Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Emoção na reta final

Em Segundo Sol, Roberval se recusa a matar Severo: 'Me perdoe, pai'

Fotos: Reprodução/TV Globo

Roberval (Fabrício Boliveira) não terá coragem de atirar para matar o pai a mando de ladrão - Fotos: Reprodução/TV Globo

Roberval (Fabrício Boliveira) não terá coragem de atirar para matar o pai a mando de ladrão

REDAÇÃO

Publicado em 1/10/2018 - 15h58

Na reta final de Segundo Sol, a família Athayde terá a sua casa invadida por três bandidos. Todos serão feitos reféns. Severo (Odilon Wagner) e Roberval (Fabrício Boliveira) vão lavar roupa suja na frente dos ladrões, que decidirão mandar o filho matar o pai. O vingativo não terá coragem e será colocado amarrado com o falido. O corrupto, então, pedirá perdão por tudo que fez, e os dois vão se reconciliar, emocionados.

Vai ter um tom pateta o rapto da família sem dinheiro. A essa altura da trama, Rochelle (Giovanna Lancellotti) estará em uma cadeira de rodas, Roberval na miséria  e Severo debilitado por ter passado fome antes de ser aceito de novo na mansão.

As cenas de arrependimento começarão com Edgar (Caco Ciocler) e Karen (Maria Luísa Mendonça) prometendo se tornarem pessoas melhores se escaparem da morte. Roberval vai culpar o pai por estarem sem nada, já que ele terá perdido seus bens devido a uma armação do falido com Laureta (Adriana Esteves), que vai ao ar nesta semana.

Um bandido vai desamarrar o vingativo e mandar ele atirar no pai depois de ouvir o que Severo fez. Em coro, os ladrões vão gritar: "Mata o papai!". Roberval devolverá a arma, dizendo que não é um assassino.

Amarrados um de frente para o outro, eles acabarão com as brigas que tiveram ao longo de toda a trama. "Você devia ter me matado, eu entenderia", dirá Severo. 

Severo (Odilon Wagner) vai se arrepender do que fez e pedirá perdão ao filho que rejeitou

Roberval ficará incrédulo. "Eu nunca fui um pai pra você. Nem um bom homem, que Zefa [Claudia Di Moura] sempre mereceu ter. Eu sou um péssimo espécime de gente, egoista, imoral, corrupto. Eu fiz o mal pra essa família, pros meus funcionários que ficaram sem emprego, pros clientes da minha construtora que compraram apartamentos que foram interditados e ficaram desabrigados", dirá o ex-rico.

"Eu reconheço. Você devia ter vergonha de carregar meu sangue dentro de você.  Roberval, os bandidos têm razão, eu sou um ratazana de esgoto", continuará o senhor. "Chega, Severo! Era só o que faltava uma crise de consciência sua numa hora feito essa", retrucará o vingativo. 

"Eu errei tanto com você, meu filho... Será que posso lhe chamar de filho?", perguntará o personagem de Odilon Wagner. "É o que somos, não é? Apesar de tudo, e por mais estranho que isso possa parecer pelo que fizemos um com o outro, somos pai e filho. Você me deu a vida, é responsável por eu estar aqui, nesse mundo", responderá Roberval. 

Severo agradecerá, comovido. Dirá que o filho é generoso. "Olha pra mim como um pai olha prum filho e me dê um sorriso. Você nunca me deu um sorriso. Eu nunca vi o senhor sorrir", pedirá o personagem de Fabrício Boliveira. 

O roteiro indica que Severo vai rir e chorar ao mesmo tempo. "Só isso é tudo pra mim, meu pai... Tudo", afirmará Roberval. "Me desculpe, filho, me perdoe", falará Severo, sincero. "Me perdoe também, meu pai", dirá o vingativo, emocionado. A cena vai ao ar no dia 25 de outubro, nas últimas semanas de Segundo Sol.  


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos sobre sua novela preferida!

Últimas de Segundo Sol


Resumos Semanais

Resumo da novela Segundo Sol: Capítulo de 7 de novembro

A Globo não divulgou os resumos dos últimos cinco capítulos da novela das nove. O Notícias da TV publica com exclusividade o resumo do capítulo desta quarta (7). Quarta, 7/11 (Capítulo 153)
Laureta tenta negar ser a mãe de Karola. ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?