ESTÚDIO I

GloboNews escala César Tralli para frear estreia de telejornal da CNN Brasil

REPRODUÇÃO/GLOBO

César Tralli no estúdio do telejornal SP1, da Globo

César Tralli no estúdio do SP1, da Globo; ele foi escalado para reforçar o time do Estúdio i, da GloboNews

REDAÇÃO - Publicado em 14/03/2020, às 20h27

César Tralli foi escalado pela GloboNews para reforçar o time de comentaristas do Estúdio i, programa de entrevistas e debates apresentado por Maria Beltrão. O titular do SP1, da Globo, é uma das armas que o canal de notícias usará para frear a estreia dos telejornais da CNN Brasil, a partir desta segunda-feira (16).

Em um teaser divulgado pela GloboNews, a apresentadora Maria Beltrão anuncia a chegada de novos comentaristas. Além de Tralli, foram escaladas Natuza Nery, Júlia Duailibi e Mônica Waldvogel.

A partir de segunda-feira, o Estúdio i enfrentará o Visão CNN, telejornal ancorado por Luciana Barreto (ex-Canal Futura) e Cassius Zeilmann (ex-SBT). Os dois programas irão ao ar no mesmo horário, das 13h às 16h.

Além dos reforços para o programa, o canal anunciou que fará uma cobertura especial de seis horas de duração sobre a proliferação do novo coronavírus neste domingo (15), a partir das 18h --duas horas antes da estreia oficial da CNN Brasil. Sob o comando de Heraldo Pereira e Leilane Neubarth, o programa terá a participação do elenco do Manhattan Connection e de comentaristas da GloboNews.

Confira abaixo o vídeo divulgado pela GloboNews anunciando as novidades no time de comentaristas do Estúdio i:

Contra a CNN Brasil

Desde o início de março a GloboNews vem promovendo mudanças em sua programação para frear a nova concorrente, que iniciará suas transmissões neste domingo (15), a partir das 20h.

Em 2 de março, ampliou a duração do Em Pauta e, consequentemente, a presença em vídeo do jornalista Marcelo Cosme, apelidado na web de "apresentador gato". O noticiário dobrou de tamanhou e passou a ter duas horas de duração.

Os programas de entrevistas de Andréia Sadi, Miriam Leitão, Roberto D'Avila e Gerson Camarotti, que antes ocupavam a faixa das 21h30, foram transferidos para as 23h, após o Jornal das Dez.

Outra novidade já implantada pelo canal são os boletins sobre economia apresentados por especialistas do Valor Econômico, diretamente da Redação do jornal. Os boletins são exibidos entre 6h e 20h, todos os dias.

Com as mudanças, a GloboNews passou a ter 17 horas e meia de programação ao vivo, exatamente o mesmo que promete a CNN Brasil. O incremento em relação à atual grade é de somente meia hora. Mas, quando a comparação se estende para meados de 2018, o salto é de mais de 30%. Em agosto daquele ano, a GloboNews estreou o Em Ponto, com José Roberto Burnier, das 6h às 9h.

Nos últimos dois anos, o canal de notícias da Globo também criou um jornal para as madrugadas (o Edição das 3h) e ampliou o Edição das 10h, o Estúdio I, o Edição da Meia-Noite e o próprio Em Pauta.

Sob o comando de Marcelo Cosme desde o final de janeiro do ano passado, quando o então titular, Sérgio Aguiar, se transferiu para a Record, o Em Pauta cresceu no Ibope.

Em alta no Grupo Globo, Cosme passou então a fazer parte do rodízio de apresentadores do Jornal Hoje em setembro último, despertando chiadeira nos bastidores. O jornalista faz sucesso nas redes sociais, principalmente entre o público gay, postando fotos que valorizam seus músculos.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que jornalista está fazendo o melhor trabalho durante a pandemia?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook