Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

THE CW

Rede nanica rejeita série live-action com As Meninas Superpoderosas

Divulgação/The CW

Dove Cameron, Chloe Bennett e Yana Perrault, as estrelas de Powerpuff; projeto vai ser reformulado - Divulgação/The CW

Dove Cameron, Chloe Bennett e Yana Perrault, as estrelas de Powerpuff; projeto vai ser reformulado

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 24/5/2021 - 16h53

A rede The CW, a menor das cinco TVs abertas norte-americanas, rejeitou a série live-action de As Meninas Superpoderosas, desenho de sucesso do Cartoon Network. Apesar da boa repercussão que o projeto recebeu de fãs e da imprensa, os executivos não ficaram satisfeitos com o resultado final do episódio piloto.

No entanto, por se tratar de uma propriedade intelectual de alto valor e muito reconhecida, a emissora ainda não desistiu totalmente da ideia de desenvolver uma série. Um novo roteiro vai ser reescrito por Heather Regnier, que vai aproveitar parte do trabalho feito pela roteirista Diablo Cody, vencedora do Oscar de 2008 por Juno.

Inicialmente, o elenco já contratado --Dove Cameron (Lindinha), Chloe Bennet (Florzinha) e Yana Perrault (Docinho)-- será mantido, mas existe a possibilidade de trocar durante o processo. Donald Faison, contratado para viver o professor Utônio, também deve estar de volta.

Como o processo de reescrita e regravação não é rápido, a CW já não conta com o projeto para estrear no segundo semestre de 2021. O mais provável é que a série live-action, se aprovada, só entre na grade em setembro ou outubro do ano que vem.

Com o título de Powerpuff, a série abordaria como as antigas Meninas Superpoderosas estão depois de crescidas. Já adultas, com 20 e poucos anos, elas se tornaram desiludidas e odeiam todos que as fizeram perder sua infância para combater o crime.

A presidente dos estúdios de televisão da Warner Bros., Channing Dungey, reconheceu que o desafio de levar o trio de super-heroínas do Cartoon Network para uma série com atrizes de carne e osso era grande.

"Eu não vou dizer que não é um desafio. Levar um desenho infantil para a vida adulta em live-action é uma linha muita tênue para caminhar. Mas eu particularmente acho que fizemos um bom trabalho ao caminhá-la. E temos um trio de atrizes maravilhosas no centro de tudo", elogiou.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Divórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas