SIANI E MARI PALMA

CNN Brasil tenta roubar 'casal 20' do jornalismo da Globo, e emissora nem liga

Reprodução/Instagram

Os jornalistas Mari Palma e Phelipe Siani, da Globo: os dois receberam proposta da CNN Brasil - Reprodução/Instagram

Os jornalistas Mari Palma e Phelipe Siani, da Globo: os dois receberam proposta da CNN Brasil

DANIEL CASTRO - Publicado em 08/07/2019, às 05h28

Em ofensiva para arregimentar profissionais que atualmente trabalham nas principais emissoras do país, a CNN Brasil sondou os jornalistas Mari Palma e Phelipe Siani, o "Casal 20 do Jornalismo da Globo", como são chamados nos bastidores. Eles comunicaram os seus chefes, mas, ao contrário do que se esperava, não receberam nenhuma contraproposta. Ficou subentendido que não será feito nenhum esforço se os dois quiserem ir para o novo canal de notícias.

A um colega de trabalho, Siani não escondeu sua decepção ao relatar que não houve nenhuma reação da direção de Jornalismo de São Paulo diante da proposta que ele recebeu. Uma fonte na CNN Brasil confirmou a existência de conversas entre o canal e o casal, mas não deu mais detalhes.

O Grupo Globo vive um momento de transição. Está fundindo as unidades de mídia eletrônica (TV Globo, Globosat, Globo.com, DGCorp e Som Livre) em "Uma Só Globo", o que tem gerado insegurança entre os funcionários, devido ao risco de demissões, principalmente nas atividades-meio (administração, por exemplo).

A emissora também adotou uma política agressiva de redução de custos, após ter um prejuízo operacional de meio bilhão de reais em 2018. E vem renegociando contratos com jornalistas, artistas e diretores que trabalham como PJ (Pessoa Jurídica), transformando-os em celetistas. Grandes salários estão sendo reduzidos.

Foi nesse contexto que Mari Palma e Phelipe Siani decidiram testar suas popularidade com os chefes.

Ela despontou como apresentadora de boletins noticiosos de um minuto dentro do extinto Bem Estar e do Encontro com Fátima Bernardes. A Globo viu em seu jeito descolado muito potencial de comunicação com o público jovem. Decidiu, então, levar Mari para o Esporte, mas não deu certo. A jornalista atualmente é repórter do Mais Você, de Ana Maria Braga, e vem fazendo sucesso (e ganhando dinheiro) nas redes sociais.

Desde 2011 na Globo, em sua segunda passagem, Siani se viu no auge quatro anos atrás, quando o Jornal Nacional passou por uma reformulação, e a informalidade de seu texto foi considerada modelo a ser seguido por todas as afiliadas.

Chamado de "repórter gato" e "clone de William Bonner", Siani já teve dias de mais prestígio. Há dois anos, reclamou de falta de espaço no JN e foi parar no Globo Rural, mas já voltou ao principal telejornal do país.

Siani e Mari Palma começaram a namorar nos bastidores da Globo e assumiram a relação publicamente em julho de 2017.

CNN Brasil: 18 horas ao vivo

A CNN Brasil corre contra o tempo para começar a operar no final deste ano. A marca foi licenciada por Douglas Tavolaro, ex-vice-presidente de Jornalismo da Record, e pelo empresário Rubens Menin, da contrutora MRV.

O canal vai operar em edifício na avenida Paulista, com vista para o prédio da Fiesp, local de manifestações populares em São Paulo. As obras de reforma terminam em outubro. Os equipamentos serão instalados até novembro.

Tavolaro e sua equipe (já foram contratados cerca de cem profissionais) trabalham na montagem de uma grade de programação que terá 18 horas de transmissões ao vivo. A operação envolverá, ao todo, cerca de 400 jornalistas. As primeiras contratações midiáticas foram as de Evaristo Costa e William Waack, ex-Globo.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Comentários

Carregando… Carregando...