Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA

Cinco geringonças que fazem reprise de Flor do Caribe virar trama de época

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Igor Rickli como Alberto segura um celular com a mão direita, o aparelho é antigo, com um teclado que ocupa dois terços da peça

Alberto (Igor Rickli) apresenta celular com teclado físico alfanumérico; aparelho era novidade em 2013

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 30/11/2020 - 6h55

Os ponteiros do relógio parecem correr com o triplo da velocidade para a reprise de Flor do Caribe. A produção foi exibida pela primeira vez em 2013, mas os seus "avanços tecnológicos" dão a sensação de que a trama de Walther Negrão estreou décadas atrás. Ester (Grazi Massafera) praticamente virou mocinha de novela de época.

O celular da jovem parece um fóssil do período triássico, quando os dinossauros não precisavam se preocupar com correntes e gemidões em aplicativos de mensagem. Em uma ação de publicidade, a personagem mostrou pela primeira vez ao público um telefone com o sistema operacional Windows Phone --descontinuado em 2015.

A dobra no tempo, no entanto, parece favorecer a audiência. Ao contrário da recente A Força do Querer (2017), o público não se lembra muito bem da história de amor entre Ester e Cassiano (Henri Castelli). O folhetim tem mais público em 2020 do que há sete anos.

Alberto (Igor Rickli) manda um SMS na trama

SMS

Alberto (Igor Rickli) não precisou dos mais recentes aplicativos como Telegram ou WhatsApp para fazer o protagonista de Henri Castelli cair em uma "fake news". O vilão roubou o celular de Ester e enviou um SMS para marcar um encontro com o rival. A mensagem foi suficiente para mandar o piloto de avião de volta para o inferno de dom Rafael (César Troncoso) na Guatemala.

Alguns serviços como os Correios ou a Defesa Civil ainda usam o sistema para emitir alertas, mas o custo fez as pessoas trocarem os "torpedos" pelos áudios e figurinhas de gosto duvidoso.

Celular de Ester (Grazi Massafera) era merchandising

Teclado físico

Grazi Massafera não foi a única a faturar com uma ação de merchandising nos bastidores, já que Igor Rickli também exibia um celular da canadense Blackberry. O principal diferencial era o teclado alfanumérico que tomava metade do aparelho, deixando apenas uma pequena faixa da tela. A empresa ainda sobrevive na era do touchscreen, mas já não fabrica mais telefones.

Cassiano (Henri Castelli) é flagrado por paparazzi

Paparazzi

Os paparazzis já tiveram os seus dias de glória ao conseguirem flagras dos famosos, como o clique de Cristal de mãos dadas com Cassiano no Rio de Janeiro. Os fotógrafos continuam nas ruas, mas enfrentam a concorrência acirrada das redes sociais. Uma postagem da cantora já seria suficiente para o irmão de Taís (Débora Nascimento) virar o "loiro misterioso" da vez.

A filha de dom Rafael (César Troncoso) também não precisaria contratar um profissional para fazer inveja na personagem de Grazi Massafera. Uma imagem no Instagram já seria o suficiente para provocar a rival.

Aparentemente, Carol (Maria Joana) é a única a ter uma rede social na novela para popularizar o seu "lenhador" Lino (José Henrique Ligabue) na novela das seis da Globo.

A pista clandestina de Alberto (Igor Rickli)

Imagens de satélite

Cassiano descobriu que o antagonista de Igor Rickli mantinha uma pista de pouso clandestina à moda antiga. Ele partiu em um passeio de avião com Samuca (Vitor Figueiredo) e avisou uma clareira na propriedade dos Albuquerque. A denúncia, porém, não foi o bastante para colocar o neto de Dionísio (Sérgio Mamberti) atrás das grades.

O aviador não precisaria tirar o pé do chão para executar a mesma tarefa em 2020. O Google Earth, entre outros serviços, mostra imagens de satélite que denunciam não só pistas de pouso, mas também focos de incêndio e atividades criminosas para as autoridades competentes. Se bobear, Alberto apareceria com a mão na massa no Google Maps.

Cacá Amaral e Henri Castelli na novela das seis

Papel de trouxa

Ester virou notícia ao se revoltar com a audácia de Cristal (Moro Anghileri), que deu em cima de Cassiano bem na sua frente durante a inauguração do bar Flor do Caribe. Ela também estampou as manchetes com as denúncias de desvio de recursos na ONG Casa Mar --todas devidamente plantadas por Yvete (Patrícia Naves).

Chico (Cacá Amaral), por exemplo, descobriu todas essas bombas ao abrir um jornal impresso. Os periódicos de papel ainda existem, mas estão cada dia mais próximos de se tornarem um item de colecionador --ou banheiro para um cachorro de apartamento.


Saiba tudo que vai rolar nos próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros:


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Flor do Caribe e outras novelas.


Últimas de Flor do Caribe


Resumos Semanais

Resumo da novela Flor do Caribe: Capítulos de 20 a 30 de janeiro

Quarta, 20/1 (Capítulo 123)
Cassiano e Ester tentam convencer Hélio a confessar que foi Dionísio quem mandou matar Samuel. Yvete avisa a Alberto que ouviu Cassiano dizer a Duque que a polícia não tem provas contra ele para intimá-lo a ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou dos participantes do BBB21?