Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Negócio bilionário

Após dois meses de batalha com a Disney, Comcast desiste de comprar a Fox

Divulgação/Fox

Homer Simpson e Ned Flanders em capítulo de Os Simpsons; família amarela da Fox terá casa nova - Divulgação/Fox

Homer Simpson e Ned Flanders em capítulo de Os Simpsons; família amarela da Fox terá casa nova

REDAÇÃO

Publicado em 19/7/2018 - 12h27

A Comcast, maior operadora de TV a cabo dos Estados Unidos, desistiu de comprar a área de entretenimento da Fox. Em maio, a companhia dona da NBCUniversal atravessou o negócio com a Disney, que tinha feito uma oferta no ano passado. Com a desistência, o caminho está aberto para a empresa de Mickey Mouse ficar com a Fox, como previamente acordado.

Em comunicado divulgado nesta quinta (19), o diretor-executivo da Comcast, Brian Roberts, confirmou a saída e disse que o foco agora será na aquisição da Sky, operadora de TV paga europeia.

Há dois meses, a Comcast entrou na disputa pela Fox com uma oferta tentadora: US$ 65 bilhões (R$ 251 bilhõs) em dinheiro vivo para ficar com os estúdios de TV e cinema, além de canais pagos, como o FX e National Geographic. A Disney tinha fechado com a Fox em dezembro do ano passado por US$ 52,4 bilhões (R$ 203 bilhões), valor que incluiria ações.

Essa investida da Comcast fez a Disney se mexer e elevar sua proposta inicial. A oferta cresceu 36% e chegou a US$ 71,3 bilhões (R$ 275 bilhões). Para Rupert Murdoch, presidente do grupo Fox, a proposta da Disney era melhor e mais atrativa do que a da Comcast, não apenas pelo aspecto financeiro.

No mês passado, veio a pá de cal contra a Comcast: o governo norte-americano aprovou a venda de grande parte do grupo 21st Century Fox para a Disney.

A única exigência do governo para permitir a transação foi fazer com que a Disney se livrasse de algumas emissoras esportivas regionais que estavam dentro do acordo prévio. Isso porque a empresa já tem sob seu guarda-chuva a ESPN, e a aquisição poderia gerar uma concentração de mercado.

O negócio deve ser definitivamente fechado no próximo dia 27, data na qual os acionistas da Fox irão se reunir. Assim, o gigante grupo 21st Century Fox vai acabar. A nova Fox será formada apenas pela rede de TV aberta, um canal de notícias 24 horas (Fox News, líder de audiência nos EUA) e dois canais esportivos (FS1 e FS2).

A programação da Fox nos EUA ficará mais enxuta, pois a rede perderá muitas séries. No lugar, entrarão na grade esportes (de luta livre a boliche, passando pelo futebol americano), realities e game shows.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?