Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

CORONELISMO

Remake de Renascer muda trama original com 'tragédia política' de José Inocêncio

FÁBIO ROCHA/TV GLOBO

O ator Marcos Palmeira, de boné e camisa vermelha, em uma lavoura de cacau como José Inocêncio em cena de Renascer

José Inocêncio (Marcos Palmeira) na segunda fase de Renascer; críticas ao coronelismo

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 5/2/2024 - 21h00

Bruno Luperi acrescentou uma tragédia a mais para José Inocêncio (Humberto Carrão/Marcos Palmeira) com a morte de Maria Santa (Duda Santos) em Renascer. Além de se fechar para a vida e rejeitar um dos filhos, o protagonista também se verá metamorfoseado naquilo que mais rejeitou na primeira fase --um coronel como Belarmino (Antonio Calloni) ou Firmino (Enrique Diaz).

Mariana (Theresa Fonseca) vai causar um dos primeiros embates da segunda fase ao chamá-lo de "coronel" na novela das nove da Globo. O desconforto do fazendeiro ficará claro em cenas como as previstas para serem exibidas a partir de quarta (7).

"Nunca fui coronel coisa nenhuma. Essa gente vai contando conversa e nem adianta tentá contestá. Mais os coronéis, coronéis de verdade, são do tempo dos romances de Jorge Amado [1912-2001]. Quando cheguei por aqui, a vassoura-de-bruxa já tava tomâno conta de tudo", reclamará o personagem de Marcos Palmeira.

Luperi já havia dado indícios de que abandonou o excesso de deferência pela obra do avô, Benedito Ruy Barbosa, que o atrapalhou ao adaptar Pantanal (2022). Ele começou a trabalhar o dilema de José Inocêncio em tornar-se coronel já na primeira fase, com uma cena que não existia na versão original.

Diocleciano (Adanilo/Jackson Antunes) levou uma dura do patrão justamente ao chamá-lo de "coronel". "Eu não sou coronel coisa nenhuma. O cacau não é nosso. Faço questão que todo mundo saiba que essa é a última safra do coronel Belarmino. A próxima vai ser da fazenda Jequitibá-Rei e a outra, a outra", buliu o protagonista.

Ser ou não ser?

Essa mudança de perfil é fundamental para atualizar a trama de Renascer, já que José Inocêncio passou a representar uma alternativa ao agronegócio tradicional. Ele foi responsável por acabar com uma das piores pragas que assolou Ilhéus, no sul da Bahia, com princípios agroecológicos –ao contrário do que faziam os coronéis Belarmino e Firmino.

Luperi vai acentuar o desconforto do protagonista com o título justamente para reforçar essa oposição ao trazer a história para o presente. O fazendeiro terá traços anti-heroicos, como a rejeição a José Pedro (Juan Paiva), mas tomará emprestado de seu intérprete as boas práticas no agronegócio.

Afinal, não custa repetir, o próprio Palmeira mantém um sítio com pegada agroecológica na região serrana do Rio de Janeiro.

O cineasta Zelito Viana, pai do ator, também é conhecido pela produção de cacau biodinâmico na propriedade da família em Itororó, no sul da Bahia. Trata-se justamente da mesma região em que se passa a novela Renascer.

Crítica antiga

Ruy Barbosa sempre criticou o coronelismo durante as suas novelas, mas acentuou a questão a partir do remake de Cabocla (2004). O coronel Boanerges (Tony Ramos) era um dos mocinhos da história, mas ainda assim levava algumas alfinetadas pela sua atuação política na fictícia Vila da Mata, no interior do Espírito Santo --ainda que de maneira bem mais sutil do que o coronel Justino (Osmar Prado).


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Renascer e outras novelas.


Resumos Semanais

Resumo de Renascer: Capítulos da semana da novela da Globo - 16 a 27/7

Terça, 16/7 (Capítulo 152)
Eliana e Mariana conversam sobre o plano de Egídio e Eliana diz que o jovem precisa ficar atento. Inácia faz um ritual espiritual com João Pedro como forma de protegê-lo. Inácia e Pastor Lívio conversam sobre ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.