Katherine Heigl

Atriz engole o orgulho e acha seu lugar como substituta de duquesa em Suits

Divulgação/USA Network

A atriz Katherine Heigl interpreta a advogada Samantha Wheeler na oitava temporada de Suits - Divulgação/USA Network

A atriz Katherine Heigl interpreta a advogada Samantha Wheeler na oitava temporada de Suits

JOÃO DA PAZ - Publicado em 21/08/2018, às 05h47

Conhecida em Hollywood pelos shows de estrelismo e por ser uma pessoa difícil de lidar, a atriz Katherine Heigl baixou a bola e, num momento de humildade, pediu emprego numa série de TV. Ex-Grey's Anatomy, ela entrou na oitava temporada de Suits para substituir a hoje duquesa de Sussex, Meghan Markle, que largou a TV para se casar com o príncipe britânico Harry, em maio. Acabou achando seu lugar na série de advogados.

Após acumular fracassos no cinema e em duas séries nas quais foi protagonista (State of Affairs e Doubt), Katherine só entrou em Suits porque "se vendeu". Em entrevista para o canal E!, durante evento no qual o canal USA Network anunciou a programação da temporada 2018-2019, a atriz confessou que ligou para Aaron Korsh, criador da série, e perguntou sobre uma vaga.

"Estava conversando com Korsh e ele citou que estava trabalhando na oitava temporada de Suits [atualmente no ar nos Estados Unidos]. Eu disse: 'Sério? Você precisa de alguém? Porque eu estou disponível'", falou Katherine. "Eu me vendi mesmo [para ele]".

Ela ficou com o papel da intrépida advogada Samantha Wheeler e, com cinco episódios na conta, tem sido convincente. A atriz se dá bem porque encontrou o que precisava: um trabalho secundário em uma série já consagrada, sem precisar liderar a trama.

Estrela cadente
E pensar que, uma década atrás, Katherine era um dos nomes mais proeminentes de Hollywood. Em 2007, ela levou o Emmy de melhor atriz coadjuvante por Grey's Anatomy. É até hoje a única atriz da série, que está há 15 anos no ar, a ganhar um Oscar da TV. Foi o começo do estrelismo.

Após emplacar comédias românticas de moderado sucesso no cinema, como Ligeiramente Grávidos (2007), Vestida para Casar (2008) e A Verdade Nua e Crua (2009), tomou uma atitude que manchou sua carreira.

divulgação/abc

Fãs de longa data de Grey's Anatomy ainda lembram com carinho de Izzie Stevens (Katherine)

Katherine brigou com Shonda Rhimes, criadora de Grey's Anatomy, depois que se recusou a se inscrever para o Emmy de 2009. A atriz alegou não ter recebido um material digno de concorrer ao prêmio. O comentário a colocou em uma saia justa, tanto com os roteiristas quanto com os colegas atores. Katherine deixou a série na sexta temporada (2010), um ano e meio antes do seu contrato terminar.

Ao entrar de vez no mundo do cinema, a loira viu seu prestígio ruir filme após filme. Até chegar ao ponto do total fracasso de Como Agarrar Meu Ex-Namorado (2012), que arrecadou em todo o mundo US$ 37 milhões em bilheteria, US$ 3 milhões a menos do que custou.

Em 2013, a revista The Hollywood Reporter fez um dossiê para mostrar a derrocada da atriz. Com fontes de toda a indústria do entretenimento, o veredicto foi cruel: Katherine Heigl é extremamente complicada de se trabalhar.

Um produtor desabafou. "Ela vai te importunar todos os dias de filmagem. São pitacos sobre o figurino, atrasos, desobediência... Incluindo questionar falas do roteiro". Outro fez questão de revelar que ela pediu uma suíte presidencial em um hotel cinco estrelas durante turnê para promover um filme.

TV no resgate
Nessa reportagem, as fontes ouvidas concordaram que a TV poderia recuperar a boa fama de Katherine. Entrou em cena a rede NBC, que encomendou o drama State of Affairs (2014-2015), desenvolvido por Alexi Hawley (Castle, The Following). Katherine foi protagonista e produtora-executiva.

Havia muita expectativa sobre esse projeto, ao ponto de ser o sexto comercial mais caro da temporada (US$ 224 mil por 30 segundos), à frente de atrações veteranas como Os Simpsons e Scandal (2012-2018). Na pele da analista da CIA Charleston Tucker, Katherine naufragou com a trama capenga, que não passou de 13 episódios.

As atrizes Katherine Heigl e Laverne Cox formaram uma dupla de peso na fracassada Doubt

O flop foi maior no projeto seguinte. Ao lado de Laverne Cox, a Sophia Burset de Orange Is the New Black, ela protagonizou Doubt, série que saiu do ar na rede CBS após a exibição de apenas dois episódios, em 2017. Para não perder outros 11 capítulos que já tinham sidos produzidos, a emissora pegou a programação de férias e os desovou nas noites de sábado.

Especialistas da mídia americana apontavam que Katherine Heigl só iria limpar definitivamente sua imagem aos poucos, não como protagonista de séries na TV aberta. Por isso que Suits, exibida no canal pago USA Network, é ideal para sua retomada, ainda mais como coadjuvante. Até o momento, tem funcionado bem.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você vai acompanhar Salve-se Quem Puder?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook