Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

SURTO INJUSTO

Renascer: José Inocêncio vira bicho e culpa Jacutinga pela morte de Santinha

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Humberto Carrão caracterizado como José Inocêncio; ele está um trapo, com os olhos cheios de lágrimas, em cena de Renascer.

José Inocêncio (Humberto Carrão) em cena de Renascer; ele culpará parteira por morte trágica

SABRINA CASTRO

sabrina@noticiasdatv.com

Publicado em 2/2/2024 - 20h00

Desolado, José Inocêncio (Humberto Carrão) descontará a morte de Maria Santa (Duda Santos) no que encontrar pela frente em Renascer. Além de quebrar tudo e chorar horrores, o fazendeiro gritará com Jacutinga (Juliana Paes) e a acusará de ter prejudicado o parto da moça, o que teria resultado em sua morte. Inácia (Edvana Carvalho) será quem acalmará o patrão, esfregando uma série de verdades na cara dele na novela das nove da Globo.

A cozinheira terá muita coragem para fazer isso, uma vez que o patrão estará afiado como ponta de faca. Horas antes de levar a bronca, ele demonstrará sua estupidez com Jacutinga, que o esperará durante um bom tempo antes de deixar a casa. Ela observará com pavor o produtor de cacau rejeitar o filho e chamar o padre para abençoar o corpo da morta.

O rapaz ainda sairá para uma conversa com Santo (Chico Diaz), tudo enquanto a cafetina fica à sua espera. Quando encontrá-la, no alto da sua varanda, ele será frio. "Pensei que a senhora já tivesse ido", soltará ele, em cenas que devem ir ao ar neste sábado (3). "Eu estava lhe esperando pra me despedir, coronel...", avisará a personagem de Juliana Paes.

O viúvo fará pouco caso. "E pra dizer que entreguei seu filho a quem
lhe haverá de cuidar", completará ela. "Não sei de que filho a senhora está falando", debochará o ricaço. "Do filho de Maria Santa", cravará a cafetina.

Ele será incisivo: "Maria Santa morreu, dona Jacutinga... Nas suas mãos", soltará o enlutado, pensando que aquilo seria um ponto-final. "Maria Santa cumpriu o destino dela, doa a quem doer. Ela cumpriu o seu destino enquanto filha, enquanto mãe e enquanto mulher", discursará a "quenga", que continuará: "Podemos passar o resto da vida buscando um culpado, ou podemos ter a grandeza que ela sempre teve... E seguirmos adiante".

O coronel sentirá o baque, mas entrará para casa como se nada fosse. Jacutinga irá embora com o padre, enquanto o fazendeiro se trancará no seu quarto e desabará de vez. Ele chamará pela amada, perguntará o porquê de ela ter ido embora e chorará sobre as coisas dela. Depois, em um surto, mandará Inácia sumir com tudo o que pertencia a mocinha.

Coronel fica um trapo por luto

Ele ficará o dia inteiro largado no quarto, sem comer ou beber nada. A cozinheira insistirá para que ele se alimente, e o crápula a escorraçará do quarto. "Assim o sinhô vai acabá morrêno de fome!", devolverá a empregada. "Que diferença faz... Morrê de fome ou tristeza?", retrucará o agricultor.

Ela sentirá verdade na fala. "Santinha num gostaria de o sinhô se entregâno desse jeitcho", aconselhará a curandeira. "Então por que ela foi embora? Me diz? Por quê?", resmungará o enlutado. "Sô ingnorante demais pra lhe dizê isso, mas uma coisa lhe digo: o sinhô inda vai se arrependê e muitcho por botado o seu minino pra corrê co’umbiguinho por caí."

O latifundiário dirá ter tido três filhos, enquanto Inácia o lembrará que ele teve quatro --mas um está sendo cuidado por Morena (Uiliana Lima). José Inocêncio, então, dará um show de sarcasmo. Dirá ter feito uma caridade ao dar o filho para uma "árvore seca".

"Morena pode até o ventre seco, mas aquele coração é só amor... Diferente do sinhô, que apesar de tudo, tem se mostrado seco de alma!", cuspirá a cozinheira. "E você tem se mostrado muito queixo duro!", retrucará o fazendeiro, recusando-se a ouvir a verdade.

Mas Inácia insistirá em fazê-lo abrir os olhos: "Santinha morreu pra aquele minino...", reiterará ela. "Morreu por culpa daquela quenga da Jacutinga!", cuspirá o protagonista. "Isso num é verdade! Tanto num é, que ela tá indo lá, em espríto, pra de mamá a ele...", devolverá a cozinheira, referindo-se ao fato de Morena ter começado a dar leite após ter visto uma aparição da morta.

O mocinho dirá que isso é uma besteira. Ela não lhe dará ouvidos e insistirá para que ele busque a criança. "E Santinha vai dar de mamar a ele pelo meu peito ou pelo seu?", ironizará o enlutado.

"O sinhô que me perdoe, seo Zé Inocêncio, mais prum sujeito da tua inteligênça, o que o sinhô tá fazêno co'aquele minino chega um pecado!", encerrará a mulher, voltando para a cozinha. 

Embora furioso, o viúvo se deixará refletir durante um segundo. Afinal, Inácia nunca terá o recriminado tão diretamente. Ainda assim, perdido pela dor, ele preferirá ignorar a bronca e seguir com as decisões de antes.

Escrita por Bruno Luperi, Renascer é uma adaptação da obra de Benedito Ruy Barbosa exibida em 1993. Assim como em Pantanal (2022), o autor pretende seguir a trama original do avô e fazer poucas alterações na história.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Renascer e outras novelas.


Resumos Semanais

Resumo de Renascer: Capítulos da semana da novela da Globo - 22/6 a 6/7

Sábado, 22/6 (Capítulo 132)
Bento diz a Augusto que não confia em Mariana. Marçal informa Egídio sobre o encontro de João Pedro com os produtores. Joana orienta Tião a procurar emprego na fazenda de João Pedro. Morena diz a João ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.