Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BASTIDORES

Globo pressiona Luciano Huck para adiar política e substituir Fausto Silva

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Fausto Silva e Luciano Huck em seus respectivos programas na Globo, no último final de semana, em fotomontagem

Fausto Silva e Luciano Huck em seus respectivos programas; Globo vê Huck como 'substituto natural'

DANIEL CASTRO

dcastro@noticiasdatv.com

Publicado em 2/3/2021 - 7h10

Executivos da Globo e membros da família Marinho estão pressionando Luciano Huck a adiar sua entrada na política para assumir o lugar que Fausto Silva deixará vago no ano que vem. Tentam convencê-lo de que sua eventual candidatura à Presidência poderá ser muito prejudicial à emissora e que chegou o momento de o apresentador ocupar o horário mais nobre do entretenimento dominical, de se tornar o "rei dos domingos".

A Globo tem pressa em obter uma resposta de Huck. Primeiro, porque seu contrato vence em julho. Os novos executivos da área artística já trabalham na programação de 2022 e querem trazer novidades, a principal delas um novo programa comandado por Huck.

O departamento comercial depende da definição de quem ficará no lugar de Fausto Silva para começar a venda de espaços publicitários em setembro, após meses de planejamento e pesquisa.

É unanimidade dentro da Globo que Huck é o "substituto natural" de Fausto Silva, que decidiu deixar a emissora após 32 anos. O Domingão é uma das maiores receitas e um dos mais lucrativos programas da grade.

Queridinho do mercado, Huck é visto como o homem certo para encarar o desafio de sustentar a audiência e o faturamento de Faustão. Além disso, o primetime do domingo é um lugar que ele sempre quis estar. Mas o apresentador dá sinais de que irá esperar o máximo que puder para tomar a decisão que mudará sua vida.

A Globo prefere Huck longe do Palácio do Planalto. Para a emissora, ao final de um processo de transformação interna sem precendentes, não será interessante ser associada a um candidato em confronto eleitoral direto com o presidente Jair Bolsonaro, que a vê como inimiga política.

Se Luciano Huck perder uma eventual disputa com Bolsonaro, a imagem da Globo sairá arranhada, será uma derrota também para a toda-poderosa. Segundo fontes na emissora, internamente se avalia que o cenário político de 2022 está muito indefinido, com Bolsonaro levando vantagem. A Globo tem certeza de que Huck terá êxito aos domingos; numa campanha eleitoral, não.

Com a iminente saída do marido de Angélica da programação vespertina dos sábados, já começam a surgir candidatos ao espaço a ser deixado. Tiago Leifert é um deles. E ainda não há nada acertado com Marcos Mion, recentemente demitido pela Record.


Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.