Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PEACOCK

Parceria entre ViacomCBS e Comcast pode beneficiar novo rival da Netflix; entenda

Divulgação/Peacock

Joshua Jackson em Dr. Death, série do Peacock

Joshua Jackson em Dr. Death, série do Peacock; serviço de streaming pode ser beneficiado com parceria

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 20/7/2021 - 15h06

A guerra do streaming pode dar origem a uma parceria entre as gigantes da comunicação Comcast e ViacomCBS para atingir mercados fora dos Estados Unidos. A união entre as duas companhias beneficiaria o Peacock, serviço de streaming da NBCUniversal (propriedade da Comcast), atualmente disponível apenas no país norte-americano.

A discussão de uma possível parceria surgiu em um encontro entre Brian Roberts, CEO da Comcast, e Shari Redstone e Bob Bakish, respectivamente presidente e diretor-executivo da ViacomCBS. As informações são do Wall Street Journal.

De acordo com o site Deadline, fontes com conhecimento do encontro afirmaram que o foco da parceria seria mesmo no mercado internacional para ambas as partes. Uma união maior entre as empresas seria inviável por conta dos processos regulatórios exigentes nos Estados Unidos --tais como os que dificultaram a compra da Fox pela Disney.

Detalhes sobre como funcionaria o acordo não foram revelados. Em abril deste ano, Roberts afirmou que há grande interesse em introduzir o Peacock em outros países. Fora dos Estados Unidos, a Comcast, maior operadora de TV a cabo do país, é dona da Sky, companhia europeia que também é dona do Sky Now, streaming que opera no Reino Unido.

Caso a parceria seja oficializada, a Comcast poderia se beneficiar da expansão do Paramount+ feita pela ViacomCBS. Como forma de unir todo o seu conteúdo fora dos EUA, a companhia anunciou um reboot do CBS All Access e introduziu a nova plataforma na América Latina e Austrália. O objetivo é ter o serviço disponível em 45 países até 2022.

A força do mercado do streaming fez com que várias parcerias surgissem nos últimos meses. Em maio, a AT&T anunciou a fusão entre WarnerMedia e a Discovery, enquanto a Amazon efetuou a compra bilionária da MGM.

No Brasil, em menor escala, o Disney+ chegou ao país com um combo que permite a assinatura dupla com o Globoplay --um exemplo do que poderia ocorrer entre Peacock e Paramount+. Em outro caso, o novato Star+, com estreia marcada para 31 de agosto, vai englobar as produções originais do Hulu, disponível apenas nos Estados Unidos --ambos são do estúdio do Mickey.

A Comcast vai reportar aos acionistas os resultados do segundo trimestre em 29 de julho, enquanto a apresentação da ViacomCBS está marcada para 5 de agosto. Mais informações sobre o planejamento futuro das companhias podem surgir nestas datas.


Leia também

Web Stories

+
Vômito, narrador ridículo e ‘xerecada’: Cinco momentos engraçados das OlimpíadasBárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acalorada

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?