Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TAPA NA CARA

Segundo Sol: Chantageado por Roberval, Edgar rompe com Cacau e apanha

Reprodução/TV Globo

Fabiula Nascimento (Cacau) e Caco Ciocler (Edgar) em cena de Segundo Sol: fim do namoro - Reprodução/TV Globo

Fabiula Nascimento (Cacau) e Caco Ciocler (Edgar) em cena de Segundo Sol: fim do namoro

REDAÇÃO

Publicado em 24/7/2018 - 6h45

Edgar (Caco Ciocler) vai passar por um momento de inferno astral em Segundo Sol. Decidido a reconstruir sua vida ao lado de Cacau (Fabiula Nascimento), ele conseguirá um emprego, mas cairá da cadeira ao descobrir que seu novo chefe é Roberval (Fabrício Boliveira). Chantageado pelo irmão, o arquiteto se verá obrigado a romper o namoro e apanhará da irmã de Luzia (Giovanna Antonelli), que ficará arrasada com a fraqueza dele.

O personagem de Caco Ciocler será contratado para trabalhar na obra de um novo shopping center e ficará feliz com a oportunidade que cairá do céu. Mas tudo mudará quando ele for apresentado ao novo chefe.

"Nós já nos conhecemos. Aliás, somos conhecidos de longa data. Como vai, Edgar?", começará Roberval, deixando o irmão em choque. "E então? Não vai dizer nada? Nem agradece pela forcinha que seu amigo de infância aqui tá lhe dando?", provocará o vingativo.

Edgar dirá que a situação é uma piada de mau gosto, e Roberval negará. "Piada nenhuma, é tudo verdade. Repare como fui elegante, lhe ajudei sem mostrar que era eu, porque você merecia, porque seu pai nunca reconheceu seu talento, sempre lhe espezinhou! Já eu estou dando a maior chance que você poderia ter", dirá Roberval.

"Isso não tá acontecendo... É um pesadelo! Não pode ser! O que você quer de mim?", questionará o arquiteto. "Ué, não tá claro, não? Lhe ajudar, meu amigo!", mentirá o filho de Zefa (Claudia Di Moura).

"Você quer acabar com minha família, quer se vingar de todos nós, agora chegou a minha vez, eu sei!", deduzirá Edgar. "Pelo contrário, eu sou o salvador da sua família, sustento e abrigo sua mulher e sua filha, livrei seu pai da prisão, paguei o sequestro de sua filha adotiva, e tou lhe dando emprego, lhe pagando muito dinheiro!"

Edgar, então, cederá à proposta do mau-caráter. "Eu não sei o que pensar... O que dizer... Eu tou confuso, tonto. Se é mesmo isso, eu... Obrigado, Roberval", falará, hesitante. O vilão, então, mostrará suas garras: "Tem só uma coisinha, uma coisinha de nada se quiser manter esse seu emprego aqui, construir o shopping, ser reconhecido mundialmente, viajar pelo mundo, ganhar muitos prêmios".

"Eu sabia... Diga logo! Qual é o preço que eu tenho que pagar?", questionará o arquiteto. "Você vai ter que terminar com Cacau", exigirá Roberval, deixando seu irmão sem chão.

'Escolheu a pessoa errada'
Depois, Roberval procurará Cacau e informará a chef que Edgar vai romper o namoro com ela. "Como é? Isso é praga, por acaso?", detonará a irmã de Luzia. "Eu tô falando sério, Cacau. Edgar vai lhe deixar, logo, nos próximos dias", alertará o vingativo.

Cacau apenas dará risada, incrédula com o que ouvirá. "Você tá maluco? Porque tá me dizendo um absurdo desses?", perguntará. "Porque vou lhe provar que você escolheu a pessoa errada, que Edgar não é quem você tá pensando", responderá ele.

Roberval, então, explicará que contratou o irmão para projetar um shopping que nunca sairá do papel. "Quem mais daria um emprego praquele lesado? Ele não entende nada de arquitetura, de perspectiva, mal sabe desenhar uma planta baixa, ele é um coitado, um zero à esquerda. A empresa é minha", atacará.

A dona do restaurante de comida baiana vai dizer que o ex-noivo é desprezível, canalha e rancoroso. Mas o personagem de Fabrício Boliveira não se abalará. "Eu disse ao Edgar que ele vai ter que optar entre você e o salário que eu pago a ele... E aposto com você que ele vai escolher o salário, o emprego que paga bem, que confere status", soltará.

"E por que você tá querendo que ele faça essa escolha, pra me punir? Você sente tanto prazer assim em se vingar de mim?", falará Cacau, trêmula. "Não... Só quero lhe provar que você errou me trocando por ele, quero lhe mostrar quem o Edgar é de verdade ... Ele é um frouxo, um egoísta, mimado, que prefere a reputação dele à mulher que ele diz que ama", detonará.

Cacau não acreditará em nada do que o ex falará e o expulsará de sua casa, nervosa. Mas Edgar a procurará na sequência e confirmará a previsão do irmão. "De uma hora pra outra, comecei a me sentir angustiado com nossa relação, a gente acabou morando junto muito de repente", mentirá ele.

O personagem de Caco Ciocler inventará que está se sentindo pressionado pela namorada, que eles estão fazendo planos demais para o futuro, e que isso acaba pesando a relação. "O que você tá querendo dizer pra mim, Edgar? Desembucha!", pressionará ela.

"Cacau, mesmo gostando muito de você, mesmo sabendo que você é uma das mulheres mais sensacionais que eu já conheci, mesmo sabendo que eu posso me arrepender muito disso... Eu preciso de um tempo", pedirá ele.

A personagem de Fabiula Nascimento não se conformará com o que escutará. "De um tempo, é?", falará ela, que lascará um tapa no rosto dele, furiosa. As cenas vão ao ar entre os capítulos de 16 a 18 de agosto de Segundo Sol.

Últimas de Segundo Sol


Resumos Semanais

Resumo da novela Segundo Sol: Capítulo de 7 de novembro

A Globo não divulgou os resumos dos últimos cinco capítulos da novela das nove. O Notícias da TV publica com exclusividade o resumo do capítulo desta quarta (7). Quarta, 7/11 (Capítulo 153)
Laureta tenta negar ser a mãe de Karola. ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.