Estreia do Paramount+

De Kevin Costner caubói a loira desbocada: Cinco motivos para assistir Yellowstone

Imagens: Divulgação/Paramount Network

O ator Kevin Costner de chapéu e roupa de caubói em imagem do drama rural Yellowstone

O ator Kevin Costner em cena de Yellowstone, série que entra na plataforma Paramount+ nesta terça (1º)

JOÃO DA PAZ - Publicado em 01/10/2019, às 04h57

Segunda série de maior audiência da TV paga americana, atrás apenas de Walking Dead, Yellowstone estreia no Brasil nesta terça-feira (1º), na plataforma Paramount+. O drama ambientado na zona rural tem Kevin Costner na pele de um caubói, patriarca de uma família instável, recheada de irmãos briguentos e com uma loira empoderada e boca suja.

A primeira temporada entra completa no Paramount+ um ano depois da estreia nos Estados Unidos (a série já está renovada para a terceira temporada). Na TV por assinatura, o Paramount+ está no Now, disponível para clientes da Claro. Há também a possibilidade de acessá-lo nos sistemas operacionais Android e iOS, em aparelhos celulares. Por esse caminho, o cliente pode entrar na plataforma sem vinculação com qualquer operadora de TV paga. Basta pagar R$ 19,90 por mês.

Confira abaixo cinco motivos para assistir à primeira temporada de Yellowstone:

O vaqueiro John Dutton (Kevin Costner) pede perdão pelos pecados que ainda não cometeu


Sabedoria de John Dutton

Em Yellowstone, Kevin Costner interpreta o caubói John Dutton. A família dele é dona de um rancho desde 1886, e atualmente o local se tornou o maior dos EUA. Ele tem quatro filhos e muitos inimigos de olho em um pedaço do enorme terreno. Ao enfrentar adversários ou aconselhar a prole, John Dutton dispara conselhos e frases de efeito que podem fazer pensar ou causar risos.

O vaqueiro é dono de dizeres como "isso não é um jogo de damas, é xadrez", ao falar com um dos filhos sobre a dureza de administrar uma fazenda. Para um inimigo, John é curto e grosso: "Aqui é a América, não compartilhamos terra". A outro filho, solta uma pérola: "Advogados são a espada deste século. E palavras são armas".

John não passa um episódio sem gastar sua sabedoria bem peculiar. Sempre em um tom de voz baixo, sem rodeios. Como quando fala ao seu padre: "Eu não me arrependo dos pecados que cometi. O que me preocupa é o meu próximo pecado".

Nas brigas entre Jamie (Wes Bentley) e Beth (Kelly Reilly), a loira humilha o irmão advogado


Briga de irmãos

Quem tem irmão, um que seja, sabe bem como é conturbada uma vida em família. Principalmente se for uma relação de amor e ódio, daquelas de irmãos que não se dão bem no dia a dia, mas que ajudam um o outro em momentos de urgência. Assim é Yellowstone, com quatro irmãos encrequeiros que tentam ajudar o pai, John Dutton, a manter o rancho na família. E um deles será o herdeiro de tudo.

Lee (Dave Annable) é o mais velho e, consequentemente, bem próximo do pai, com o rótulo de ser o mais leal do quarteto. Porém, não tem qualquer ginga para administrar o rancho, chamado de Yellowstone. Jamie (Wes Bentley) é um advogado que sonha em crescer na carreira, mas longe de casa. Ele é do tipo que tenta sempre agradar ao pai, que por sua vez tem zero confiança nele.

Única mulher herdeira do clã, Beth (Kelly Reilly) é a queridinha do papai. Expert em finanças, ela está pouco se lixando para o rancho. Por fim, o caçula Kayce (Luke Grimes) larga o império do pai para ter uma vida simples, ao lado de uma índia.

A loira desbocada Beth (Kelly) veste a camisa do "tô nem aí" e vive sem medir consequências


A valente da família

Sem dúvida, Beth é a personagem mais intrigante de Yellowstone. Ela liga o botão do f***-se e vai vivendo sua vida sem depender de ninguém. Tem uma rixa bem específica com o irmão Jamie e, vez sim e outra também, o deixa envergonhado e com o rabo entre as pernas.

Beth dispensa homens em bares apenas dizendo o seu nome, o que afugenta os rapazes interessados. Ela ainda toma banho nua em uma banheira no meio do rancho, sem receio de que todos a vejam. Fala palavrão, bebe todas e faz sexo com quem bem entender. Todo esse fogo de Beth a faz destemida e útil para os planos do "papai", como ela carinhosamente chama John.

Beth (Kelly) conversa com Cole Hauser (Rip Wheeler); lindas passagens bem no meio do mato


Belas paisagens

A história de Yellowstone se passa no Estado de Montana, noroeste dos EUA, quarto maior Estado em extensão territorial do país. A série foi gravada lá mesmo, e também em Utah. As cenas da trama não são artificiais, tudo ali é real. O que proporciona um visual de tirar o fôlego, com imagens de cavalos, gados, montanhas e árvores, como as que estampam calendários entregues por mercadinhos e açougues, tradicionalmente a cada fim de ano.

Ver na tela a zona rural agrada ao telespectador acostumado com esse mundo de chapéus estilizados, calças jeans apertadas, cintos com fivelas, terra e muito verde. Um contraste com o que se vê mais na TV, nas séries gravadas em centros urbanos.

Kayce (Luke Grimes) aponta uma arma em Yellowstone; violência na série vai de tiros a socos


Ação, bastante ação

Quem assiste Succession ou Empire pode ver algumas semelhanças com Yellowstone (que, de fato, existem). Principalmente na trama, de filhos brigando pelo posto de herdeiro do clã. Mas o que diferencia a série rural é a ação. Muita ação.

Yellowstone não se intimida ao mostrar fuga com cavalos, tiroteios no meio do mato e perseguição com helicópteros. E não faltam brigas de socos entre esses homens que não levam desaforo para casa.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook