Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

JURNEE SMOLLETT

Irmã de ator que causou em Empire rouba a cena em Lovecraft Country

DIVULGAÇÃO/HBO

Com um vestido vermelho, Jurnee Smollett abre um largo sorriso com uma fumaça rosa ao fundo em cena de Lovecraft Country

Jurnee Smollett no primeiro episódio de Lovecraft Country; atriz chama a atenção na pele de uma ativista

JOÃO DA PAZ

joao@noticiasdatv.com

Publicado em 30/8/2020 - 6h55

Com apenas 33 anos, a atriz Jurnee Smollett já tem uma carreira de três décadas. Mas é o caótico ano de 2020 que serve como sua afirmação em Hollywood, com ela aplaudida por críticos e com o rosto estampado em capas de revista. Esse louvor todo é pela atuação notável em Lovecraft Country (HBO). Mas, enquanto chama a atenção do público e dos jornalistas, a artista não escapa de responder perguntas sobre o irmão famoso.

Jurnee é muito próxima de Jussie Smollett, que viveu o cantor Jamal na série sensação Empire (2015-2020). No ano passado, o talentoso ator virou manchete por um motivo errado. Primeiro, foi noticiado que ele teria sido vítima de um ataque homofóbico. Depois, foi acusado de ter forjado o tal crime e chegou a ser preso. Atualmente livre, Jussie mantém sua inocência.

Essa situação colocou Jurnee em uma posição inusitada. A edição da revista The Hollywood Reproter da qual a atriz foi a capa, na primeira semana de agosto, foi a mesma em que ela falou pela primeira vez sobre o que ocorreu com o irmão.

"Tem sido muito doloroso", disse a jovem ao comentar o caso policial que ainda pode ser ressuscitado. "Foi uma das coisas mais dolorosas pelas quais minha família já passou. Amo meu irmão e vê-lo passar por tudo isso é devastador. Todo mundo que me conhece sabe que eu o amo e acredito nele."

Colegas de cena

Jurnee é a definição do que é um talento precoce. Aos 10 meses, teve o que pode ser chamado de seu primeiro trabalho ao gravar um comercial de fraldas. Ela pegou sua carteirinha de atriz aos três anos. Em 1992, ganhou o papel de Denise em Três é Demais (1987-1995). Ela era a amiguinha de Michelle Tanner (vivida pelas gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen). Até hoje Jurnee é reconhecida pela sua personagem.

Jurnee Smollett, com sete anos, em imagem da série On Our Own (Divulgação/ABC)

Foram 12 episódios na comédia, até 1994. Naquele ano, ela recebeu uma atração própria, ao lado de Jussie, em On Our Own. Eles interpretaram irmãos, de sete no total, cujos pais morreram e tiveram de achar um jeito de se virar. Feita pela rede ABC, a produção só durou uma temporada.

Realizando um sonho, Jurnee entrou para o elenco fixo da comédia Cosby (1996-2000) atuando ao lado de Phylicia Rashad. A atriz viveu uma personagem homônima, que acababa adotada pelo protagonista, Hilton Lucas (Bill Cosby).

A virada do milênio deu uma desacelerada na carreira de Jurnee --que apareceu pouco, seja em filmes ou na TV, cravando uma passagem por Grey's Anatomy no processo. Em 2009, tudo mudou. Ela atuou nas duas temporadas finais de Friday Night Lights (2006-2011), vivendo a cheerleader Jess Merriweather, que era par romântico dos personagens de Michael B. Jordan e Jesse Plemons.

A atual década, que está para acabar, foi boa profissionalmente, e a atriz encorpou o currículo com as atrações The Defenders (2010-2011), Parenthood (2010-2015) e True Blood (2008-2014). Encarnando uma escrava na cortante Underground (2016-2017), Jurnee provou que poderia ganhar proeminência em séries de grande porte.

Carregada por Margot Robbie e sua Arlequina, ela virou a Canário Negro da DC no filme Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa (2020). Logo após, cravou um papel importante em Lovecraft Country.

Na série da HBO, Jurnee é "Letitia Lewis, cacete!" (como a personagem enfatiza), uma ativista e fotógrafa que embarca em uma jornada ao lado do amigo Atticus "Tic" Freeman (Jonathan Majors), que está em busca do pai desaparecido. A cruzada é pelos Estados Unidos da segregação racial, em plenos anos 1950.

Muito decidida e independente, a jovem encara a missão destemida, sem se importar com os monstros que atravessam o caminho, sejam eles humanos racistas ou criaturas nojentas, dignas de filmes de terror. Pegar em uma arma e disparar o gatilho não é problema para a dama. E sua atriz arrasa e se firma com um nome forte para o próximo circuito de premiações hollywoodiano.


Leia também

Web Stories

+
Bárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple Brasil

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?