Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Assinante ao léu

Cadê minha série que estava aqui? O que a Netflix perdeu para rivais em um ano

DIvulgação/Showtime

De braços cruzados e cara fechada, Maura Tierney faz bico sentada ao lado de um cansado Dominic West em The Affair

Maura Tierney emburrada ao lado de Dominic West em drama premiado The Affair, do Globoplay

JOÃO DA PAZ

Publicado em 9/6/2020 - 5h25

Por um receio qualquer, a Netflix ainda não lida bem com as séries que deixam o streaming. A comunicação da empresa com o cliente é falha nesse quesito, e o resultado não poderia ser outro: o assinante é pego de surpresa quando sua série preferida simplesmente desaparece. Foi o que aconteceu com a badalada The Affair (2014-2019).

O drama vencedor do Globo de Ouro de 2015 foi saindo aos pedaços da Netflix, entre setembro e novembro do ano passado, temporada após temporada. Agora está pleno no Globoplay, com sua história completa.

Em um ano, entre julho de 2019 e junho deste ano, 12 séries importantes saíram da Netflix e estão na concorrência. Veja em quais plataformas elas foram parar:

Agents of Shield (Clarovideo)

Primeira grande série de herói da Marvel, conectada diretamente com os filmes arrasa-quarteirões, Agents of Shield tem uma relação complicada com a Netflix. Em março, saíram da plataforma a terceira e a quarta temporadas, ficaram as duas primeiras (que mais cedo ou tarde vão dar adeus também). Essas quatro levas de episódios estão no Clarovideo.

Bates Motel (Prime Video)

Popular no Brasil, Bates Motel (2013-2017) já rodou os quatro cantos da TV brasileira, com espaço até na Record. A série ancorada por Vera Farmiga e Freddie Highmore (protagonista de The Good Doctor) agora está no Prime Video, o streaming da Amazon, com todas as cinco temporadas.

divulgação/ABC

A dupla Evangeline Lilly e Matthew Fox na primeira temporada de Lost, agora no Clarovideo


Lost (Clarovideo)

Lost (2004-2010) fez parte do apocalipse Disney na Netflix, no ano passado. O icônico drama sobrenatural deixou a plataforma junto com duas dezenas de produções que fazem parte do conglomerado Disney, o início de uma debandada que não deve ter volta, já que no fim do ano a empresa do Mickey Mouse terá aqui no Brasil o próprio streaming. Encerrada há dez anos, Lost está completa no Clarovideo, com suas seis temporadas.

Manto & Adaga (Globoplay)

Outra série da Marvel que deixou a Netflix, Manto & Adaga (2018-2019) achou no Globoplay uma casa para a sua única temporada disponível no Brasil. A série foi cancelada nos Estados Unidos após o segundo ano. Dentro do chamado Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), Manto & Adaga é a produção que mais se conecta com as atrações irmãs, seja do cinema ou da TV.

O Quinteto (Globoplay)

Uma das séries teens mais populares dos anos 1990, O Quinteto (Party of Five, 1994-2000) deixou a Netflix em novembro do ano passado, após uma estadia de dois anos. O drama está no streaming da Globo. Para boa parte do público brasileiro, O Quinteto marcou época pelas exibições na Record, durante o horário nobre.

Quantico (Clarovideo e Globoplay)

Série que até maio era atração nas madrugadas da Globo com a primeira temporada, emplacando bons números de audiência, Quantico (2015-2018) pode ser vista em dois streamings: Globoplay e Clarovideo. Ambos os serviços disponibilizam aos seus assinantes as três temporadas do drama sobre cadetes do FBI.

Ray Donovan (Globoplay)

A saída de Ray Donovan (2013-2020) da Netflix foi com requintes de crueldade. Por lá, muitos assinantes sem acesso à HBO, lar dos episódios inéditos do drama, acompanhavam os casos sensacionais (criminosos ou não) de celebridades. Só que a atração deixou o streaming em agosto, na quinta temporada. E o sexto ano, até então inédito no streaming, estreou no Globoplay no mês passado.

divulgação/ABC

Emily VanCamp com Joshua Bowman em Revenge; série popular novelesca está no Globoplay


Revenge (Globoplay)

O Globoplay também tomou outra série de peso da Netflix. Revenge (2011-2015) entrou no plataforma da Globo em novembro, dois meses após deixar a gigante do streaming. Dá para dizer que a série voltou ao lar, pois foi na Globo que a trama novelesca alcançou um público robusto, com episódios exibidos nas noites de domingo de 2013, logo após o Fantástico.

The Affair (Globoplay)

Assim como Ray Donovan, The Affair (2014-2019) deixou os assinantes da Netflix sem contar a história até o final. A quinta temporada foi lançada inédita no Globoplay em março. Até então, os quatro primeiros anos eram da Netflix. O drama requintado ganhou o Globo de Ouro de 2015 ao retratar um caso expondo dois pontos de vistas, da mulher e do homem envolvidos em uma relação extraconjugal.

The Client List (Clarovideo e Globoplay)

Protagonizada por Jennifer Lowe Hewitt (ex-O Quinteto), The Client List saiu da Netflix em abril. Quem não conseguiu terminá-la tem duas oportunidades: pode acompanhar a trama no Clarovideo ou Globoplay. Lá estão as duas temporadas.

The Good Wife (Globoplay e Prime Video)

Com a multivencedora do Emmy Julianna Margulies no elenco, The Good Wife (2009-2016) está completa em dois streamings: Globoplay e Prime Video, com as sete temporadas. A série sofreu na TV paga brasileira durante seu período de exibição, no Universal TV, indo ao ar após intervalos gigantescos em relação aos EUA. Agora, dá para maratoná-la e perceber por que foi um dos melhores dramas do século.

Under the Dome (Globoplay)

Grande sucesso na Globo, Under The Dome (2013-2015) era uma opção apenas para os assinantes da Netflix. Depois de deixar a gigante do streaming, a série achou um espaço no Globoplay, plataforma que disponibiliza as três temporadas da trama baseada em obra de Stephen King, o mago do terror e suspense.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?