Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BRIGA NA JUSTIÇA

Advogada acusa Johnny Depp de ser 'viciado e misógino incorrigível' no tribunal

Divulgação

Johnny Depp de cabelo solto, echarpe, para ensaio fotográfico

Johnny Depp está processando a editora do The Sun, após ser chamado de "espancador de mulheres"

REDAÇÃO

Publicado em 28/7/2020 - 11h48

O julgamento por difamação de Johnny Depp contra o tabloide britânico The Sun se aproximou do fim na última segunda-feira (27), no tribunal de Londres, na Inglaterra, quando foram feitas algumas conclusões que explicam muito do comportamento violento do ator com a ex-esposa, Amber Heard. A advogada de defesa do jornal, Sasha Wass, acusou a estrela de Hollywood de ser um viciado e misógino incorrigível.

A defensora do jornal explicou que o uso excessivo de drogas o levou a explosões descontroladas, se transformando em um alter ego violento chamado por ele mesmo de "monstro". Depp, inclusive, confirmou que em suas vagas lembranças as agressões à atriz aconteceram após consumir bebida alcoólica e usar cocaína.

Sasha Wass ainda revelou que o ciúme foi o catalisador de muitos episódios violentos. Depp e Amber prestaram depoimento no julgamento. O ator alegou que a ex-mulher o agredia, enquanto a atriz descreveu vários incidentes em que, segundo ela, foi vítima de violência física. Amber chegou a dizer que recebeu ameaças de morte.

Astro de Piratas do Caribe, Johnny Depp está processando a News Group Newspapers, editora do The Sun, e um de seus jornalistas, Dan Wootton, por causa de um artigo publicado em 2018, no qual o ator foi chamado de "espancador de mulheres".

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?