Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ASSUNTOS SÉRIOS

Racismo e relação abusiva: Exageros de Karol e Lumena no BBB21 são desserviço?

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Imagem de Karol Conká (à esq. de perfil) e Lumena Aleluia no BBB21

Karol Conká e Lumena no BBB21; exageros da dupla podem ser um desserviço para militância

PAOLA ZANON

paola@noticiasdatv.com

Publicado em 14/2/2021 - 7h05

Karol Conká e Lumena Aleluia têm mencionado diversos assuntos sérios no BBB21. A dupla já acusou outros brothers de praticarem racismo e até mesmo relacionamento abusivo dentro do reality, mas nenhuma das duas apresentou um motivo real para sustentar as acusações, o que acaba causando um desserviço para o entendimento de pautas importantes.

A acusação de Lumena sobre Carla Diaz ter sido acolhida por ser uma mulher branca, enquanto Karol, que foi quem causou o mal-estar, ter sido "preterida" por ser uma mulher preta causou uma reação negativa nas redes sociais por parte de militantes do movimento negro, já que a rapper estava realmente errada e não cabia uma cena de militância no momento.

"A pauta do racismo cabe em muitos contextos, pois a raça atravessa a estrutura da nossa sociedade. É triste ver Lumena se aproveitando de um assunto tão importante para estabelecer noções sensacionalistas da realidade", lamenta Carol Sodré, professora e historiadora especializada em relações étnico-raciais, em conversa com o Notícias da TV.

"Ela se aproveita do racismo para impor ideias e conceitos de forma equivocada e distante da realidade. Me parece que Lumena é militante de primeira viagem e não entende a gravidade de tudo o que fala", aponta a educadora, sobre o episódio envolvendo Carla e Karol.

Apesar do desserviço, Carol acredita que os erros de Lumena não deslegitimam as lutas do movimento negro. "A negritude é ampla e as correntes são diversas, mas com certeza ela atrapalha o trabalho de muita gente séria que levanta essa bandeira", afirma.

A professora ainda reforça que a narrativa de estarem sendo vistas como agressivas só porque são negras também não cabe no contexto de suas reações. "Esse estereótipo é real, mas elas se utilizaram de um discurso para tentar justificar um erro grave e um desvio de caráter", explica.

Racismo reverso

Durante a última semana, as declarações de Lumena fizeram o deputado Anderson Moraes (PSL-RJ) registrar uma denúncia por suposto racismo contra Carla. A baiana afirmou que por ser branca e loira, a atriz se aproveita do "privilégio da fofura" para se isentar de posicionamentos e se vitimizar, além de dizer que ela tem um olhar de "boneca assassina" pela falta de melanina.

No entanto, racismo contra pessoas brancas não existe. "Nesse caso, Lumena acerta os termos e as noções que a branquitude abarcam, porém, mais uma vez, ela não evoca da maneira correta", afirma a historiadora, que considerou absurda a denúncia do deputado bolsonarista.

"Não existe racismo reverso, de forma alguma. Em nenhuma circunstância. Um povo, uma etnia que nunca passou por absolutamente nada na história por conta de sua cor não pode reivindicar esse espaço. O que Lumena faz é desvio de caráter e má interpretação dos fatos", declara Carol.

Relacionamento abusivo?

Outro assunto banalizado por Karol Conká foi o relacionamento abusivo. Após perseguir, ter crises de ciúme e até mesmo assediar Arcrebiano de Araújo, a rapper se frustrou com o romance acabado e afirmou para Nego Di e Projota que o modelo foi abusivo por não retribuir o carinho que ela dava.

No entanto, a acusação da rapper não condiz com o que de fato seja uma relação abusiva, ao contrário do próprio comportamento. "Relacionamento abusivo é uma relação caracterizada pelo sofrimento, angústia, medo, desrespeito e controle exacerbado", explica Alexander Bez, psicólogo especialista em relacionamentos.

"Outra característica comportamental muito grave e intensa é a humilhação", aponta o psicólogo. Ao deixar o programa, Araújo se sentiu humilhado com as declarações feitas por Karol a Nego Di, Arthur Picoli e Projota. A cantora chegou a afirmar que o beijo era ruim, pois a língua dele parecia uma lixa.

"Cada pessoa reage e sente de uma maneira diferentes situações, pode ser que a cantora esteja mais sensível e tenha se confundido emocionalmente. Mas não houve elementos característicos de abuso", explica Alexander.

Para o especialista, as distorções de Karol sobre o breve relacionamento com Arcrebiano são perigosas, pois podem deslegitimar um tema comum e bastante grave. "Com as distorções, a pessoa pode causar um conflito desnecessário, acaba que tira sua culpa e projeta sua insatisfação no outro", analisa ele.

"Além de ser muito prejudicial para o outro, isso afeta a própria pessoa. Quando não é verdadeiro, ela pode gerar pensamentos e sentimentos delirantes, que fazem a pessoa sofrer por algo que não aconteceu", completa o psicólogo. "A distorção da realidade sempre causará prejuízo", finaliza.


Últimas de BBB21

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?