Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

'VINGANÇA'

Filho de Chico Anysio, Nizo Neto confessa que comemorou acusações a Melhem

Pedro Curi/Victor Pollak/TV Globo

Montagem de fotos com os rostos dos atores Nizo Neto e Marcius Melhem

Nizo Neto criticou o ex-chefe de Humor da Globo, Marcius Melhem, que foi acusado de assédio

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 20/3/2021 - 19h11
Atualizado em 20/3/2021 - 21h02

Nizo Neto, filho do humorista Chico Anysio (1931-2012), fez críticas ao trabalho de Marcius Melhem e revelou que comemorou o momento em que descobriu as denúncias de assédio contra o ex-chefe do Humor da Globo. "A primeira vez que eu abri a internet e vi esse negócio, eu [falei]: 'que coisa bizarra'... [Nizo começa a sorrir e fazer gestos de felicidade] 'Ai, que legal, cara!'", relembrou o ator.

"É horrível você pensar nas mulheres que sofreram abuso, mas tem um lado de que foi legal ver o Marcius Melhem numa cagada dessas. Tem um lado mórbido. O ser humano, não tem como, a gente tem uma coisa de vingança", continuou Neto durante entrevista ao podcast Inteligência Ltda. publicada na noite de sexta-feira (19).

O humorista, porém, ressaltou que nunca presenciou os comportamentos relatados nas denúncias: "Eu nunca fui assediado. O que eu sofri no Zorra foi um 'abuso artístico'. Dizem que tinha assédio moral, também nessa história, nunca vi Marcius Melhem levantar a voz para ninguém. Nunca vi ele chegar em cima de mulher nenhuma, se aproveitar da posição dele. Agora, o que ele fez com a gente artisticamente foi uma grande sacanagem".

Nizo afirma que sua insatisfação com o ex-diretor surgiu à época da mudança do Zorra Total (1999-2015) para o Zorra (2015-2020), quando foi solicitado que os atores passassem a também fazer papel de figurantes, numa espécie de rodízio: "Ficou uma turminha fazendo os quadros bons e a gente fazendo figuração. Fiquei dois anos fazendo figuração no Zorra. Muito raramente [tinha] fala. E figuração escrota. Parecia castigo", lamentou.

"Nada foi tão degradante na minha carreira quanto fazer o Zorra, juro por Deus. Eu com 18 anos fiz show de humor em puteiro no Rio de Janeiro e não foi tão degradante quanto fazer o Zorra. Juro. Foi um horror, muito escroto o que fizeram com a gente", revoltou-se o filho de Chico Anysio.

Nizo Neto é conhecido principalmente por seu trabalho como Ptolomeu na Escolinha do Professor Raimundo (1990-1995), personagem que foi interpretado por Otaviano Costa e Marcelo Serrado na nova versão do humorístico. Recentemente ele fez parte do elenco de dois reality shows da Record: Power Couple Brasil e Dancing Brasil.

Após se destacar como ator, Marcius Melhem atingiu a função diretor chefe do Humor da Globo. No fim de 2019, surgiram relatos de denúncias de assédio sexual e moral a ele, inclusive por parte da atriz Dani Calabresa. Um grupo de funcionárias da emissora contratou uma advogada para representá-las e o caso atualmente está na Justiça. Melhem saiu da emissora em agosto de 2020 e também entrou com ações na tentativa de provar que é inocente.

Confira abaixo a íntegra das críticas de Nizo Neto a Marcius Melhem:


Leia também

Web Stories

+
De vício em games a indicação ao Emmy: Como estão os atores de A ViagemVômito, narrador ridículo e ‘xerecada’: Cinco momentos engraçados das OlimpíadasBárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguir

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?