Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

REALIDADE NUA E CRUA

Juliana Paes rebate críticas a 'glamourização do crime' em A Força do Querer

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Juliana Paes segura um revólver com as duas mãos caracterizada como a Bibi em cena de A Força do Querer

Juliana Paes interpreta Bibi Perigosa em A Força do Querer: mergulho no mundo do crime

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

Publicado em 15/9/2020 - 18h41

Com o retorno de Bibi Perigosa ao horário nobre na próxima segunda (24), Juliana Paes rebate as críticas sobre a "glamourização" do mundo do crime em A Força do Querer (2017). A atriz ressalta que a intenção, desde o início, foi apenas mostrar a realidade nua e crua de tantas mulheres que se envolvem no tráfico em nome do amor.

"Eu tive muitas cenas marcantes e difíceis durante a novela, mas lembro muito daquelas sequências de correria na Tavares Bastos [comunidade na Zona Sul do Rio de Janeiro]. Elas mostram que a gente tinha compromisso em ser fiel com o que acontecia de fato, e não em glamourizar aquela realidade", avaliou a intérprete em coletiva virtual promovida pela Globo nesta terça (15).

A artista revela que todos os atores do núcleo contaram com uma assessoria muito grande para evitar passar a impressão de "vida dos sonhos" --o que não impediu, no entanto, que personagens como a própria Bibi, além do traficante Sabiá (Jonathan Azevedo) e a periguete Carine (Carla Diaz) caíssem no gosto popular.

Ela revela que esperava essa identificação do público com a filha de Aurora (Elizângela), já que usou todas as sua "cartas na manga" para conquistar os telespectadores desde os primeiros capítulos. Para isso, ela tirou vantagem do "revezamento" de protagonistas da trama de Gloria Perez.

Ritinha (Isis Valverde) e Jeiza (Paolla Oliveira) dominaram o início do folhetim, o que deu tempo para que Juliana construísse aos poucos a transformação da mãe de Dedé (João Bravo) em dona do morro.

"Consegui mostrar que ela era absolutamente normal, e não uma mulher histriônica. As pessoas entenderam que a trajetória da Bibi podia ser seguida por meninas bem criadas e bem nascidas, de classe média alta. Essa era a minha intenção, de dosar isso ao longo da trama para o público ver essa transformação", diz.

A atriz aponta que a própria trajetória da personagem mostrava que Bibi ia do céu ao inferno em poucos meses. "Tem duas sequências bem emblemáticas. A primeira é quando ela vai no baile da comunidade e se encanta com aquilo. E depois tem o momento contrário, quando o Sabiá manda ela matar um refém. Ali cai a ficha, e o circo todo começa a desabar", arremata a carioca.

Últimas de A Força do Querer


Resumos Semanais

Resumo da novela A Força do Querer: Capítulos de 1º a 10 de outubro

Quinta, 1º/10 (Capítulo 10)
Aurora avisa a Rubinho sobre o emprego que conseguiu para ele. Bibi e Rubinho especulam sobre o amigo de Aurora. Ritinha culpa Ruy pelo fim de seu noivado e implora que Zeca a leve para o ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?

Vanessa Giácomo
21.13%
Lucy Alves
16.78%
Rafa Kalimann
12.62%
Isis Valverde
22.07%
Uma atriz desconhecida
27.40%