Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MAU EXEMPLO

Blogueiras magras fazem lipo por dinheiro e alimentam padrão insano de beleza

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Montagem de fotos com as blogueiras Anna Livya Padilha (esquerda), Giovanna Chaves (centro) e Viih Tube (direita)

Anna Livya Padilha, Giovanna Chaves e Viih Tube: blogueiras trocam plástica por divulgação na web

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 24/10/2020 - 6h55

Blogueiras magras de até 20 anos estão se submetendo à lipoaspiração em troca de dinheiro, sem perceber o quanto alimentam um padrão insano de beleza, além de prejudicar a saúde mental de milhões de fãs. É mais um passo no movimento de famosas que têm lotado clínicas estéticas para fazer cirurgias plásticas em meio à pandemia da Covid-19

Na última semana, a influenciadora digital Giovanna Chaves chocou seus fãs ao revelar que fará a lipo HD, ou lipo LAD, que significa lipoaspiração de alta definição (high definition, em inglês), mesmo sem aparentar nenhuma necessidade do procedimento. Ele consiste em tirar a gordura localizada, como em uma lipo normal, mas também deixa o abdômen definido, com tanquinho.

Atualmente com 18 anos, a atriz que interpretou a Priscila da novela Cúmplices de Um Resgate (2015), do SBT, ostenta um corpo magro nas várias fotos em que aparece de biquíni em seu perfil no Instagram. 

Questionada por seus seguidores se estaria banalizando o procedimento cirúrgico, a jovem discordou. "Eu acho que eu sou nova, mas nunca é cedo demais para mudar algo que te incomoda ou algo que você não está feliz. Agora que eu sou maior de idade eu vou fazer o que me der na telha e o que me fizer sentir bem", disse Giovanna.

Confira a foto da artista (ainda) sem lipo:

View this post on Instagram

🌪🦋✨

A post shared by Giovanna (@giovannachaves) on


Permutas plásticas

As blogueiras Anna Livya Padilha e Viih Tube, ambas de 20 anos, já fizeram a lipo HD na mesma clínica estética onde Giovanna vai operar, na zona sul de São Paulo. O padrão de postagens indica que tudo foi feito por meio de permuta, que é a troca de cirurgia plástica por divulgação nas redes sociais, um modelo que domina o mercado publicitário na era dos influencers.

Um dos problemas apontados por produtoras de conteúdo que criticam a indústria que fatura bilhões por ano é justamente essa questão de "influenciar" milhões de meninas inseguras com os próprios corpos a fazerem intervenções desnecessárias e perigosas, tudo em busca de um padrão de beleza inalcançável. 

Criadora do movimento Corpo Livre, Alexandra Gurgel usa suas redes sociais para empoderar mulheres a se aceitarem do jeito que são. Recentemente, ela fez um apelo para que as fãs das blogueiras "plastificadas" refletissem se um procedimento tão invasivo seria realmente um desejo próprio, ou se seria apenas algo influenciado por famosas de corpo padrão. 

"A gente sempre quer ser aprovada esteticamente. O combo Instagram, celebridade e pandemia, em que está todo mundo com medo de engordar, comendo em casa, e se sentindo mal com o corpo, insatisfeito, fez a lipo LAD bombar, não à toa", disse a dona da página Alexandrismos.

"Mulheres celebridades que estão fazendo são aquelas que trabalham com a própria imagem, que dependem da imagem do corpo pra trabalhar e viver e mostram o corpo o tempo todo no feed", completou a comunicadora. 

Neste ano, a funkeira Ludmilla e sua mulher, Brunna Gonçalves, fizeram a lipo HD. Virginia Fonseca também fez, mas a noiva de Zé Felipe engravidou do cantor pouco tempo depois. MC Mirella, que atualmente está no reality A Fazenda 12, já fez sorteio de Instagram valendo uma lipo LAD e silicones para o peito, como se fossem maquiagem. 

"É uma irresponsabilidade quem divulga esse tipo de técnica em troca de parceria, faz sorteio de lipo, é muita irresponsabilidade. Você é totalmente livre para fazer o que você quiser, mas a questão é: tenha responsabilidade com a sua vida, com o seu corpo", alertou Alexandra. 


Irresponsabilidade x estética

A atleta Joana Brandão de Farias, mais conhecida como Jojoca, tem ganhado espaço nas redes sociais com suas reflexões sobre empoderamento, vida saudável e críticas sobre plástica. Ao falar sobre a história de permutas de famosas com clínicas de estética, a corredora e embaixadora de uma marca de produtos esportivos foi dura em seus apontamentos.

"[O meu problema é] As pessoas usarem os números de seguidores delas para fazerem permuta com clínica estética para divulgar um procedimento seríssimo. Pessoas morrem em procedimentos cirúrgicos como esse. Só que os dados não são tão altos porque você pode colocar no atestado de óbito que foi outra coisa. Parece que pouca gente morre", argumentou a corredora.

"Eu espero que alguma influenciadora que fale sobre isso comece a refletir, pensar: 'Cara, será que eu preciso fazer esse procedimento por permuta? Será que eu preciso divulgar isso para milhares de mulheres e meninas que vão achar que desse jeito elas vão ficar mais felizes, mais seguras?'", provocou.

"Vocês acham justo? Eu não acho, porque a pessoa nem paga, na hora de divulgar ela nem fala toda a verdade, porque tem um monte de B.O., e no final das contas ela ainda chega nessa ideia de que a gente precisa ter o corpo magro cheio de quadrado", criticou Jojoca. 


Outro lado

Procurada pelo Notícias da TV, a clínica que fechou parceria com Giovanna Chaves, Anna Livya e Viih Tube alegou que as influenciadoras digitais negociam individualmente a divulgação em troca dos procedimentos, mas que elas arcam com os custos de hospitais, incluindo alguns honorários médicos. 

Questionada sobre a responsabilidade de fazer cirurgias plásticas em mulheres tão jovens, a empresária e proprietária da clínica, Simone Viotto de Oliveira, explicou que todos os profissionais são obrigados a orientar tanto a jovem que procurar o consultório quanto seus familiares.

"A lipo é feita em quem têm gordura localizada e deseja tirar. A gente não incentiva ninguém, nós explicamos todos os riscos, fazemos bateria de exames, avisamos que só pode operar quem for saudável. Nós só atendemos maiores de 18 anos e acompanhados de familiares. E em caso de famosas, representantes, assessores também devem vir", afirma Simone. 

"Trabalhamos para não banalizar a cirurgia plástica, afinal, estamos mexendo com a vida de pessoas, sempre dizemos que a estética vem em segundo plano", se defende a empreendedora da capital paulista.

Autoestima prejudicada 

A psicóloga Fernanda Cristina explica à reportagem que a sociedade perpetua uma ditadura da beleza que só foi reforçada com o advento da tecnologia e o consumo das redes sociais. Quando blogueiras "vendem" plásticas a seus milhões de seguidores --boa parte composta por meninas adolescentes--, as consequências são imensuráveis. 

"A gente está o tempo todo buscando modelos, a ditadura prevalece quando eu não tenho uma consciência reflexiva de quem eu quero ser. Até mesmo essa questão dos filtros de aplicativos que refazem o próprio rosto, corpo, eles criam um falso modelo daquilo que a gente têm que atingir", ressalta.

"O que isso causa na mente? Uma sensação de não capacitação, de não estar preparado, uma insatisfação tão grande com a minha autoimagem, com quem eu sou, que pode gerar isolamentos, formas de depressão, de você querer até destruir o que você tem por não conseguir atingir esses modelos de perfeição", completa a mestra pela USP (Universidade de São Paulo).

"A longo prazo, essa insatisfação e essa busca inatingível fazem a pessoa minar aquilo de bom que ela tem. A pior consequência é a retração da autoimagem, a ponto de desenvolver depressão, ansiedade e síndromes que também podem culminar em distúrbios ainda mais sérios, como anorexia, automutilação e bulimia", conclui a terapeuta.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?