TUDO VAI MUDAR

Nova temporada de Walking Dead vai parecer um faroeste, diz produtora

Divulgação/AMC

Andrew Lincoln em cena da oitava temporada de The Walking Dead: armas de fogo têm dias contados - Divulgação/AMC

Andrew Lincoln em cena da oitava temporada de The Walking Dead: armas de fogo têm dias contados

REDAÇÃO - Publicado em 11/07/2018, às 12h26

A nona temporada de The Walking Dead será como um recomeço para o drama zumbi. Atrás das câmeras, a roteirista Angela Kang assumirá o posto de showrunner. Na ficção, a série dará um salto de dois anos e ganhará um novo visual. "Tem um look meio de faroeste. A tecnologia vai começar a desmoronar", adiantou Angela à revista Entertainment Weekly.

"Infraestrutura como rodovias e pontes vão desabar. E os sobreviventes precisarão se adaptar a uma nova realidade, em que os recursos estão acabando", contou.

Os carros, por exemplo, estarão quebrados ou sem gasolina. A valentona Michonne (Danai Gurira) andará a cavalo (veja foto abaixo). "Eles vão usar cavalos, carroças, no lugar de carros. A iluminação será feita com lamparinas. As pessoas vão usar armas diferentes, como facas e arcos, porque as balas de revólver estão em falta."

"A nova temporada vai trazer uma série bem mais suja, crua, e acho que isso vai ser divertido e novo para o público", explicou ela à publicação.

Questionada sobre a possível saída dos atores Andrew Lincoln (o xerife Rick Grimes) e Lauren Cohan (Maggie) no decorrer da nona temporada, Angela desconversou. "Acho que não cabe a mim falar sobre isso. No momento estou focada em fazer uma temporada incrível, e depois pensamos no que está por vir", disse ela a outra publicação, a revista Variety. 

reprodução/entertainment weekly

Foto da nova temporada divulgada pela Entertainment Weekly: Michonne em clima de faroeste

Angela foi promovida a showrunner da nona temporada porque Scott M. Gimple, que ocupava o cargo até o fim do oitavo ano, assumiu um posto de supervisão de toda a franquia Walking Dead, que inclui a série derivada Fear the Walking Dead e novos projetos que poderão ser lançados.

A renovação do drama zumbi chega em um momento importante. Apesar de ainda ser uma das séries mais vistas da TV norte-americana, a audiência está em queda livre. O último episódio do oitavo ano teve o pior público de um final de temporada desde a primeira, em dezembro de 2010.

Intitulado de Wrath, o capítulo foi visto por 7,9 milhões de telespectadores nos Estados Unidos. O desfecho da temporada de estreia, que teve apenas seis episódios e ainda estava longe do fenômeno da cultura pop que se tornaria depois, registrou um público de 5,97 milhões.

Em comparação com o encerramento da temporada passada, The Walking Dead perdeu três em cada dez telespectadores. No total, a oitava temporada teve média de 6,94 milhões de telespectadores por episódio. É o terceiro pior ano da série; por pouco, 300 mil pessoas, não perde também para a segunda temporada.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook