Produção recorde

Streaming supera TV aberta e TV por assinatura na produção de séries

Divulgação/Amazon

Julia Roberts em Homecoming; série da Amazon com vencedora do Oscar ajudou volume de séries crescer - Divulgação/Amazon

Julia Roberts em Homecoming; série da Amazon com vencedora do Oscar ajudou volume de séries crescer

REDAÇÃO - Publicado em 13/12/2018, às 17h59

Pela primeira vez, séries de plataformas de streaming superaram as produções feitas por TVs abertas, canais pagos e premium nos Estados Unidos. Neste ano, foram disponibilizadas 160 atrações em serviços como Netflix e Amazon, um aumento de 36% em comparação a 2017. No total, 495 séries americanas foram ao ar nos últimos 12 meses.

As plataformas de streaming bateram os chamados canais básicos (que veiculam propaganda). Eles são formados por vitrines como AMC (The Walking Dead, Better Call Saul) e USA Network (A Rainha do Sul, Suits).

Em 2017, os canais básicos da TV paga lideravam o ranking, tinham 175 séries. Neste ano, perderam 31 atrações e caíram para a terceira colocação.

A TV aberta (as redes ABC, CBS, Fox, NBC e The CW) contribuiu com 146 séries, o suficiente para colocá-la na vice-liderança. Os canais premium, que não exibem comerciais (caso de HBO e Starz), fecham a conta, com 45 séries.

O aumento de atrações nas plataformas de streaming se deve tanto pela encomenda insana de séries da Netflix, quanto pela chegada de novas opções, como Facebook e YouTube, ao mercado de produções de dramaturgia.

Enquanto isso na TV aberta, a rede Fox mudou de estratégia e estreou menos séries do que o habitual (preferiu apostar em game shows e realities). E a TV paga perdeu canais que faziam produções roteirizadas, como A&E e MTV.

A maior fatia do bolo de produção de séries vai para os serviços de streaming, com 32% de participação no volume de séries. A TV aberta vem em seguida com 30%, um pouquinho à frente dos canais básicos (29%). Os canais premium surgem com 9%.

O número total de séries exibidas nos Estados Unidos neste ano (495) é um recorde, de acordo com o canal FX, que divulga esse levantamento anualmente. Em 2017, o estudo apontou que 487 séries diferentes foram ao ar.

John Landgraf, diretor-executivo do FX, profetiza que em 2019 a TV americana irá produzir 530 séries. "Há ainda muita gasolina no tanque", falou ele, em entrevista para a revista The Hollywood Reporter. O número deve crescer por causa da chegada de novos serviços de streaming, como o da Apple, o da Disney e o da Warner. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook