Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EX-CASAL

Briga judicial entre Amber Heard e Johnny Depp vira documentário no discovery+

DIVULGAÇÃO/FILM DISTRICT

Amber Heard ao lado de Johnny Depp em cena de Diário de um Jornalista Bebâdo

O ex-casal Amber Heard e Johnny Depp em cena do filme Diário de um Jornalista Bebâdo (2011)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 19/11/2021 - 13h04

A briga entre Amber Heard e Johnny Depp vai ganhar novos capítulos, mas no streaming. O discovery+ anunciou nesta sexta-feira (19) o documentário Johnny vs Amber. Além de explorar o caso judicial entre o ex-casal, a plataforma vai mostrar vídeos caseiros dos atores e entrevistas exclusivas com conhecidos dos astros.

De acordo com o site da Variety, o documentário vai mostrar tanto a perspectiva do ator quanto da atriz. O primeiro episódio será focado na visão de Depp e demonstrará como o astro de 58 anos ficou apaixonado pela novata em Hollywood.

O segundo e último capítulo de Johnny vs Amber terá a perspectiva da atriz de 35 anos. Antes de descobrir o lado violento e o vício de Depp, a mulher acreditava que estivesse casada com o homem de seus sonhos.

Enquanto os fãs continuam divididos sobre o caso, o documentário chega com o objetivo de explicar o processo judicial e explorar a antiga relação do casal. A estreia está programada para o último trimestre de 2022.

Vice-presidente de entretenimento da Discovery, Charlotte Reid explica: "Nós propusemos a fazer um documentário que explorasse a história a partir de cada uma das perspectivas. Para que o espectador pudesse ir além das manchetes, compreender quem eles são e decidir em quem devem acreditar nesta história complexa".

"Achamos que é uma história irresistivelmente contemporânea sobre verdades e mentiras. Esperamos que isto abrirá uma conversa com nossos espectadores no discovery+", reforça o executivo.


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.