Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Herói cego

Por que a Netflix cancelou Demolidor em sua melhor temporada?

Imagens: Divulgação/Netflix

Charlie Cox em cena de Demolidor, a terceira série da Marvel cancelada pela Netflix em 40 dias - Imagens: Divulgação/Netflix

Charlie Cox em cena de Demolidor, a terceira série da Marvel cancelada pela Netflix em 40 dias

JOÃO DA PAZ

Publicado em 1/12/2018 - 5h29

Fãs de Demolidor passaram a sexta-feira (30) boquiabertos com a notícia do cancelamento da série do herói cego nova-iorquino. Afinal, a discussão desde a estreia da terceira temporada, há pouco mais de um mês, girava em torno do fato de ser essa a melhor leva de episódios do drama. Então, por que a gigante do streaming acabou com Demolidor?

Há dois fatores preponderantes: a audiência baixa e a concorrência da Disney, dona da Marvel, por sua vez proprietária dos direitos sobre Demolidor, Punho de Ferro (2017-2018) e Luke Cage (2016-2018), três séries da editora de quadrinhos que foram canceladas pela Netflix em pouco mais de 40 dias.

A Disney se prepara para o lançamento de uma plataforma de streaming. De parceira, virou uma ameaça para a Netflix. E concorrentes não costumam fazer negócios entre eles. Nesse cenário, não parece razoável a Netflix gerar receitas para a Disney.

Como todo canal ou rede de televisão, o número de telespectadores influencia diretamente na decisão da Netflix de renovar ou não uma atração. Criticadas pela mídia, séries como Fuller House e The Ranch, continuam ativas na plataforma apenas por terem boa aceitação do público.

Embora a empresa não divulgue audiências, institutos especializados em coletar dados na internet encontraram maneiras de calcular o alcance e a repercussão das produções do streaming. E Demolidor não apresenta um bom desempenho.

No começo deste mês, a empresa norte-americana Jumpshot divulgou um relatório completo sobre a série. O resultado foi taxativo: a audiência caiu 57% em comparação com a segunda temporada, lançada no longínquo 18 de março de 2016.

Nas redes sociais, o ibope de Demolidor também despencou. Segundo a Crimson Hexagon, as menções ao drama do herói com super-audição caíram pela metade no mesmo período.

O desgaste da atração, assim como Punho de Ferro e Luke Cage, se dá também pelo longo hiato entre o final de uma temporada e início da outra. O próprio gigantismo da Netflix afeta suas criações, fazendo com que produções veteranas fiquem esquecidas entre tantas novidades.

Os atores Finn Jones e Mike Colter na pele de Punho de Ferro e Luke Cage: séries canceladas

O futuro de Demolidor
Em comunicado, a Disney deixou claro que todas as três temporadas de Demolidor vão continuar na Netflix "por muitos anos". A empresa confirmou que o personagem "continuará vivo em outras atrações da Marvel". Não está descartada, porém, a continuação da série na plataforma de streaming Disney+.

Do mesmo modo, não se pode rejeitar a possibilidade de a Marvel/Disney dar um reboot em todas as séries de heróis, com novos atores interpretando Punho de Ferro, Luke Cage, Jessica Jones, e assim por diante. É uma prática comum no cinema, por exemplo. Desde 2002, já foram feitos dez filmes que contavam com o Homem-Aranha (Marvel), com nada menos do que três atores diferentes no papel.

Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.