Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FINALMENTE!

Com princesas, piratas e super-heróis, Disney+ é paraíso para os fãs

Fotos: Divulgação/Disney

Montagem com Elsa, de Frozen; Jack Sparrow (Johnny Depp), de Piratas do Caribe; e Thor (Chris Hemsworth), dos filmes da Marvel

Disney+ chega no Brasil com catálogo forte, que conta com Frozen, Piratas do Caribe e Thor

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 17/11/2020 - 7h05

Mais de um ano depois do lançamento nos Estados Unidos, o Disney+ finalmente chega no Brasil nesta terça-feira (17). Mas, ao contrário da rival Netflix, que tem apostado cada vez mais em conteúdo original, o streaming da empresa do Mickey Mouse vai fazer a alegria dos fãs com seu catálogo, que vai de animações clássicas das princesas aos super-heróis da Marvel, passando por franquias como Piratas do Caribe e Star Wars.

Nos 371 dias que separaram a estreia do Disney+ nos Estados Unidos e no Brasil, o streaming lançou apenas três séries de drama: The Mandalorian, situada no universo da franquia espacial criada por George Lucas; High School Musical: A Série: O Musical, que aproveita os filmes estrelados por Zac Efron e Vanessa Hudgens para contar uma nova história; e Os Eleitos, sobre os primeiros astronautas norte-americanos.

O serviço também conta com uma atração de comédia original: Diário de uma Futura Presidente, produzida por Gina Rodriguez (de Jane the Virgin) e que conta a história de uma garota com sangue cubano que, no futuro, se tornará a governante dos Estados Unidos.

Além dessas quatro, o Disney+ tem liberado conteúdo de ficção infantil, com animações cujos episódios têm entre três e 12 minutos cada. A maior parte do conteúdo inédito é mesmo de séries documentais ou reality shows (já são 20 projetos nos dois gêneros sem roteiro).

Parece pouco para um serviço de streaming ter apenas quatro séries de ficção inéditas, mas os fãs que assinarem o Disney+ certamente não vão se importar. Afinal, o catálogo da plataforma tem material suficiente para manter o público diante da TV.

Estão disponíveis animações clássicas como Branca de Neve e os Sete Anões (1937), Pinóquio (1940), Bambi (1942) e Cinderela (1950), e também outras mais recentes, como A Pequena Sereia (1989), A Bela e a Fera (1991) e O Rei Leão (1994). Frozen 2, que estreou nos cinemas brasileiros no início do ano, também poderá ser vista pelos assinantes.

Para os fãs de super-heróis, todos os filmes da Marvel que têm distribuição da Disney estão no catálogo, de Homem de Ferro (2008) a Vingadores: Ultimato (2019). Ficam de fora apenas O Incrível Hulk (2008), uma produção da Universal, e a dobradinha do Homem-Aranha formada por De Volta ao Lar (2017) e Longe de Casa (2019), que são da Sony Pictures.

Quem deseja viajar para uma galáxia muito, muito distante também tem à disposição a saga completa de Star Wars, do Episódio 1 (1999) até o Episódio 9 (2019), além dos derivados Rogue One (2016) e Han Solo: Uma História Star Wars (2018).

E a premiada Pixar também marca presença com todas as suas animações lançadas desde Toy Story (1995) até Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica (2020), que teve sua passagem pelos cinemas prejudicada pela pandemia do novo coronavírus. Soul, próximo longa da produtora, pulará as salas de exibição e chegará direto no streaming em 25 de dezembro --um programão de Natal para reunir a família na sala.

No quesito séries, o catálogo tem atrações que fizeram muito sucesso no Disney Channel, como Hannah Montana (2006-2011), Zack & Cody: Gêmeos em Ação (2005-2008) e Kim Possible (2002-2007). Além de produções latinas, como Juacas (2017-2019) e Sou Luna (2016-2018).

E os projetos inéditos?

A partir do ano que vem, o Disney+ apostará tudo em séries inéditas de suas principais marcas. Em 15 de janeiro, estreia WandaVision, primeira de várias atrações situadas no Universo Cinematográfico da Marvel. Depois, virão os projetos do Falcão e do Soldado Invernal, do anti-herói Loki, do Gavião Arqueiro e do Nick Fury, todas estreladas pelos atores dos filmes.

Vale destacar também novos heróis que serão apresentados no streaming para migrar para o cinema depois, como a She-Hulk, o Cavaleiro da Lua e a Ms. Marvel. E mais projetos estão em desenvolvimento, prova de que a Disney e a Marvel têm apostado alto no serviço como uma nova casa para suas histórias.

No universo de Star Wars, Cassian Andor (Diego Luna) e Obi-Wan Kenobi (Ewan McGregor) terão séries próprias. E a trilogia de filmes Nós Somos os Campeões ganhará uma série protagonizada por Lauren Graham (de Gilmore Girls) e que terá a volta de Emilio Estevez, astro da franquia original.

Com o fim da promoção de pré-lançamento, o Disney+ agora pode ser assinado por R$ 27,90 mensais, ou no plano anual por R$ 279,90. Quem quiser o combo com o Globoplay desembolsará a partir de R$ 37,90 todo mês.

Confira o trailer com alguns dos destaques do Disney+:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?