NOVA FASE

Jornalistas provam que existe vida fora da Globo após saídas e demissões

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Os jornalistas Alexandre Garcia (à esq.), Carla Vilhena e Phelipe Siani encontraram alternativas fora da Globo - REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Os jornalistas Alexandre Garcia (à esq.), Carla Vilhena e Phelipe Siani encontraram alternativas fora da Globo

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 17/07/2019, às 04h50

Em menos de uma semana, a Globo deixou de contar com três importantes repórteres em sua equipe de jornalismo: Mauro Naves, Phelipe Siani e Márcio Canuto engrossam uma lista que, só em 2019, conta com nove profissionais. No entanto, jornalistas que saíram (por demissão ou por vontade própria) da líder de audiência nos últimos dois anos provam que existem diferentes possibilidades de sucesso fora da emissora.

Somente neste ano, André Azeredo foi contratado pela Record, Cris Dias e Maurício Kubrusly não tiveram seus contratos renovados, e Ivan Moré foi desligado após perder o Globo Esporte para Felipe Andreoli. Além deles, os jornalistas Fernando Rocha e Mariana Ferrão também não seguiram na emissora após o encerramento do Bem Estar como programa.

No início da semana passada, foi anunciada a demissão de Mauro Naves após polêmica no caso da denúncia de estupro envolvendo Neymar Jr.. Phellipe Siani pediu as contas na sexta (12), mesmo dia que foi informada a aposentadoria de Márcio Canuto.

O Notícias da TV fez uma lista com jornalistas que deixaram a Globo nos últimos dois anos e conseguiram encontrar alternativas de sucesso fora da emissora. Veja abaixo:

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Alexandre Garcia em vídeo publicado no seu canal no YouTube: sucesso de visualizações


Alexandre Garcia

Após 30 anos de Globo, Alexandre Garcia pediu demissão da emissora em dezembro do ano passado. A saída aconteceu de forma amigável. Ele era comentarista do Bom Dia Brasil e um dos âncoras nos plantões do Jornal Nacional. O jornalista havia descumprido os Princípios Editoriais da Globo ao apoiar o presidente eleito Jair Bolsonaro em um post no Facebook.

Já sem vínculo com a empresa, Garcia começou a produzir para o YouTube e publicou mais de 150 vídeos desde fevereiro. Com o canal monetizado e mais de 690 mil inscritos, seus conteúdos já foram assistidos mais de 18 milhões de vezes. Ele também segue com a sua coluna sobre política em diferentes rádios e com artigos publicados em jornais impressos. No Twitter,  ele tem 1,5 milhão de seguidores.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Repórter com estilo mais despojado, Phelipe Siani deixou a Globo e está na mira da CNN


Phelipe Siani

Nem bem a saída de Phelipe Siani da Globo foi confirmada, ele já atualizou a sua descrição no Instagram com a informação de que é sócio de uma agência que produz conteúdo para diferentes mídias. 

O repórter, no entanto, não deve seguir apenas como empreendedor. Conforme o Notícias da TV antecipou na semana passada, o seu destino mais provável é a CNN Brasil. Siani recebeu uma proposta do canal de notícias. Ao comunicar para direção de Jornalismo da Globo sobre a sondagem, não houve nenhuma contrapoposta ou esforço para mantê-lo --o que o deixou decepcionado.

O jornalista estava na emissora desde 2011, e se viu no auge quatro anos atrás, quando o Jornal Nacional passou por uma reformulação e a informalidade de seu texto foi considerada modelo a ser seguido.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Menos de quatro meses depois de sair da Globo, Cris Dias promete ter um canal no YouTube


Cris Dias

Em março deste ano, a Globo não renovou o contrato de Cris Dias, que apresentava o Globo Esporte e tinha um quadro sobre esportes no jornal Bom Dia Brasil. Ela estava na emissora desde 2006.

Depois de ser demitida, fez viagens, deu um "Curso para apresentador de TV e youtuber" e criou o canal Dias de Cris no YouTube, que anuncia que terá conteúdos em "em breve". De acordo com a publicação mais recente no Instagram de seu namorado, o ator Caio Paduan, Cris Dias está montando um estúdio para o seu canal.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Ex-repórter da Globo, Abel Neto deixou a emissora para apresentar programas no Fox Sports


Abel Neto

Repórter da Globo durante 18 anos, Abel Neto cobria os principais times da capital paulista, apresentava o Globo Esporte em plantões aos sábados e participava das coberturas dos eventos esportivos que a emissora transmitia. Pediu demissão em maio do ano passado, quando foi anunciado como reforço do Fox Sports para a Copa do Mundo. Ele se mudou de São Paulo para o Rio de Janeiro.

No canal esportivo, o jornalista continuou como repórter de campo em jogos de futebol, mas também passou a participar de programas como comentarista. Em janeiro, virou o apresentador titular do Tarde Redonda, atração exibida diarimente no Fox Sports. Abel pode servir de inspiração para o ex-colega de trabalho Mauro Naves.

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

O jornalista Fernando Rocha comandou o programa esportivo No Ângulo, um especial do UOL


Fernando Rocha

O jornalista deixou o Bem Estar no fim de fevereiro, quando a Globo decidiu não renovar seu contrato. Fernando Rocha foi dispensado após a decisão da emissora de transformar o programa de saúde em um quadro do Encontro e porque o seu perfil não se encaixava mais na atração, que ficou mais séria.

Após sair da Globo, o apresentador comandou dois programas especiais no UOL: o No Ângulo, sobre a Copa América e Copa do Mundo Feminina; e um outro que tratava de mobilidade urbana no Viva Bem. Ele também apresenta uma série de entrevistas sobre saúde no Yahoo, o É Normal?. Além disso, o jornalista faz palestras e anunciou que irá publicar um livro.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Após deixar a Globo no início de 2018, Carla Vilhena virou 'blogueirinha' e mantém um site


Carla Vilhena

Quando anunciou que sairia da Globo, em janeiro de 2018, a âncora e repórter informou que se dedicaria a um site em que publica looks do dia, resenhas de viagens e receitas culinárias. No espaço virtual, ela também vende seus serviços de mestre de cerimônias, palestrante e mediadora de debates. Além de também oferecer media training e presença VIP.

"Se o ganho, mesmo que seja menor, for suficiente para manter um bom padrão de vida com muito menos dias de trabalho, e ter tempo para se fazer o que gosta, como viajar, por exemplo, pode valer a pena. Isso além da liberdade que se ganha, que não é mensurável em valores", explicou Carla Vilhena em entrevista ao Notícias da TV, em setembro.

DIVULGAÇÃO/CNN BRASIL

Ex-âncoras da Globo, Evaristo Costa (à esq.) e William Waack são as estrelas da CNN Brasil


Evaristo Costa e William Waack

Ex-âncoras do Jornal Hoje e Jornal da Globo, Evaristo Costa e William Waack são os melhores exemplos de jornalistas que deram certo fora da Globo. Fora da emissora desde 2017, os profissionais investiram na web. Costa virou uma celebridade no Instagram e no Twitter e passou a ganhar dinheiro com campanhas publicitárias.

Waack criou o seu canal no YouTube, que já tem quase 640 mil inscritos e mais de 34 milhões de visualizações. O jornalista usa o espaço para fazer vídeos curtos com análises políticas, além de apresentar o programa Painel WW, que atualmente tem patrocínio de Gol, Amil e CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola).

Além do trabalho nas redes sociais, Costa e Waack foram os primeiros nomes oficialmente confirmados pela CNN Brasil, canal de notícias que deverá iniciar suas operações em vídeo até novembro.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve reprisar depois de Novo Mundo?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook