Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

POR CORONAVÍRUS

Com veteranos afastados, Globo faz dança das cadeiras e promove jornalistas

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem de fotos com César Tralli no Edição das 18h, na GloboNews, e Christiane Pelajo no SP2, da Globo

César Tralli virou titular na GloboNews e Christiane Pelajo voltou para um telejornal da TV aberta após cinco anos

VINÍCIUS ANDRADE e LUCIANO GUARALDO

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 24/3/2020 - 5h17

Com todos os profissionais do Jornalismo com mais de 60 anos afastados como medida de precaução contra o novo coronavírus, a Globo fez uma verdadeira dança das cadeiras desde o último sábado (21) e promoveu temporariamente alguns nomes conhecidos do público. César Tralli, por exemplo, chegou a aparecer em quatro programas ao vivo diferentes no mesmo dia.

Já Christiane Pelajo voltou a apresentar um telejornal na TV aberta pela primeira vez desde 2015, quando deixou o Jornal da Globo. Ela assumiu o lugar de Carlos Tramontina, de 63 anos, no SP2.

Mesmo de quarentena, Tramontina continua aparecendo no jornalístico, mas de sua casa. Ele vai fazer entrevistas e contar como está sendo essa época de isolamento social. Na segunda (23), para marcar sua estreia na nova posição, ele entrevistou o maestro João Carlos Martins, que vai completar 80 anos em junho.

Titular do SP1, que passou a ocupar uma hora e meia na grade da Globo com a pausa temporária do Globo Esporte, César Tralli já acumulava desde a semana passada participações diárias no matinal Combate ao Coronavírus, ancorado por Márcio Gomes, e no Estúdio I, apresentado por Maria Beltrão na GloboNews.

Agora, além dos três programas, o marido de Ticiane Pinheiro também passou a comandar o Edição das 18h, do canal pago, no lugar de Leilane Neubarth, 61 anos. Ou seja, são mais duas horas diárias ao vivo no ar. A mudança ainda fez o telejornal ser transferido do Rio de Janeiro para os estúdios em São Paulo.

Esse esforço da Globo para a escalação de Tralli em uma jornada tão longa tem outra explicação: a concorrência com a CNN Brasil, que exibe nessa faixa das 18h às 20h noticiosos apresentados por nomes como Reinaldo Gottino e Monalisa Perrone, duas de suas principais estrelas. Colocar um jornalista menos "popular" no lugar de Leilane poderia representar perda de telespectadores para a rival.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO/GLOBONEWS

César Tralli no mesmo dia no Combate ao Coronavírus (à esq), SP1, Estúdio I e Edição das 18h

De manhã, das 6h às 9h, a GloboNews escalou Julia Duailibi e Octávio Guedes no lugar do afastado José Roberto Burnier para Em Ponto. Aos 59 anos, o titular do matinal se recuperou recentemente de um câncer na base da língua.

No Bom Dia Brasil, Chico Pinheiro, 66 anos, não foi substituído por ninguém e sua companheira de bancada, Ana Paula Araújo, passou a comandar o noticioso sozinha. Ela, aliás, já fazia o mesmo durante as férias do veterano.

Mariana Gross, do RJ1, passará a ter mais aparições para o Brasil inteiro. Como o rodízio de jornalistas de outros Estados na bancada do Jornal Nacional foi suspenso para evitar viagens, ela foi temporariamente efetivada como uma das plantonistas do telejornal de maior audiência do país e já comandou a atração no último sábado (21) ao lado de Flávio Fachel, do Bom Dia RJ.

Outras mudanças aconteceram nos bastidores, com o Globo Repórter deixando de ser gravado no Rio de Janeiro e transferido para São Paulo, onde mora Sandra Annenberg. Gloria Maria, que retirou um tumor do cérebro no fim do ano passado, segue afastada do jornalístico.

Também estão no grupo de risco a repórter especial Zileide Silva (61), apresentadora do Jornal Hoje aos sábados, os comentaristas Miriam Leitão (66) e Carlos Sardenberg (72), que agora fazem participações de casa via internet, e repórteres e correspondentes veteranos, entre eles Alberto Gaspar (62) e Jorge Pontual (72).

A medida vale também para quem não aparece no vídeo, como cinegrafistas, editores e produtores. Esses profissionais deverão se manter confinados em suas casas. Se puderem, trabalharão em home office ou farão reportagens ou entradas ao vivo por meio de conexões de internet.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?