Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ÚLTIMOS CAPÍTULOS

No fim de Gênesis, José faz Benjamin sofrer para testar irmãos: 'Vai ser meu servo'

FOTOS: REPRODUÇÃO/RECORD

O ator Juliano Laham com as vestes de um nobre como José, enquanto governador-geral do Egito, em cena de Gênesis

José (Juliano Laham) fica abalado ao reconhecer os irmãos pelas ruas da capital do Egito em Gênesis

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 10/11/2021 - 21h00

José (Juliano Laham) colocará o caráter de Judá (Thiago Rodrigues) e companhia à prova nos últimos capítulos de Gênesis. Ele acusará Benjamin (Marcus Bessa) de ter roubado uma taça de prata, a fim de descobrir do que os irmãos serão capazes para proteger o caçula. "Esse vai ser meu servo", exigirá o protagonista da novela bíblica da Record.

A seca sonhada por Sheshi (Fernando Pavão) obrigou os hebreus a despencar até o Egito atrás de mantimentos. Desconfiado, o marido de Asenate (Letícia Almeida) acusará os familiares de serem espiões e os jogará no calabouço do palácio.

José logo perceberá que nenhum dos parentes o reconheceu, mas ainda estará ressabiado por ter sido vendido como escravo aos ismaelitas. Ele,  então, vai fazê-los passar por um teste --um ficará preso, mas os outros voltarão ao assentamento para trazer o irmão mais novo à sua presença.

Judá vai rebolar para convencer Israel a permitir que Benjamin deixe o assentamento, mas conseguirá levá-lo até o governador-geral nas cenas que serão exibidas a partir da próxima segunda (15).

O protagonista interpretado por Juliano Laham servirá um banquete aos israelitas e revelará a nova parte do plano a Shareder (Paulo Verlings):

Pega o meu copo de prata e coloca dentro do saco do mais novo. Eu preciso ter certeza de que meus irmãos não vão fazer com Benjamin a mesma coisa que fizeram comigo. Vamos ver o que eles são capazes de fazer para alguém do próprio sangue.
O ator Marcus Bessa caracterizado como Benjamin em cena de Gênesis

Benjamin (Marcus Bessa) em Gênesis

José se revela aos irmãos

O vizir revistará os pertences dos hebreus na saída do palácio, e Benjamin entrará em desespero ao ver o cálice no meio das suas coisas. "O homem em cuja mão meu copo foi encontrado, esse vai ser meu servo. Os outros podem voltar em paz para a sua terra e para o seu pai", anunciará José.

O personagem de Thiago Rodrigues mostrará que aprendeu a lição ao implorar para ficar no lugar do décimo terceiro filho de Israel:

O irmão dele morreu, e ele é o único que restou daquela mãe. E nosso pai o ama muito por causa disso. Por favor, eu peço que o senhor entenda. Se eu volto sem ele, o nosso patriarca morre na hora. E eu e meus irmãos seremos responsáveis por isso. Deixa eu ficar no lugar dele como escravo.

Emocionado, o protegido de Deus (na trama, interpretado na voz de Flávio Galvão) se dará por satisfeito e finalmente se revelará. "Judá, sou eu. Eu sou o José", disparará o irmão rejeitado no folhetim de Camilo Pellegrini, Stephanie Ribeiro e Raphaela Castro.

Gênesis é uma adaptação livre do primeiro livro da Bíblia. O folhetim é dividido em sete fases, e, atualmente, a Record exibe a sétima: José. Além dos spoilers, o Notícias da TV publica o resumo da novela bíblica.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#80 - Tragédias abalam Verdades Secretas 2" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Gênesis e outras novelas.


Últimas de Gênesis


Resumos Semanais

Resumo da novela Gênesis: Capítulo de 22 de novembro

Segunda, 22/11 (Capítulo 220) 
Lúcifer é impedido de invadir festa de Israel. Herit anuncia gravidez a Shereder. Judá se redime por ter vendido José. Asenate chora de felicidade ao lado do governador-geral do Egito. Deus surge em discurso final. Abumani surpreende ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.