Inéditas no Brasil

De comédia mestiça a lendas do rap: as 7 melhores séries do ano que você não viu

Divulgação/ABC

Elenco de Mixedish se reúne em imagem da comédia; família com pai branco e mãe negra

O elenco da comédia novata Mixedish, filhote da série Blackish; família mestiça no centro da trama

JOÃO DA PAZ - Publicado em 07/11/2019, às 05h29

Uma comédia sobre como é crescer em um lar mestiço e um drama sobre o surgimento de lendas do rap estão entre as sete melhores séries do ano ainda inéditas no Brasil. Elas estão dando sopa por aí, quem sabe em um futuro próximo cheguem a canais da TV paga brasileira ou a uma das várias plataformas de streaming, ávidas por novidades.

A boa notícia para os fãs de séries é que quem distribui conteúdo de entretenimento no Brasil tem investido em atrações elogiadas lá fora, como ocorreu recentemente com o streaming Starzplay, que trouxe, entre outras, The Little Drummer Girl, minissérie aplaudida no ano passado. Outras atrações como Yellowstone (Paramount+), Condor (Fox Play) e Dirty John (Netflix) também encontraram um lar.

Confira quais são as sete melhores séries inéditas de 2019 que o público brasileiro merece ter a oportunidade de assistir:

divulgação/ABC

Dax Shepherd e Lake Bell na comédia Bless This Mess: trapalhadas de urbanos na zona rural


Bless This Mess

Cocriada por Elizabeth Meriwether, a mesma de New Girl (2011-2018), Bless This Mess (ABC) é uma comédia divertidíssima sobre um casal urbano que larga tudo na cidade grande (Nova York) para morar em uma fazenda no interior dos Estados Unidos. A trama é deliciosa por mostrar como viver na zona rural não é fácil, principalmente para quem tem zero experiência em plantar a própria comida, cuidar de galinhas e consertar a casa toda arrebentada.

Os atores Dax Shephard (de Parenthood) e Lake Bell (Boston Legal) vivem os protagonistas da série, lançada em abril e que já está na segunda temporada.

Reprodução/Epix

Vencedor do Oscar, Forest Whitaker vive o gângster Bumpy Johnson em Godfather of Harlem


Godfather of Harlem

A trama de Godfather of Harlem (Epix) leva o telespectador à Nova York dos anos 1960, mais precisamente para o bairro do Harlem. O elenco de atores de peso, como Forest Whitaker (vencedor do Oscar por O Último Rei da Escócia) e Vincent D'Onofrio (Demolidor), encena uma história real de um duelo entre gângsteres que marcou a história policial da cidade americana.

De um lado está Bumpy Johnson (Whitaker), que fica surpreso ao deixar da cadeia e descobrir que o mafioso italiano Vincent Gigante (D'Onofrio) é o novo dono das ruas. O bandidão traça planos para retomar o que acha ser seu de direito. A série ainda conta com Malcolm X (Nigél Thatch), líder muçulmano que era amigo de Bumpy.

divulgação/Hulu

Os atores Charlie Plummer e Kristine Froseth em imagem da minissérie Looking for Alaska


Looking for Alaska

Muito bem feita e com personagens intrigantes, Looking for Alaska (Hulu) é uma das grandes minisséries do ano. A atração traz para a TV as aventuras de um grupo de amigos relatadas no livro Quem é Você, Alasca? (2005), best-seller escrito por John Green, o mesmo de A Culpa É das Estrelas (que deu vida ao filme de sucesso).

O estudante Miles Halter (Charlie Plummer) levava uma vida bem insossa até ser transferido de escola e conhecer Alaska (Kristine Froseth), uma garota cheia de vida que hipnotiza qualquer pessoa que cruza seu caminho. O público fica como Miles e seus novos amigos: bem curioso para saber quem realmente é essa pessoa que causa amor e destruição por onde passa.

divulgação/ABC

Os atores Mark Paul-Gosselaar e Tika Stumper são pai e mãe de três filhos na série Mixedish


Mixedish

"Irmã" de Grownish, a comédia Mixedish é o segundo filhote de Blackish. A série estreante vai para meados dos anos 1980 para contar como foi a infância da médica Rainbow Johnson, que na versão adulta é vivida por Tracee Ellis Ross, protagonista da atração mãe. Rainbow cresceu em um lar com o pai branco e mãe negra.

Assim, Mixedish debate como é o convívio dentro de uma família que tem origens diferentes. Como explicar para os filhos as culturas negra e caucasiana? Como educá-los a se comportar na escola? São apenas duas das inúmeras perguntas que a comédia destrincha, dando lições importantes sem perder o bom humor.

divulgação/fox

Prodigal Son tem como protagonistas Michael Sheen (ao fundo) e Tom Payne: trama policial


Prodigal Son

Essa é para os fãs de Blacklist ou curte tramas policiais com relacionamento tóxico entre pai e filho. Uma das grandes apostas da fall season deste ano, Prodigal Son acompanha de perto a interação sombria entre um policial especializado em psicologia criminal, o desequilibrado Malcolm Bright (Tom Payne), e o seu pai, o serial killer Martin Whitly (Michael Sheen).

Mesmo preso, o assassino notório se encontra com o filho e dá pistas sobre como pegar outros assassinos. Afinal de contas, ele sabe melhor do que ninguém o que fazer quando se quer matar alguém. Além de Payne (The Walking Dead) e Sheen (Masters of Sex), Prodigal Son tem Bellamy Young (Scandal) no elenco principal; ela vive a mãe de Malcolm e mulher de Martin.

divulgação/ABC

Ex-How I Met Your Mother, Cobie Smulders faz uma detetive particular no drama Stumptown


Stumptown

A cota de protagonistas problemáticas que encantam o público (vide Jessica Jones) é preenchida por Stumptown. No centro da história está Dex Parios, interpretada por Cobie Smulders (How I Met Your Mother), mulher que curte uma bebida e sexo enquanto decide o que fazer da vida.

Ex-militar, ela acaba retomando sua vida como detetive particular, embora receba algumas missões pouco atrativas, como encontrar uma mulher que deu cano em um cara. Dex Parios é uma personagem retirada da HQ Stumptown.

divulgação/hulu

TJ Atoms não tem só rosto parecido com Ol'Dirty Bastard; jeito e voz são iguais aos do rapper


Wu-Tang: An American Saga

Com uma escalação de elenco incrível, que encontrou atores assustadoramente parecidos com os personagens reais que interpretam, a série Wu-Tang: An American Saga surgiu para contar como nasceu o grupo de rap Wu-Tang Clan, uma das maiores lendas do gênero e da música americana em geral.

O drama começa antes mesmo do grupo existir, mostrando como os jovens viviam antes de formarem o clã, todos de origens e caminhos distintos. Quem já ouviu Wu-Tang Clan vai se deliciar ao testemunhar como os rappers RZA, Ol'Dirty Bastard e Ghostface Killah tiraram da cabeça rimas lendárias que viraram músicas clássicas.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook