Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RECAP S06EP01

Chicago Med volta com sangue, xenofobia e Covid-19 em sua 6ª temporada

REPRODUÇÃO/NBC

O personagem Ethan Choi (Brian Tee) olha sério em cena de Chicago Med, da NBC

Ethan Choi (Brian Tee) corre para salvar vidas na pandemia enquanto se preocupa com a ex

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 16/11/2020 - 20h00

Em sua sexta temporada, que estreou nos Estados Unidos na semana passada, Chicago Med voltou com sangue e xenofobia, usando como pano de fundo a pandemia da Covid-19. Enquanto os médicos tentam salvar vidas e se proteger do novo coronavírus, eles também lidam com os próprios dramas pessoais.

[Atenção: este texto contém spoilers da nova temporada de Chicago Med]

Overdose de Hannah 

O capítulo de estreia da nova leva de episódios da série mostra Will (Nick Gehlfuss) em uma ambulância com Hannah (Jessy Schram), a namorada viciada em drogas, após ela sofrer uma overdose de heroína. Apesar da médica estar sóbria, ele não conseguia terminar o relacionamento para evitar uma nova recaída --como de fato aconteceu.

Ao longo do episódio, o profissional admite para o Dr. Charles (Oliver Platt) que a relação deles não estava bem, ainda mais após eles "serem obrigados" a morar juntos devido ao isolamento social imposto pela pandemia. Ele, enfim, termina com a namorada por rejeitar ser a muleta emocional da amada.

Xenofobia 

A Dra. Natalie (Torrey DeVitto) é designada ao caso de uma garotinha de ascendência asiática que tem leucemia. Ela pede a ajuda de Crockett (Dominic Rains) devido à condição complicada do coração da paciente, mas os dois divergem na melhor opção de tratamento. A indecisão faz com que o pai da menina, Martin Lieu (Tom Choi), desabafe sobre tudo que está acontecendo.

"Eu perdi a minha mulher dois anos atrás. Ela não está aqui para me ajudar. O mundo está de cabeça para baixo. Ontem, uma mulher no estacionamento apontou para nós e gritou: 'Vocês trouxeram Covid-19 para cá, é culpa de vocês. Voltem de onde vieram'. Eu tenho que me preocupar com a leucemia da minha filha, com a pandemia... E agora que somos atacados, em quem confiar?", lamenta o chinês.

Vítimas da Covid-19

Durante o combate ao novo vírus que debilita um homem negro idoso, April (Yaya DaCosta) luta na linha de frente, se arriscando cada vez mais para tentar salvá-los, enquanto conforta a mulher aflita dele. Infelizmente, o paciente morre porque os utensílios do hospital vão ficando mais escassos, e o chefe do pronto-socorro decide guardar recursos para alguém que tenha mais chance de viver.

Chicago Med termina seu primeiro episódio da sexta temporada prestando uma homenagem a várias vítimas da Covid-19. Os personagens acendem velas em um aplicativo de celular, enquanto falam os nomes e as histórias de pacientes do hospital que perderam suas vidas para o novo coronavírus.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?