CORONAVÍRUS

Globo afasta jornalistas com mais de 60 e tira Chico Pinheiro e Tramontina do ar

MONTAGEM/REPRODUÇÃO//TV GLOBO

os jornalistas Carlos Tramontina, Zileide Silva e Chico Pinheiro em estúdios de telejornais da TV Globo

Carlos Tramontina, Zileide Silva e Chico Pinheiro: jornalistas serão afastados por causa do novo coronavírus

DANIEL CASTRO - Publicado em 21/03/2020, às 07h05 - Atualizado às 10h13

A pandemia do novo coronavírus obrigou a Globo a tomar mais uma medida drástica. A partir deste sábado (21), todos os profissionais do jornalismo com mais de 60 anos serão afastados do trabalho de campo ou das redações. A decisão afeta apresentadores importantes, como Chico Pinheiro (66 anos), do Bom Dia Brasil, Carlos Tramontina (63), do SP2, e Leilane Neubarth (61), da GloboNews.

A medida, confirmada pela Comunicação da Globo, vale também para quem não aparece no vídeo, como cinegrafistas, editores e produtores. Esses profissionais deverão se manter confinados em suas casas. Se puderem, trabalharão em home office ou farão reportagens ou entradas ao vivo por meio de conexões de internet.

Também estão no grupo dos afastados a repórter especial Zileide Silva (61), apresentadora do Jornal Hoje aos sábados, os comentaristas Miriam Leitão (66) e Carlos Sardenberg (72), e repórteres e correspondentes veteranos, entre eles Alberto Gaspar (62) e Jorge Pontual (72).

O Notícias das TV também apurou que profissionais com menos de 60 anos, mas com alguma comorbidade, poderão se afastar do vídeo. É o caso de José Roberto Burnier (59), apresentador do matinal Em Ponto, da GloboNews, que tratou um tumor na base da língua no ano passado. Ana Luiza Guimarães (53), que também teve câncer, já deixou de frequentar as instalações da Globo no Rio de Janeiro.

A decisão de Ali Kamel, diretor-geral de Jornalismo, não abrange profissionais do Esporte, mas estes já estão com suas atividades prejudicadas por causa da interrupção das competições. O hipertenso Galvão Bueno (69) já não apresentou o Bem, Amigos (SporTV) na última segunda (16). Foi substituído por Milton Leite (61).

O objetivo da Globo é proteger profissionais mais suscetíveis ao novo coronavírus. As estatísticas mostram que a mortalidade aumenta a partir dos 60 anos. Entre os que têm entre 60 a 69 anos, a taxa é de 3,6 mortes a cada 100 infectados. Fatores como câncer, diabetes e hipertensão aumentam os riscos --em todas as idades.

A medida obrigará a Globo a mexer ainda mais nas escalas de apresentadores. No começo da semana, a emissora já tinha alterado os plantões do Jornal Nacional. Primeiro, cancelou o rodízio de âncoras de afiliadas de todo o país. Depois, afastou temporariamente da bancada do principal telejornal profissionais de São Paulo (Maria Júlia Coutinho, César Tralli e Rodrigo Bocardi) e Brasília (Giuliana Morrone), que têm de se deslocar até o Rio de Janeiro para fazer o JN.

Dessa forma, a emissora evita que esses jornalistas se exponham ao risco em aviões e saguões de aeroportos, como ocorreu com Marcelo Magno, da Globo do Piauí, internado em estado grave, respirando por aparelhos. No dia 8, ele permaneceu mais de nove horas no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, após apresentar o JN na véspera.

Com as mudanças, Chico Pinheiro voltou a ser escalado para ancorar o Jornal Nacional, depois de mais de um ano afastado. Isso não vai mais acontecer. Com seu afastamento, Ana Paula Araújo deverá apresentar o Bom Dia Brasil sozinha. Em São Paulo, Carlos Tramontina costuma ser substituído no SP2 por César Tralli e por Michelle Barros.

Leilane Neubarth apresentaria neste domingo, a partir das 18h, uma maratona de seis horas de cobertura dedicada ao novo coronavírus. A Globo ainda não divulgou quem ocupará seu lugar.

Na dramarturgia, todos os atores e diretores com mais de 60 anos já estão afastados do trabalho. Na segunda-feira, a Globo tomou a mais drástica das decisões até agora ao cancelar as gravações de todas as novelas, séries e minisséries. Programas de auditório, como o Domingão do Faustão e Altas Horas, passarão a exibir reprises.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias