Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PÉ DE COELHO

Bilhete premiado: Reprises abusam da sorte com excesso de felizardos nas loterias

DIVULGAÇÃO/TV GLOBO

Montagem com Lilia Cabral como Griselda em Fina Estampa à esquerda, Orã Figueirda como Hugo de Totalmente Demais no centro e Klebber Toledo como Romeu em Êta Mundo Bom! à direita

Lilia Cabral em Fina Estampa; Orã Figueiredo em Totalmente; e Klebber Toledo em Êta Mundo Bom!

DANIEL FARAD

Publicado em 21/8/2020 - 6h50

Se não fosse acaso ficcional, a Polícia Federal poderia abrir a operação Edição Especial para investigar o excesso de sortudos nas tramas da Globo. Nos últimos cinco meses de reapresentações, três bilhetes de loteria foram premiados. Griselda (Lilia Cabral) de Fina Estampa, Romeu (Klebber Toledo) de Êta Mundo Bom! e Hugo (Orã Figueiredo) de Totalmente Demais foram brindados pela sorte --para azar do telespectador.

As repetições não são novidade em um gênero que está muito mais próximo de uma produção industrial do que de uma manufatura artesanal. Com mais de uma centena de capítulos, os autores precisam quebrar a cabeça e deixar a criatividade de lado para apelar às fórmulas prontas. A pandemia de coronavírus (Covid-19) apenas escancarou ainda mais esse processo.

A crise sanitária também obrigou o canal carioca a deixar de lado o seu famigerado "padrão" para tapar um buraco inesperado em seu horário nobre. Com a suspensão em março das atividades nos Estúdios Globo, no Rio, a emissora precisou fazer vista grossa para a repetição de atores e histórias para preencher horas de programação.

O português Paulo Rocha, por exemplo, apareceu em três das cinco novelas em reprise, a contar também a faixa do Vale a Pena Ver de Novo. O intérprete de Guaracy no folhetim das nove viu de perto Griselda se tornar milionária ao finalmente acertar os números com os quais sempre fazia uma fezinha.

A narrativa é bastante parecida com a do personagem de Orã Figueiredo na faixa das sete da noite. Acostumado a apostar nos mesmos algarismos, o pai de Cassandra (Juliana Paiva) resolveu inovar e conseguiu enfim realizar o sonho de ganhar na loteria. A coincidência é tanta que Aguinaldo Silva poderia muito bem criar uma birra, como já fez ao acusar um colega de profissão de copiar Fina Estampa.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Hugo (Orã Figueiredo) é o terceiro sortudo nos cinco meses de reprises em folhetins da Globo


Déjà-vù

Atualmente, Totalmente Demais repete a dobradinha que já fez com Êta Mundo Bom! durante as suas transmissões originais em 2016, exibidas concomitantemente entre janeiro e maio. Na época, o folhetim de Walcyr Carrasco saiu na frente com o bilhete premiado que livrou Romeu da pindaíba em cenas exibidas em fevereiro, enquanto Hugo só receberia a sua fortuna em março.

Em 2020, as sequências foram exibidas com um intervalo maior de três meses, um respiro para o público que já havia acompanhado também a reviravolta na vida de Griselda. Com poucas opções de lazer, e trancadas em casa, as pessoas têm aceitado mais facilmente os excessos e se sentido "livres para voar" --o que pode explicar a boa audiência das três novelas.

Walcyr Carrasco, aliás, é o mais propenso entre os autores em questão a se valer da loteria para movimentar as suas histórias. Além de Êta Mundo Bom!, Agripina (Suely Franco) de Sete Pecados (2007) e Cornélia (Betty Faria) de A Dona do Pedaço (2019) também se tornaram milionárias com o mesmo recurso. Haja sorte!

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Cinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas