Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DESAFIOS

The Voice Kids contorna morte de diretor, pandemia e gravidez para chegar ao fim

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O apresentador André Marques no palco do The Voice Kids, netes domingo (11), durante uma chuva de confetes

André Marques se emociona no encerramento da quinta temporada do The Voice Kids, neste domingo (11)

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 11/10/2020 - 15h36

Em um ano conturbado devido à pandemia da Covid-19, o The Voice Kids conseguiu contornar a morte do diretor da atração, o novo coronavírus e até a gravidez de uma das juradas para chegar ao fim neste domingo (11). A vitória de Kauê Penna e da realização do programa em si foram emocionantes para André Marques, que chorou em seu discurso de encerramento.

Após anunciar o vencedor da quinta temporada, o apresentador aproveitou para homenagear os colaboradores do reality show da Globo. "Calma, Kauê, pega aqui o seu troféu. A gente não pode se abraçar, é difícil, né? É um momento difícil, tenta respirar", aconselhou o titular do programa.

Na final, a emissora trocou as apresentações virtuais pelas ao vivo, mas manteve o protocolo de segurança, respeitando o distanciamento social no palco e com a jurada Simone Mendes ainda participando de sua casa. Simaria, Carlinhos Brown e Mumuzinho se apresentaram com seus pupilos. 

"Eu queria agradecer a vocês crianças, mas agradecer [também] à nossa equipe toda que se virou nos 30 para fazer um programa lindo. [Agradecer] Nossa técnica Claudinha Leitte que está em casa, Brown, Simone, Simaria, Mumuzinho, minha parceira Thalita Rebouças, a todo mundo que faz esse programa acontecer", começou Marques, com a voz embargada. 

"A todo mundo que faz esse programa acontecer, e essa temporada especial a gente vai dedicar ao nosso querido diretor-geral Flavio Goldemberg, que tá surfando nas ondas lá de cima e olhando pela gente",  disse em tom para lá de emocionado o funcionário da Globo.

Morte de diretor 

A temporada de 2020 do The Voice Kids enfrentou vários contratempos. Bem antes da quaretena ser decretada no Brasil, o programa sofreu seu primeiro baque: a morte de Flavio Goldemberg (1962-2020), diretor da atração, que teve um infarto fulminante no final de janeiro.

Homenagem da Globo a Flavio Goldemberg (Reprodução/Globo)

As gravações do dominical foram canceladas por uma semana e voltaram com uma homenenagem de André Marques ao chefe.

"Ele sempre foi um cara entusiasmado, cheio de energia, cheio de amor, cheio de alegria, apaixonado pelo trabalho, apaixonado pela família e pelas ondas", relatou o apresentador da atração na época. 

Troca e gravidez

Em março, quando surgiram os primeiros casos de Covid-19 no país, a Globo foi obrigada a reprisar os melhores momentos do The Voice e paralisar o reality musical, que ficou seis meses parado e só voltou no dia 13 de setembro. 

E para conseguir voltar com o programa de forma segura, a emissora implantou uma série de medidas de segurança para evitar a proliferação da nova doença, como as apresentações das crianças que passaram a ser virtuais.

A treinadora e jurada Claudia Leitte achou melhor deixar a atração por medo de se infectar e cedeu seu posto a Mumuzinho, que assumiu o time dela.

Nos Estúdios Globo, só podiam comparecer os apresentadores André Marques e Thalita Rebouças, além dos técnicos. A sertaneja Simone, dupla de Simaria, teve que aparecer por meio de um telão por estar grávida e, consequentemente, por integrar o grupo de risco de contrair Covid-19.

Apesar de todas essas adversidades, o The Voice Kids cumpriu sua missão e chegou ao fim sem nenhum caso de infecção em sua equipe, pelo menos, até este domingo. Uma vitória da produção e do público que também não desistiu de acompanhar o programa.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?