Análise

Após casar trio protagonista, Big Bang desafia a lógica na última temporada

Divulgação/CBS

Jim Parsons e Mayim Bialik em cena de casamento no final da 11ª temporada de Big Bang Theory, exibido ontem (10) - Divulgação/CBS

Jim Parsons e Mayim Bialik em cena de casamento no final da 11ª temporada de Big Bang Theory, exibido ontem (10)

JOÃO DA PAZ - Publicado em 11/05/2018, às 05h13

Após mais de uma década, The Big Bang Theory casou o protagonista que faltava. No final da 11ª temporada, exibido ontem (10) nos Estados Unidos, os nerds Sheldon Cooper (Jim Parson) e Amy Farrah Fowler (Mayim BIalik) finalmente se tornaram marido e mulher. O capítulo poderia ser o final da série, mas Big Bang está viva para desafiar a lógica e arranjar histórias em uma nova temporada bônus, que tem tudo para ser a última.

Em 2007, uma nova série estreava na rede norte-americana CBS com a proposta de narrar o cotidiano de um nerd tarado no horário nobre. Colocava dois amigos físicos vizinhos a uma loira atraente e burra. Nascia The Big Bang Theory, protagonizada por Parsons e Johnny Galecki (os vizinhos) e Kaley Cuoco (a loira).

Com muitas aventuras para viver, eles foram aos poucos atraindo mais e mais telespectadores. Com o sucesso e a liderança entre as séries mais vistas nos EUA, veio a recompensa. Os atores chegaram a receber US$ 1 milhão (R$ 3,54 milhões) por episódio, mesmo salário ganho pelo sexteto de Friends nas últimas temporadas.

Sustentação da trama, esse trio fez a história desenrolar. Leonard (Galecki) e Penny (Kaley) viveram um vai e vem aparentemente sem fim. Eles se conheceram no primeiro episódio e casaram apenas na nona temporada.

Sheldon era quase que um filho para o casal. Leonard fazia o papel de amigo fiel, embora vivesse discutindo com o colega de apartamento. E Penny passou a nutrir um carinho especial pelo nerd, mesmo ele sempre desdenhando de sua inteligência.

Um improvável romance na vida de Sheldon teve início há oito anos, quando ele conheceu Amy após um encontro marcado em um site de paquera. Da primeira troca de olhares até o casamento, foram longas oito temporadas.

Muitos fãs enxergavam o casamento de Sheldon com a Amy como um perfeito desfecho, o ponto final digno. E o episódio do casório, sem reviravoltas mirabolantes, singelo e de bom gosto, encaixaria perfeitamente nesse ideal.

Em entrevista para o site da revista The Hollywood Reporter publicada ontem, o showrunner Steve Holland admitiu que por muito tempo achou que esse seria o melhor momento de acabar com a série.

"Certamente houve um período da série que nós [roteiristas e produtores] achávamos que o casamento de Sheldon e Amy encerraria a trama", disse.

Em outra entrevista, essa para o site TV Line, Holland revelou que vai encarar a próxima temporada como a última, "até que me digam o contrário."

Voltando para a conversa com a Hollywood Reporter. Lá, ele deixou claro que quer saber o destino da comédia de antemão.

"Se a 12ª temporada realmente for a última, espero que eles [CBS] avisem a todos nós com antecedência", disse. "Tenho a certeza que assim que nos aproximemos da metade da próxima temporada, ficaremos sabendo se teremos de preparar um final de uma temporada ou preparar o fim da série."

Quem assistiu a todos os 255 episódios de Big Bang testemunhou uma série a desafiar o tempo e cravar um lugar entre as maiores audiências da TV mesmo após 11 anos no ar. Porém, depois de finalizar um arco tão importante, haveria tramas novas e realmente excitantes para serem contadas?

O final da 11ª temporada de The Big Bang Theory será exibido no Brasil no próximo dia 27, na Warner.

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook