Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CRÍTICA

Dopesick: Série do Star+ expõe efeitos devastadores do vício em opioides

Divulgação/Star+

Kaitlyn Dever em cena de Dopesick

Kaitlyn Dever em cena de Dopesick; nova minissérie estreou na sexta (12) no Star+

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 13/11/2021 - 6h25

Entre os anos 1990 e 2000, os Estados Unidos enfrentaram uma das piores crises de saúde de sua história. Milhões de norte-americanos sofreram com o vício em opioides por conta da prescrição de remédios não adequados comercializados pela indústria farmacêutica. Dopesick, nova minissérie do Star+, expõe os efeitos devastadores destes eventos.

Escrita e criada pelo vencedor do Emmy Danny Strong (Buffy: A Caça-Vampiros), a série é baseada no livro homônimo de Beth May que entrou para a lista de mais vendidos dos Estados Unidos em 2018. Na obra, a autora descreve a crise que resultou em inúmeros viciados em remédios controlados e em um alto índice de mortes.

Dopesick relata os eventos em dois períodos: o primeiro em 1996, quando Richard Sackler (Michael Stuhlbarg) decide investir e comercializar o opioide OxyContin, remédio com forte efeito analgésico derivado da papoula do oriente --um tipo de medicamento altamente suscetível ao vício. Já o segundo momento, situado no início dos anos 2000, mostra a jornada de dois promotores públicos tentando expor os abusos da Purdue Pharma, empresa farmacêutica responsável pela criação e distribuição da droga.

Para incluir a visão das vítimas dentro deste drama de escalas continentais, a série dá o protagonismo a duas figuras opostas: Samuel Flixx (Michael Keaton), um devoto médico da pequena cidade de Appalachian, e Betsy Mallum (Kaitlyn Dever), jovem mineira de classe média baixa que se torna viciada em opioide.

Dopesick explica o caos imposto pela crise de saúde de maneira quase didática. Enquanto a ambição de Sackler e de outros executivos da Purdue Pharma coloca em risco a vida de milhões de americanos, uma frase de Flixx logo no início do primeiro episódio, dita durante o julgamento do caso OxyContin, descreve a magnitude do problema em questão: "Eu não acredito em quantos dos meus pacientes estão mortos agora".

DIVULGAÇÃO/STAR+

Michael Keaton em cena de Dopesick

Embora utilize ficção nos detalhes, sem deixar de contar uma história factualmente correta, Dopesick é uma ilustração poderosa do poder das pessoas sem limites financeiros ou morais e do sofrimento induzido pela ganância da indústria farmacêutica. A crise ganha ares políticos quando o próprio sistema regulatório dos EUA se torna cúmplice dos interesses corporativos.

Essa cumplicidade entre políticos e executivos se torna clara quando a luta dos procuradores Rick Mountcastle (Peter Sarsgaard) e Randy Ramseyer (John Hoogenakker) começa a ser ofuscada por poderes ocultos. É por meio do trabalho da dupla e da agente Bridget Meyer (Rosario Dawson), do departamento de narcóticos, que a série destaca o domínio que o setor privado mantém sob o público.

Depois de brilhar em Inacreditável (2019), da Netflix, Kaitlyn Dever volta a roubar a cena como Betsy, uma jovem gay que adora trabalhar nas minas ao lado do pai, embora também deseje viver em um lugar onde possa ser ela mesma sem sofrer com a homofobia. Por conta da ganância dos poderosos, ela se torna vítima de uma prescrição errônea de OxyContin. Através de seus olhos, o público enxerga os malefícios do abuso da medicação e como isso destruiu a vida de milhões.

Dopesick não é uma série fácil de assistir, nem deveria ser. Uma crise que persiste até hoje no sistema de saúde estadunidense foi instaurada por cada parte da pirâmide que compõe a indústria farmacêutica: executivos, representantes, médicos e advogados, todos culpados pelo alto número de viciados e mortos causados pelos opioides. Se a produção do Star+ é capaz de causar raiva em angústia em sua audiência, é sinal de que se trata de uma história (muito) bem contada.

Os dois primeiros episódios de Dopesick já estão disponíveis no Star+. No total, a atração conta com oito, disponibilizados semanalmente às quartas.

Assista abaixo ao trailer legendado:


Leia também

Enquete

Você gostou dos participantes escolhidos para o BBB22?

Web Stories

+
BBB22: Após frustrar público, Globo anuncia participantes nesta sexta-feiraSunga branca, esponjão e recorde no paredão: 10 momentos para o BBB22 tentar superarSabrina Sato volta à Globo; apresentadora já foi Bailarina do Faustão e esteve no BBBBBB22 promete briga por chuveiro, traz Rafa Kalimann de volta e terá novo quadroQuem é o namorado de Carla Diaz? Felipe Becari defende causa animal e é político

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas