OPINIÃO

Nem encurtada Fina Estampa fica boa: Cinco provas de que a novela é uma bomba

ALEX CARVALHO/ TV GLOBO

Os atores Lilia Cabral e Caio Castro caracterizados como seus personagens na novela das oito Fina Estampa

Griselda (Lilia Cabral) e Antenor (Caio Castro) são mãe e filho em Fina Estampa

RAPHAEL SCIRE - Publicado em 20/04/2020, às 06h15

Para dar mais dinamismo à reprise de Fina Estampa, a Globo passou a tesoura nos capítulos e tirou a gordura desnecessária de cenas em núcleos pouco importantes. Mas nem assim a atual titular das nove consegue melhorar. A única coisa a se comemorar é seu desempenho, que já supera o ibope da antecessora, Amor de Mãe.

O sucesso é compreensível: a novela entra no ar logo depois de um Jornal Nacional quente com notícias sobre a pandemia de coronavírus e é seguida por uma edição bastante dinâmica do Big Brother Brasil. Fora isso, há o fator inércia: mais gente em casa e mais televisores ligados inevitavelmente aumentam qualquer audiência.

Mas, se no quesito números a trama de Aguinaldo Silva não faz feio, o mesmo não pode ser dito da qualidade de sua história. Confira cinco provas de que Fina Estampa é uma grande bomba:

joão miguel júnior/tv globo

Adriana Birolli e Caio Castro são o casal jovem principal de Fina Estampa; atuações ruins


Atuações

Fina Estampa é um festival de atuações constrangedoras. De uma época em que a Globo não se preocupava tanto em fazer um trabalho de preparação de elenco, a novela apresenta um desfile nada invejável de canastrões: Adriana Birolli (Patrícia), Paulo Rocha (Guaracy), Caio Castro (Antenor) e Malvino Salvador (Quinzé) são alguns dos que têm um desempenho sofrível, para desespero do público.

aLEX CARVALHO/TV GLOBO

De maneira grosseira e gratuita, Crô (Marcelo Serrado) foi maltratado por muitos personagens


Velha nos costumes

Ambientada em 2011, a novela apresenta situações bastante desprezíveis hoje em dia, como o machismo de Quinzé e toda a sorte de comentários homofóbicos destinados a Crô (Marcelo Serrado). Esse é o ponto mais crítico da história. É certo que são problemas que existem ainda hoje, mas a abordagem da trama em relação a eles passa longe do exemplar e beira a gratuidade --Crô, por exemplo, é agredido verbalmente quase que diariamente e reage passivamente.

joão miguel júnior/tv globo

Crô e Tereza Cristina (Christiane Torloni) exageram em seus trejeitos; falta nuances ao elenco


Caricaturas

Crô, sem dúvida, é o melhor exemplo de personagem caricato de Fina Estampa, mas ele não está só. Griselda (Lilia Cabral), masculinizada, e Tereza Cristina (Christiane Torloni), espalhafatosa, também não ficam atrás nos trejeitos e exageros. Na trama, os personagens não têm nuances, deixando muito evidente quem é quem. Com isso, o público se livra do esforço de um raciocínio mínimo e perde a chance de contemplar uma boa história.

ESTevam avellar/tv globo

Griselda e Tereza Cristina, a mocinha e a vilã de Fina Estampa, em cena de embate grandioso


Direção e caracterização

Envelhecida, a direção de Wolf Maya abusa de recursos dignos de novela dos anos 2000, como os efeitos de transição entre as cenas. A fotografia também não tem um mínimo de refinamento. A caracterização é um show à parte --Christiane Torloni com lentes de contato é algo completamente desnecessário. A impressão é a de que a produção de Fina Estampa padecia de verbas, ou então era só descuidada mesmo.

Estevam avellar e  renato rocha miranda/tv globo

Eva Wilma (à esq.) e Arlete Salles (à dir.) interpretam Íris e Vilma; mal aproveitadas na trama


Desperdício de talentos

Personagens essenciais para sustentar os mais de cem capítulos de uma novela, os coadjuvantes de Fina Estampa são dispensáveis --e, nesse ponto, a edição da reprise está se encarregando de eliminá-los aos poucos. Ainda assim, é de se lamentar o tanto de atores bons que fizeram figuração de luxo, com personagens muito aquém de seus talentos: Eva Wilma (Íris), Arlete Salles (Vilma), Renata Sorrah (Danielle) e Julia Lemmertz (Ester) são só alguns exemplos. 

Justiça seja feita, a única coisa boa em Fina Estampa é o fato de deixar Amor de Mãe, a titular afastada das nove, com um saldo mais positivo do que já tinha antes de ser interrompida. Em se tratando de dramaturgia, a trama de Aguinaldo Silva não chega aos pés da de Manuela Dias.


Este texto não reflete necessariamente a opinião do Notícias da TV.


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas no podcast Noveleiros

Listen to "#10: Final de Avenida Brasil e grande segredo de Novo Mundo revelado!" on Spreaker.

Últimas de Fina Estampa

Resumos semanais

Resumo da novela Fina Estampa: Capítulos de 14 a 29 de agosto

Sexta, 14/8 (Capítulo 125)
Pereirinha desconfia que Enzo esteja realmente gostando de Danielle. Álvaro, Íris e Alice chegam à casa de Tereza Cristina. Baltazar se desculpa com Crô. Letícia vê Juan Guilherme chegar com Chiara após os exames. Paulo ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual próxima reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook