Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DIABLO CODY

Ex-stripper vai produzir série live action de As Meninas Superpoderosas

Divulgação/Cartoon Network

Lindinha, Florzinha e Docinho em cena da animação As Meninas Superpoderosas

As heroínas Lindinha (à esq.), Florzinha e Docinho, mais conhecidas como As Meninas Superpoderosas

REDAÇÃO

Publicado em 24/8/2020 - 17h22
Atualizado em 24/8/2020 - 18h44

O desenho animado As Meninas Superpoderosas (1998-2005) vai ganhar uma série live action, e a execução ficará a cargo de Diablo Cody, roteirista e produtora que trabalhou como stripper antes de fazer sucesso com o filme Juno (2007), que lhe valeu uma estatueta do Oscar. Na TV, Diablo criou a premiada United States of Tara (2009-2011).

Segundo o site Deadline, a versão live action (com atores de carne e osso) de As Meninas Superpoderosas está sendo desenvolvida na The CW e terá na sua equipe de produção Greg Berlanti, já responsável por todas as séries de super-herói da rede e também pelo fenômeno Riverdale.

A ideia é que a atração mostre as irmãs Lindinha, Florzinha e Docinho já adultas, com 20 e poucos anos, e desiludidas pelo fato de que perderam sua infância combatendo o crime na cidade de Townsville.

Cada uma das três irmãs criadas pelo Professor Utonium seguiu seu rumo, mas as três terão de superar suas diferenças e se unirem novamente quando uma grave crise ameaça todo o planeta.

O desenho foi criado por Craig McCracken e fez sucesso no Cartoon Network com 136 episódios espalhados em seis temporadas. Em 2006, após o fim da animação original, as super-heroínas ganharam uma versão anime, As Meninas Superpoderosas Z, com produção da japonesa Toei. E em 2016, uma nova versão do desenho estreou no canal pago, sendo encerrado em 2019.

Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.