Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Virada de mesa

O Outro Lado do Paraíso: Clara se desespera ao ser acusada por crimes de Sophia

Reprodução/TV Globo

Clara (Bianca Bin) verá advogado da assassina distorcer depoimentos em O Outro Lado do Paraíso - Reprodução/TV Globo

Clara (Bianca Bin) verá advogado da assassina distorcer depoimentos em O Outro Lado do Paraíso

REDAÇÃO

Publicado em 10/5/2018 - 7h13

Clara (Bianca Bin) vai se complicar no julgamento de Sophia (Marieta Severo) e correrá o risco de ser presa pelos crimes da rival em O Outro Lado do Paraíso. Maurício (Paulo Betti), advogado da vilã, vai distorcer os depoimentos dados no tribunal para acusar a mocinha de ter armado um complô para incriminar sua cliente.

Quando Gael (Sergio Guizé) e Lívia (Grazi Massafera) testemunharem contra a própria mãe, o criminalista insinuará que o trio armou contra Sophia para ficar com a mina de esmeraldas. 

Patrick (Thiago Fragoso) será substituído no julgamento pelo promotor Abel (Charles Fricks) porque estará internado se recuperando de um tiro que levado no final do sequestro de Tomaz (Vitor Figueiredo). A príncipio, ele sairia ileso, mas a alteração foi feita pelo autor Walcyr Carrasco por conta do afastamento de Fragoso das gravações para a retirada de um nódulo de um dos rins.

Após se recuperar de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), Sophia foi reencaminhada ao tribunal para responder à acusação de ter matado quatro pessoas a tesouradas. Clara, então, decidiu contar que foi ela quem tirou a tesoura do corpo de Laerte (Raphael Vianna), mas que isso nunca havia vindo à tona porque Beth (Gloria Pires) fez questão de esconder para ela continuar sua briga judicial por Tomaz. 

A mocinha admitirá que fugiu do local do crime após encontrar o rapaz morto. "No impulso, aceitei. Depois me arrependi, porque ela foi acusada de assassinato", justificará, lembrando o julgamento de Beth.

O advogado de Sophia, então, colocará em dúvida a versão da ex-mulher de Gael. "Realmente viu o homem com a tesoura cravada no corpo?", indagará. "Vi, sim. Foi o que eu disse", responderá ela. "Mas viu dona Sophia?", insistirá o defensor. "Não. Não vi. Ela não estava lá", falará a mocinha.

reprodução/tv globo

Maurício (Paulo Betti) interroga Clara (Bianca Bin) e a acusa de complô contra sua cliente

"A senhora disse que tem motivos para odiar dona Sophia. Foi internada num hospício. Acusa dona Sophia de ter comprado sua interdição. Mas também pode ter comprado o laudo dos psiquiatras que a consideram sã. A senhora, Clara Tavares, ajudou a orquestrar esse julgamento para se vingar de sua antiga sogra, dona Sophia", acusará Maurício.

"Não está nisso sozinha, como provarei ao longo do processo. Tudo isso é uma farsa. A senhora está mentindo. Dona Sophia é inocente. Clara Tavares, você matou Laerte Rodrigues, assim como as demais vítimas! Eu a acuso de assassinato!", completará o criminalista.

Ele usará o amor de Gael para fazer o júri acreditar que Clara manipulou o ex-marido. Maurício também dará um jeito de desprezar o brinco de Mariano (Juliano Cazarré) como prova de que ele está morto.

"Estamos diante de uma história arrepiante. Um complô armado por Clara Tavares e os filhos da ré. Clara quis se vingar porque julga ter sido internada injustamente em um hospício. Eu disse julga, porque havia um laudo dizendo que tinha problemas psiquiátricos, que pelo jeito continuam a existir", discursará Maurício.

Abel protestará. Mas o defensor da Mãos de Tesoura continuará: "Clara uniu-se a Gael e a Lívia para ficar livre de seus crimes. E os três, ricos, com o dinheiro das esmeraldas, trancafiarem ela na cadeia. Presa, Sophia Montserrat não terá acesso à sua fortuna. Ficará nas mãos de Gael e Lívia".

Ele pedirá que Gael e Lívia sejam processados por falso testemunho e tentativa de desvio de bens. "Peço que Clara Tavares seja julgada pelos crimes que cometeu. Levem também em conta sua obsessão pela vingança, que todos na cidade conhecem. Isso é prova de uma mente doentia, e perigosa para a sociedade", concluirá o criminalista no capítulo desta quinta-feira (10).

Raquel pedirá um recesso para retomar a audiência no dia seguinte. Na continuação, Clara já aparecerá visitando Patrick no hospital. "O advogado distorceu tudo! A Sophia vai sair livre", contará ela.

"É muito pior que isso, Clara. Se ele continuar nesse rumo, a Sophia será considerada inocente, e você sairá do tribunal algemada. Não terá a menor chance. Amanhã ou depois, será julgada como assassina! Ou pior, será internada novamente no hospício!", analisará o loiro.

"Hospício! Não! Eu não vou suportar", falará Clara, desesperada, em O Outro Lado do Paraíso. Mas o julgamento terá uma reviravolta com o retorno de Mariano (Juliano Cazarré). O garimpeiro, que foi dado como morto, ressurgirá no tribunal como testemunha viva dos assassinatos da vilã e abrirá caminho para Abel mandá-la para um manicômio judiciário.


Confira cinco reportagens especiais sobre O Outro Lado do Paraíso:

De mimada a 'bicha pão com ovo': os sete mais odiados de O Outro Lado
Clara rejeitada e prisão de pedófilo levaram fãs da novela à loucura
De mocinha sem sexo a pacto com a morte: o fantástico mundo de Walcyr Carrasco
'A primeira tesourada é inesquecível', diz atriz que interpretou vilã da trama
Chega de achincalhar: cinco vezes em que O Outro Lado arrasou

Últimas de O Outro Lado do Paraíso


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?