar após adeus de xerife?

Imagens: Divulgação/AMC

Andrew Lincoln em The Walking Dead; ator britânico deixará a série zumbi após a nona temporada   - Imagens: Divulgação/AMC

Andrew Lincoln em The Walking Dead; ator britânico deixará a série zumbi após a nona temporada

JOÃO DA PAZ

Publicado em 28/8/2018 - 5h52

A jornada de Andrew Lincoln, o xerife Rick Grimes, terminará após a nona temporada de The Walking Dead. O drama zumbi, contudo, está com o futuro em aberto, tende a continuar mesmo sem seu principal protagonista. Situação oposta à de Big Bang Theory. Após Jim Parsons, o icônico nerd Sheldon Cooper, anunciar que deixaria a comédia, o produtor Chuck Lorre decidiu dar um ponto final na trama após a 12ª temporada, em 2019.

Ambas as séries estão cansadas e encabeçam listas sobre atrações que passaram da hora de serem finalizadas. Se por um lado Big Bang Theory realmente esgotou o estoque de boas histórias para contar, Walking Dead ainda tem um arsenal de possibilidades, todas narradas na HQ homônima na qual se baseia.

O último capítulo da oitava temporada encenou as páginas da edição 126, lançada nos Estados Unidos em abril de 2014. A série está 56 edições atrás da publicação. Embora tenha um material farto à disposição, existe um problema: Rick é o ponto central nas histórias dos quadrinhos.

Logo, será que The Walking Dead conseguirá seguir em frente com passos firmes sem o xerife? Para a resposta ser positiva, os roteiristas terão de entregar um produto satisfatório aos fãs e prepará-los para o que vem por aí.

Confirmar a saída de Lincoln com antecedência foi uma boa estratégia, assim o público entra na nona temporada avisado de que irá ver a despedida mais marcante de toda a série. O vazamento sobre a negociação de um contrato de protagonista com Norman Reedus (o Daryl Dixon), para uma eventual décima temporada, serve como termômetro de aceitação da substituição de Rick por Daryl.

O acordo noticiado pela imprensa, US$ 1,25 milhão por episódio (R$ 5 milhões), pode colocar Reedus como o ator com o maior salário da TV americana, à frente até mesmo do quinteto de ferro de Game of Thrones.

A escolha de Reedus como a nova face de Walking Dead está dentro de uma lógica, pois o ator é um dos mais queridos pelos fãs. E interpreta o braço direito do personagem de Lincoln. A questão é se ele terá força para liderar a série e como as ações de Rick na HQ serão transferidas para ele na TV.

Em uma possível 10ª temporada, Norman Reedus deve ser o protagonista de Walking Dead

Trama expressa
Para resolver o problema de andamento da história, Walking Dead pode condensar as histórias da HQ, aproveitar o salto no tempo de dois anos entre a oitava e nona temporadas e começar um novo ciclo. Assim, coisas que aconteceram em edições recentes da HQ poderiam ser inseridas no arco da nona temporada.

Um indício de que isso pode rolar foi a apresentação da personagem Georgie, interpretada por Jayne Atkinson, na reta final da temporada passada. Ela tem todos os traços e características de Pamela Milton, líder da maior comunidade do mundo zumbi. Nos quadrinhos, ela foi introduzida na edição de fevereiro deste ano.

Com um ritmo mais acelerado e dinâmico, Walking Dead resolveria sua trama arrastada, um dos motivos pelos quais 7 milhões de telespectadores fugiram da série em três anos. Outro fator importante do desapego são as constantes despedidas a personagens chaves, como Carl (Chandler Riggs).

Se em 2015 Walking Dead era uma das séries mais vistas nos Estados Unidos, batendo de frente com atrações da TV aberta, na temporada passada o drama ficou atrás da pouca expressiva Hawaii Five-0, figurando fora do top 10. A série teve uma média de 14,38 milhões de telespectadores pela quinta temporada (2014-2015). Enquanto isso, o oitavo ano registrou pouco mais da metade disso.

O futuro de Walking Dead está nas mãos do público. Caso a audiência não compre o visual mais faroeste da história e rejeite a série sem Lincoln, o fim estará próximo.

Alto risco
Continuar uma série sem o protagonista é um grande risco, por isso Chuck Lorre agiu corretamente com Big Bang. Dramas como Law & Order: SVU (20 temporadas) e Grey's Anatomy (15 temporadas) só estão no ar há tanto tempo porque se sustentam em suas protagonistas.

Criadora de Grey's, Shonda Rhimes disse ter um pacto com Ellen Pompeo (Meredith Grey): "Só continuarei a fazer a série com ela no elenco. Se Ellen quiser parar, paramos". Os produtores de Walking Dead podem aprender uma coisa ou outra com os anos de experiência de Chuck Lorre e Shonda.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com listas de séries e filmes!

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas