Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

APREENSÃO

William Bonner retorna à bancada do Jornal Nacional: 'Um pouco aflito'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O jornalista William Bonner durante apresentação do Jornal Nacional, da Globo

William Bonner retorna à bancada do Jornal Nacional após se ausentar por problema na voz

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 16/5/2022 - 21h09

Após se afastar por alguns dias devido a um problema na voz, William Bonner retornou nesta segunda-feira (16) à bancada do Jornal Nacional ao lado de Renata Vasconcellos. O âncora havia deixado a apresentação e continuava apenas trabalhando como editor-chefe do telejornal da Globo. Em uma rede social, o jornalista afirmou estar preocupado com sua volta: "Estou um pouco aflito. Se a voz falhar durante o jornal, todo mundo já sabe que eu estou perdoado. Mas acho que não vai falhar".

"Eu poupei [a voz] ao longo do dia e vai dar tudo certo. É bom estar de volta. É bom ter volta a Renata comigo", disse Bonner, em vídeo publicado em seu perfil oficial ao lado da colega de bancada.

"Eu queria fazer a minha primeira live para comemorar a volta de William Bonner à bancada ao meu lado. Ele me furou", disse a jornalista. "Estou feliz porque ele voltou para o lugar dele, William Bonner ao meu lado na bancada do Jornal Nacional", acrescentou. 

"Estou feliz também", prosseguiu o ex-marido de Fátima Bernardes. No início do vídeo, Bonner lembrou que fazia mais de um mês que não apresentava o JN com Renata. 

"Finalmente, mais de um mês sem fazer jornal com Renata. Saí de férias, quando eu voltei, ela estava de férias. E, quando ela voltou, eu estava com a voz pior do que eu estava agora. Não aceito críticas a minha voz. Minha voz está ótima. Tanto que hoje vou trabalhar na apresentação", disse o jornalista de 58 anos. "Semana passada eu estava aqui, mas eu não apresentei --ela estava com Heltér [Duarte, que substituiu Bonner desde o dia 6 de maio]-- porque a voz estava bem pior. Agora não. Acabou o problema." 

No dia 11 de maio, Bonner falou brevemente sobre sua ausência na apresentação do Jornal Nacional. "Tenho trabalhado só na edição do JN, nesta semana. A voz anda ruim. Ontem, foi mais doloroso estar assim, sem condições de apresentar", escreveu o jornalista em sua rede social. 

Na época, o jornalista lamentou por não ter comandado o telejornal no dia do falecimento de Alberico de Souza Cruz (1938-2022), que foi diretor da Globo: "Queria ter podido dar à família e aos tantos amigos do Alberico o ar sincero de meu respeito, minha consideração e minha gratidão. Foi um chefe importante. Foi quem me fez co-chefiar um telejornal pela primeira vez, há exatos 29 anos e 40 dias".

"Na última vez em que o vi, no aniversário de uma das filhas, motivadoras de orgulho justo e público, vi Alberico subir degraus que me haviam alterado a respiração, a frequência cardíaca, a autoestima. Com mais de dois anos de batalha contra a doença, ele subiu os mesmos degraus com uma bengala na mão direita, os olhos brilhando. E chegou com aquele sorriso dos vitoriosos. Não estava nem aí pros degraus. Tinha vitórias mais importantes e perenes de que se orgulhar", homenageou Bonner em sua rede social.

A última vez em que o âncora precisou se ausentar da bancada do Jornal Nacional foi em janeiro deste ano, após Renata Vasconcellos ser afastada às pressas por contrair Covid-19. Um dia depois, Bonner teve resultado negativo e foi liberado para voltar ao comando do telejornal.

Confira a publicação de William Bonner na íntegra:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.