Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BOMBA!

Globoplay quebra exclusividade da Netflix e estreia Grey's Anatomy

DIVULGAÇÃO/ABC

O ruivo Kevin McKidd aparece ao lado de Jesse Wiliams, com avental branco de médico, em cena da 16ª temporada de Grey's Anatomy

Kevin McKidd e Jesse Williams na 16ª temporada de Grey's Anatomy, que vai estar disponível no Globoplay

DANIEL CASTRO e JOÃO DA PAZ

Publicado em 19/8/2020 - 18h55

Na acirrada guerra dos streamings, o Globoplay aplicou o maior golpe desde sua criação. A plataforma da Globo quebrou a exclusividade de Grey's Anatomy na Netflix e vai disponibilizar aos seus assinantes o drama médico completo, incluindo a recém-encerrada 16ª temporada, de fora na rival. Na TV paga, a série continua no Sony Channel.

O Notícias da TV apurou que Grey's Anatomy estreia no Globoplay já em setembro, mês no qual tradicionalmente o drama médico aterrissava na Netflix com novos episódios. Como é muito material, nada menos do que 363 capítulos, os lançamentos das temporadas vão ser aos poucos, estratégia que o serviço já adotou com outras atrações (caso de One Tree Hill, por exemplo).

Perder a exclusividade de Grey's Anatomy no streaming é um baque para a Netflix, pois a trama criada por Shonda Rhimes está entre os três programas mais consumidos pelos brasileiros assinantes da plataforma, segundo fonte ouvida pelo Notícias da TV. Fora isso, o serviço do Grupo Globo traz a esperada 16ª temporada, que já passou pelo Sony Channel. O canal mantém a primeira janela de exibição da série no Brasil, renovada para o 17º ano.

O destino de atração protagonizada por Ellen Pompeo é assunto no mercado do streaming há mais de um ano. Após fechar acordo com a Disney, o Prime Video anunciou que iria ser aquele que romperia a exclusividade da série na Netflix. Mas até agora, Grey's Anatomy não entrou na plataforma da Amazon.

Há 11 meses, a Netflix vê uma debandada geral de produções da Disney do seu catálogo, sejam de marca própria ou de empresas que fazem parte do conglomerado, como os estúdios da ABC (caso de Grey's Anatomy), Pixar e da Marvel. Deixaram a gigante do streaming atrações como Lost e Revenge (2011-2015, agora no Globoplay). Station 19 e Agents of Shield estão com o adeus confirmado.

O Disney+, streaming da dona do Mickey Mouse que será lançado no território brasileiro em 17 de novembro, não deve ser o destino dessas atrações mais voltadas ao público adulto. Por isso, o Globoplay se mostra como o principal nome em abocanhar essas e outras séries, como as com o selo da Fox, que estão no Prime Video devido ao contrato assinado em 2019.

É um modelo similar ao que ocorre nos Estados Unidos. Scandal (2012-2018), um ótimo exemplo de uma série bem maliciosa, saiu da Netflix e foi para a plataforma Hulu, que pertence à Disney. Esse serviço também absorveu a nova Love, Victor, rejeitada pelo Disney+ por apresentar uma trama adulta demais.

Ao menos por enquanto, Grey's Anatomy no Globoplay não significa que o drama hospitalar deixará a Netflix nem que está impedida de entrar no Prime Video. Pode ocorrer como The Walking Dead, presente nessas três plataformas. Mas o streaming da Globo sai na frente ao desferir um duro golpe na maior rival, com uma temporada inédita no streaming. Prova de que não está para brincadeira nessa guerra.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você acha das demissões de veteranos da Globo?