Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TRAJETÓRIA DE SUCESSO

Quem é Vinicius Coimbra, o diretor da Globo afastado por racismo?

MARILIA CABRAL/TV GLOBO

Vinicius Coimbra ao lado de Priscila Steinman, Caio Castro e Agatha Moreira nos bastidores de Novo Mundo, novela de 2017

Vinicius Coimbra com Priscila Steinman, Caio Castro e Agatha Moreira em Novo Mundo (2017)

CARLA BITTENCOURT, colunista

carla@noticiasdatv.com

Publicado em 23/2/2022 - 6h30

Afastado pela Globo após denúncia de racismo feita por três atrizes de Nos Tempos do Imperador, Vinicius Coimbra é um diretor artístico bem-sucedido.  Ele é prestigiadíssimo na emissora, esteve à frente de muitas novelas de época, como Lado a Lado (2012) --eleita a melhor novela da TV mundial com o Emmy Internacional em 2013-- e Liberdade, Liberdade (2016), que fez história com a primeira cena de sexo entre dois homens da teledramaturgia brasileira.

Parte do elenco da Globo recebeu a notícia da investigação da denúncia o envolvendo com surpresa. O diretor é considerado bastante exigente, mas também coleciona bons resultados para a empresa.

A decisão da emissora pelo afastamento de Coimbra foi oficializada no último dia 15 em resposta às acusações de preconceito racial registradas durante as gravações da novela de Alessandro Marson e Thereza Falcão, que saiu do ar em 5 de fevereiro. O Notícias da TV deu em primeira mão os detalhes da denúncia na semana passada.

As atrizes Cinnara Leal, Dani Ornellas e Roberta Rodrigues procuraram a direção da Globo para reclamar de posturas discriminatórias contra atores negros por parte de Coimbra e sua equipe. Ele está temporariamente afastado de suas atividades. Estava à frente da próxima novela das seis, Mar do Sertão, sendo substituído por Allan Fiterman, que dirigiu Quanto Mais Vida, Melhor!, trama que já está totalmente gravada.

Primeira cena de sexo gay das novelas

Coimbra tem 50 anos e é um dos atuais diretores da Globo com maior número  de novelas de época no currículo. Trabalha nos bastidores de produções da líder de audiência desde 2002, quando fez Desejos de Mulher. Entre as tramas que dirigiu estão Novo Mundo (2017), O Profeta (2006) e a minissérie Ligações Perigosas (2016).

Após ganhar Emmy Internacional com Lado a Lado, Coimbra entrou para a história da teledramaturgia ao dirigir a primeira cena de sexo entre dois homens em Liberdade, Liberdade.

Foi ele, inclusive, quem brigou dentro da emissora para produzir a sequência com Ricardo Pereira e Caio Blat. Diretor prestigiado na Globo, o executivo não teve nenhuma dificuldade em convencer o alto escalão da emissora sobre a importância de uma cena como aquela.

No cinema, Coimbra foi assistente de direção de Central do Brasil (1998) e diretor-geral de A Floresta Que Se Move (2015). A trajetória dele conta com o feito de convencer Ana Paula Arósio a protagonizar esse filme quatro anos depois de ela ter abandonado as gravações de Insensato Coração, em 2011. Ele era, inclusive, o diretor-geral da trama desprezada pela atriz.

A vida pessoal do diretor também tem estrelas. Em 2002, Coimbra se envolveu com Vanessa Gerbelli durante as gravações da novela Desejos de Mulher. Os dois foram casados até 2008 e têm um filho, Tito, de 13 anos. Atualmente, ele é casado com a atriz e roteirista Priscila Steinman, com quem teve uma filha, Rosa, de 3 anos.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#91 - Grande revelação em Quanto Mais Vida, Melhor!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer nas novelas que estão no ar:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.