Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

AMBIÇÃO ALTA

Como futebol virou trunfo da Disney para bombar Star+ na briga dos streamings

DIVULGAÇÃO/ESPN

Jogadores do Manchester City usam o uniforme com camisa azul e short branco e comemorando o título do Campeonato Inglês da temporada 2020/2021

Manchester City, campeão do último Campeonato Inglês: jogos vão estar no Star+, ESPN e Fox

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 16/7/2021 - 6h45
Atualizado em 16/7/2021 - 17h35

A Disney vai lançar o Star+ no mês que vem de olho em uma parcela de mercado que identificou estar carente no Brasil: fãs de futebol viciados em campeonatos da Europa. É por causa desse público que o conglomerado decidiu investir pesado na compra das maiores ligas de futebol do continente e exibir 100% dos jogos na plataforma de streaming.

O objetivo da Disney é enviar um recado claro para suas concorrentes no streaming (WarnerMedia e Globo) no Brasil: o Star+ vai ser um trunfo para próximas negociações de torneios. A Disney quer incrementar o cardápio e renovar os direitos das competições que já tem.

Ao todo, são cinco das seis maiores ligas disponíveis (Inglaterra, Itália, França, Portugal e Espanha). Somente o Alemão não está em seu portifólio --a Disney até tentou, mas os clubes alemães preferiram fechar acordo com o aplicativo Onefootball.

Como bônus, o assinante ainda tem acesso a todo o pacote de jogos da Disney para a Libertadores da América, o mais importante torneio continental da América do Sul. Os preços do Star+ serão anunciados até o início de agosto. Haverá planos conjuntos de assinatura com o Disney+.

Star+ x HBO Max

O número farto de eventos vai dominar a estratégia de divulgação para vendas do Star+. Para também subir o interesse de amantes do futebol, a WarnerMedia decidiu colocar a Uefa Champions League no HBO Max. Mas na visão de executivos da Disney, por mais importante que a Champions seja, o Star+ entrega maior número de jogos e mais regularidade em partidas.

Além disso, a ideia é pegar uma parcela do público que deixou o Estádio TNT Sports por causa do esvaziamento da plataforma da concorrente. Sem Champions e Italiano, a plataforma ficou apenas com 42 jogos do Brasileirão e a Uefa Nations League de eventos relevantes. É bem pouco.

No caso da Globo, a Disney interpreta que o Star+ concorre diretamente com o Premiere Play, que vende jogos do Campeonato Brasileiro diretamente ao público. A ideia é mostrar que o Star+ tem mais oferta que a plataforma nacional, além de partidas com nível alto, da elite mundial do futebol.

O futebol será o carro-chefe, mas o Star+ terá todo o catálogo de esportes da Disney. NFL (futebol americano); NBA (basquete); eventos de tênis como US Open, Australian Open e Wimbledon; lutas de MMA do Bellator; corridas da MotoGP, entre outros, estão confirmados.

Disney esvazia concorrentes

O objetivo da Disney em comprar grande parte de eventos europeus esvaziou opções para concorrentes que desejam um torneio. A Band procura desde o início de maio um campeonato europeu para exibir dentro do Show do Esporte, sua maratona esportiva dominical. Até agora, não conseguiu. 

A bola da vez é a Copa da Inglaterra. A Copa da Itália foi tentada, mas a Disney também comprou. A direção da Band chegou a consultar a Disney para um licenciamento de partidas do Campeonato Espanhol, mas recebeu uma resposta negativa.


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Cinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas