Herói cego

Por que a Netflix cancelou Demolidor em sua melhor temporada?

Imagens: Divulgação/Netflix

Charlie Cox em cena de Demolidor, a terceira série da Marvel cancelada pela Netflix em 40 dias - Imagens: Divulgação/Netflix

Charlie Cox em cena de Demolidor, a terceira série da Marvel cancelada pela Netflix em 40 dias

JOÃO DA PAZ - Publicado em 01/12/2018, às 05h29

Fãs de Demolidor passaram a sexta-feira (30) boquiabertos com a notícia do cancelamento da série do herói cego nova-iorquino. Afinal, a discussão desde a estreia da terceira temporada, há pouco mais de um mês, girava em torno do fato de ser essa a melhor leva de episódios do drama. Então, por que a gigante do streaming acabou com Demolidor?

Há dois fatores preponderantes: a audiência baixa e a concorrência da Disney, dona da Marvel, por sua vez proprietária dos direitos sobre Demolidor, Punho de Ferro (2017-2018) e Luke Cage (2016-2018), três séries da editora de quadrinhos que foram canceladas pela Netflix em pouco mais de 40 dias.

A Disney se prepara para o lançamento de uma plataforma de streaming. De parceira, virou uma ameaça para a Netflix. E concorrentes não costumam fazer negócios entre eles. Nesse cenário, não parece razoável a Netflix gerar receitas para a Disney.

Como todo canal ou rede de televisão, o número de telespectadores influencia diretamente na decisão da Netflix de renovar ou não uma atração. Criticadas pela mídia, séries como Fuller House e The Ranch, continuam ativas na plataforma apenas por terem boa aceitação do público.

Embora a empresa não divulgue audiências, institutos especializados em coletar dados na internet encontraram maneiras de calcular o alcance e a repercussão das produções do streaming. E Demolidor não apresenta um bom desempenho.

No começo deste mês, a empresa norte-americana Jumpshot divulgou um relatório completo sobre a série. O resultado foi taxativo: a audiência caiu 57% em comparação com a segunda temporada, lançada no longínquo 18 de março de 2016.

Nas redes sociais, o ibope de Demolidor também despencou. Segundo a Crimson Hexagon, as menções ao drama do herói com super-audição caíram pela metade no mesmo período.

O desgaste da atração, assim como Punho de Ferro e Luke Cage, se dá também pelo longo hiato entre o final de uma temporada e início da outra. O próprio gigantismo da Netflix afeta suas criações, fazendo com que produções veteranas fiquem esquecidas entre tantas novidades.

Os atores Finn Jones e Mike Colter na pele de Punho de Ferro e Luke Cage: séries canceladas

O futuro de Demolidor
Em comunicado, a Disney deixou claro que todas as três temporadas de Demolidor vão continuar na Netflix "por muitos anos". A empresa confirmou que o personagem "continuará vivo em outras atrações da Marvel". Não está descartada, porém, a continuação da série na plataforma de streaming Disney+.

Do mesmo modo, não se pode rejeitar a possibilidade de a Marvel/Disney dar um reboot em todas as séries de heróis, com novos atores interpretando Punho de Ferro, Luke Cage, Jessica Jones, e assim por diante. É uma prática comum no cinema, por exemplo. Desde 2002, já foram feitos dez filmes que contavam com o Homem-Aranha (Marvel), com nada menos do que três atores diferentes no papel.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O Vídeo Show tem salvação?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook